22 de abr de 2018

NELSON PEREIRA DOS SANTOS

NELSON TORNOU POSSÍVEL O SONHO DE UM CINEMA BRASILEIRO
outubro de 1928/ abril de 2018

"Quem tem mais razão para brigar, tem mais razão para vencer"
                             Nelson Pereira dos Santos.  Rio 40 graus

Nelson Pereira dos Santos foi um humanista, sempre procurou realizar seu ofício como uma forma de fazer do Brasil um país melhor, de fazer de seu planeta um mundo melhor. Paulista, mas carioca de coração foi quando jovem formado nos quadros do PCB, assim como muitos intelectuais de sua época. A querida jornalista Helena Salém escreveu um livro sobre Nelson com o subtítulo "O Sonho Possível do Cinema Brasileiro", uma obra imperdível para quem deseja conhecer as dificuldades no processo de criação do cinema brasileiro.
Ana Magalhães velório  de nelson pereira foto alcyr cavalcanti all rights reserved

Nascido em outubro de 1928, partiu agora, em abril de 2018, com a aura da imortalidade conferida aos escritores, pela sua capacidade de sua clara linguagem através de imagens foi convidado para ocupar a cadeira de Castro Alves na Academia Brasileira de Letras-ABL.  Nelson desde menino era um devorador de livros, o que acabou por conduzi-lo a um grupo de estudantes do Partido Comunista, foi quando conheceu Laurita Sant'Anna com quem se casou e teve filhos. 
photo by alcyr cavalcanti all rights reserved 


Era a época de Prestes, Jorge Amado, Alvaro Moreyra, Portinari, Niemeyer e muitos outros intelectuais e Nelson entra para a Faculdade de Direito. Em 1948 ingressa no curso de Sociologia e Política que cursaria durante um tempo, mas sua atração pelas telas o levam ao cinema e sua inclinação pela literatura o levam ao jornalismo. São Paulo fervia culturalmente e a sua sólida formação cultural se deve à influência dos intelectuais desta época.  
O começo de Nelson no cinema se deve á sua amizade com Rodolfo Nanni que fez curso de cinema em Paris, quando passou uns anos na França.  Passa a sofrer forte influência do cineasta Joris Ivens que era considerado um dos melhores documentaristas do mundo que procurava expressar em seus filmes a "luta dos homens por um mundo melhor". Nelson volta para o Brasil e passa a se reunir com companheiros do Partido, Mario Gruber, Ruy Santos, Artur Neves e formam uma biblioteca de livros marxistas. 
Na época São Paulo procura fazer um cinema de moldes hollywoodianos e começa a Vera Cruz, mas Nelson e seu grupo sob a influência do neo realismo italiano pensam em um cinema voltado para os problemas do cotidiano dos desfavorecidos,e vem seu primeiro grande filme "Rio 40 Graus"(1956 ) e seu primeiro problema com a censura. Para Nelson "o cinema tinha que mostrar a realidade e encontrar uma solução para o futuro". A ideia de fazer um filme "do povo" não foi muito simpática ao núcleo dirigente do Partido mas mesmo assim resolveu ir adiante. Reuniam-se em pequeno apartamento (uma célula) por meio de um amigo e companheiro de Partido, Frank Justo Acker. na Praça Cruz Vermelha e corriam atrás do dinheiro. Conseguiu para a fotografia o melhor de sua época, Hélio Silva que conseguiu uma câmera profissional emprestada por Humberto Mauro e a trilha sonora por Zé Kéti que depois ficaria famosa principalmente "A Voz do Morro". O filme desagradou a censura que tentou impedir de todas as formas e "porque na cidade nunca se fazia 40 graus e a temperatura girava em torno dos 30 graus, outra pérola do censor foi considerar o filme um sacrilégio ao colocar a imagem do Cristo Redentor com o fundo musical do Zé Kéti quando diz "Eu sou o rei dos terreiros". A primeira exibição do filme organizada por Alex Viany e José Carlos Burle foi para um público que lotou o auditório da ABI. Começaram a surgir manifestos contra a proibição, não só no Brasil mas também no exterior principalmente por um grupo de intelectuais franceses. Em 1956 depois da liberação o filme foi lançado em várias capitais com muito sucesso. Nelson parte para Paris para um Encontro de Cinema promovido pelo Partido Comunista Francês, onde faz amizade com Pierre Kast e Cesare Zavattini.  Divergências com a direção  do PCB o levaram a relação dúbia, onde ele nem sai nem permanece e confirma em conversas com Helena Salém "eu de fato nunca saí, mas também nunca fiquei". Mas suas ideias socialistas na construção de um mundo menos desigual permanecem. 
A partir de seu primeiro filme como diretor e da superação das dificuldades vieram muitos outros como Rio Zona Norte, Boca de Ouro e seu maior sucesso Vidas Secas premiado no Festival de Cannes pelo OCIC Office Catholique de Cinema. Depois vieram Como era Gostoso meu Francês, O Amuleto de Ogum, Memórias do Cárcere  e seu último filme sobre o compositor Tom Jobim. 
A perda de Nelson foi enorme não só para o cinema brasileiro, mas principalmente para o cinema mundial. Conheci Nelson durante as filmagens do "Como era Gostoso" em 1970 em Paraty e nas filmagens em Mamcucaba onde fizeram uma aldeia onde o "francês" Arduíno Colassanti iria ser canibalizado sob os cuidados da bela nativa Ana Maria Magalhães. Tive algumas facilidades ( e também dificuldades) para acompanhar as filmagens dos nativos "ao natural", como vieram ao mundo, havia uma recomendação, não uma proibição de não fazer fotografias, mas devido a muita argumentação e a interseção do assistente de direção, meu amigo Carlos Alberto Camuyrano e de um pedido de um de seus filhos Nelsinho, pude registrar algumas cenas. O problema dos índios e índias totalmente pelados deu muitos problemas , uma pessoa indignada pensava que fosse uma bacanal e chamou a policia e todos os pelados tiveram de se explicar na delegacia, um verdadeiro horror. 
Nelson partiu mas deixou um legado para todos os brasileiros que sonham com um Brasil melhor, com um mundo mais justo. 

14 de abr de 2018

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL 2018

COMEÇOU O BRASILEIRÃO 2018
BOTAFOGO SE SALVA GRAÇAS A DEFESAS MILAGROSAS DE GATITO FERNANDEZ
FLAMENGO 2X0 AMÉRICA-MG NA DESPEDIDA DE JÚLIO CÉSAR 
O Flamengo abriu a segunda rodada com vitória sobre o América-MG que serviu para acalmar sua torcida e o clima de festa foi para despedida dos gramados do goleiro Júlio Cesar. Fluminense e Cruzeiro empate sem gols no primeiro tempo e o Botafogo enfrentou o Sport no fecho da rodada e saiu com empate de 1x1 graças a pelo menos cinco defesas milagrosas de Gatito Fernandez. 
O Campeonato Brasileiro de Futebol começou sábado 14/04/2018 com vitória do Grêmio Porto Alegrense atual campeão gaúcho sobre o Cruzeiro campeão mineiro. As seguidas más atuações do Flamengo, tido pelos torcedores como um time 'com excesso de"estrelas" mas que nada produzem em campo, não suam a camisa, não tem honrado o "manto sagrado" apesar dos salários milionários teve como resultado uma série de protestos e pichações em sua sede. De fato é inadmissível que um clube que tem gasto milhões com jogadores mas que no campo nada fazem não tome nenhuma providência. Em realidade o Flamengo, o clube com a maior torcida tem feito exibições medíocres   em todas as competições que tem participado.
O Flamengo enfrentou o Vitória no Barradão em Salvador e empatou em 2x2.  O Corinthians venceu o Fluminense no Itaquerão e o Vasco jogou com o Atlético Mineiro em São Januário e fez um gol salvador de pênalti aos 52 minutos. O Botafogo, atual campeão estadual enfrentou o Palmeiras que tem o melhor elenco de todos os times na segunda à noite no jogo da entrega das faixas ao Glorioso e conseguiu um empate por um gol. O fato curioso foi o gol mais rápido marcado por Lucas Paquetá do Flamengo em Salvador contra o Vitória aos 20 segundos e dificilmente será superado.
Maracanã photo by alcyr cavalcanti all rights reserved

O jogo foi marcado por muitos erros de arbitragem e o Flamengo teve o jogador Everton Ribeiro expulso ainda no primeiro tempo. Apesar de mudanças sucessivas de treinador o rubro negro não tem apresentado em campo atuações dignas de sua tradição.  O Fluminense enfrenta o Corinthians, atual campeão brasileiro. 
O Brasileirão 2018 vai ser interrompido durante os jogos da Copa do Mundo que serão realizados na Rússia durante os meses de junho e julho.

12 de abr de 2018

COPA SUL-AMERICANA

CARIOCAS ESTREIAM NA COPA SUL-AMERICANA
BOTAFOGO VENCE O AUDAX E SEGUE NA COMPETIÇÃO
O Botafogo não teve nem tempo de comemorar o título estadual, e fez sua estréia na Copa Sul-Americana em Santiago para enfrentar o Audax Italiano no Estádio de la Florida no início da noite.O técnico Alberto Valentim está confiante mesmo com a ausência de alguns titulares e sabe que a Copa  é uma competição totalmente diferente do torneio regional. A novidade é que defendendo o Audax está um ídolo que já deu muitas alegrias ao Botafogo, o atacante Loco Abreu. Mesmo na ressaca da vitória sobre o Vasco na final do estadual o Glorioso conseguiu forças e venceu o time chileno com um gol de Rodrigo Pimpão no último minuto. Resultado Botafogo 2x1 Audax Italiano. 
photo by alcyr cavalcanti all rights reserved

O Fluminense passou fácil pelo Nacional de Potosi, da Bolívia e encaminhou sua classificação para a outra fase. O clube vencedor da competição vai receber uma vultuosa compensação financeira, que vai melhorar as finanças e possibilitar a contratação de algum craque para reforçar seus elencos.
A Copa Sul-Americana fundada em 2002 foi criada pela Confederação Sul-Americana de Futebol-CONMEBOL e tem em disputa 47 clubes que lutam pela vitória final. O último clube a levantar a taça foi o Independiente da Argentina. 

20 de mar de 2018

EXECUÇÃO DE MARIELLE É UM CLARO DESAFIO ÀS AUTORIDADES

VEREADORA MARIELLE FOI EXECUTADA NA REGIÃO CENTRAL DA CIDADE
GOVERNADOR É CRITICADO PELA DEMORA EM APURAR CAUSAS DA EXECUÇÃO
IRRESPONSÁVEIS QUEREM CRIMINALIZAR CADÁVER PARA JUSTIFICAR O INJUSTIFICÁVEL 
A vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram executados na Rua Joaquim Palhares, no Estácio, na Zona Central da cidade há um mês atrás em uma quarta feira às 21 horas. Ela havia saído de uma palestra na Casa das Pretas e seria homenageada na ALERJ onde iria proferir discurso entre as solenidades  para comemorar o Mês da Mulher. 
photo alcyr cavalcanti all rights reserved

Em inauguração na Favela de Manguinhos o governador Pezão foi muito vaiado e cobrado pela demora na apuração das causas do bárbaro assassinato.  Após um mês da intervenção militar na área da segurança no Estado, em especial na cidade do Rio de Janeiro, o atentado soa como um claro desafio aos interventores. Marielle havia feito graduação na PUC e mestrado na Universidade Federal Fluminense, um grande feito para uma negra,  moradora da Favela da Maré. Foi eleita por expressiva votação pelo PSOL e exercia seu primeiro mandato. O Alto Comissariado da Organização das Nações Unidos emitiu documento exigindo providências imediatas e considera a execução como uma ato de barbárie que necessita apuração rápida e punição exemplar para os culpados
Protesto contra execução foto Alcyr Cavalcanti uso proibido sem autorização
Uma série de atos de violência tem se espalhado por toda a cidade como uma clara provocação aos interventores na área da segurança. Notícias falsas (fakes) que se espalharam pela internet como a da desembargadora Marília Castro Neves  e de um deputado são totalmente irresponsáveis e merecem uma punição exemplar. A velha tática de criminalizar a vítima já foi usada muitas vezes e merece severo julgamento. Pessoas inconsequentes tem usado o velho e perigoso discurso da radicalização, como no caso acontecido no bar Bip Bip, em que seu dono ao homenagear com minuto de silêncio Marielle acabou sendo conduzido a uma delegacia, após uma discussão entre os frequentadores e um policial federal que ainda usou arma para intimidar as pessoas e ainda resistiu à voz de prisão dada por um oficial da PM. 
  Para muitos analistas da segurança e cientistas sociais a intervenção que para o presidente teria sido "Um Golpe de Mestre"foi feita de maneira imprudente, sem um estudo apurado em problema de  grande complexidade. Os  discursos do presidente Temer com seu gestual exótico e as declarações do Ministro Raul Jungmann no recém criado Ministério da Segurança não tem surtido o efeito necessário e tem colocado  não só o presidente, mas também seu auxiliar em total descrédito e soam como fanfarronices, palavras ao vento. O perigo real e imediato é colocar uma instituição como o Exército e também as Forças Armadas totalmente desacreditadas. Até os dias de hoje são das poucas instituições a ter grande credibilidade, perante a sofrida população brasileira. Se isto acontecer a cultura do descrédito vai prevalecer, infelizmente

14 de mar de 2018

A "GUERRA DO RIO" VAI SER INTENSIFICADA

JUSTIÇA MANDA SOLTAR 137 PRESOS QUE ESTAVAM NA FESTA DE MILICIANOS OPERAÇÃO PARA DESBARATAR MILÍCIAS NA ZONA OESTE E BAIXADA
EXECUÇÃO DE VEREADORA E SEU MOTORISTA FOI UM CLARO DESAFIO ÀS AUTORIDADES HÁ UM MÊS DA INTERVENÇÃO MILITAR
VIOLÊNCIA URBANA E FORMAÇÃO DE GRUPOS PARAMILITARES 
Atendendo a um pedido do Ministério Público foram soltos 137 pessoas que estavam presas na festa de milicianos em Santa Cruz. A Delegacia de Repressão ao Crime Organizado-DRACO realiza a "Operação Negócios Paralelos" para desbaratar as ações de milicianos que atuam  na Zona Oeste e na Baixada Fluminense. As ações foram intensificadas depois da execução de uma vereadora e seu motorista, em uma ação que pode ter sido feita por milicianos. a prisão de mais de 150 pessoas que estavam em uma festa em Santa Cruz verificaram que pelo menos um deles era inocente e foi liberado. O Ministério Público acredita que no meio do grupo possa haver mais pessoas que só estariam  lá apenas para se divertir. 
Após O assassinato da vereadora Marielle Franco do PSOL e de seu motorista Anderson Gomes às nove horas da noite de uma quarta feira na Rua Joaquim Palhares no Estácio, região central da cidade provocou uma comoção internacional. Ambos foram executados por pistoleiros profissionais com 13 tiros de uma pistola 9 mm. Os projeteis eram de um lote desviado da Policia Federal. Parte do lote vendido pela Companhia Brasileira de Cartuchos-CBC foi também usado em uma série de crimes em São Gonçalo e por matadores em São Paulo. A execução feita há quase um mês da intervenção federal na segurança da cidade foi um claro desafio às autoridades e não pode ficar impune. Uma onda de violência com intensificação de assaltos, sequestros e tiroteios em toda cidade motivaram as Forças Armadas a reforçar a vigilância nas ruas. Uma série de postagens, umas enaltecendo o trabalho na luta dos Direitos Humanos e uma grande parte fazendo denúncias e calúnias para denegrir sua atividade em uma tentativa de justificar um atentado injustificável, dois assassinatos cruéis e desumanos. 
O Alto Comissariado da ONU disse ser "profundamente chocante" a execução de uma representante do povo, defensora dos direitos humanos dos despossuídos. A porta voz do da ONU Liz Throssel lembrou a atuação da vereadora em sua luta pelos Direitos Humanos e exige providências imediatas para que os culpados sejam punidos exemplarmente. Marielle era moradora da Favela da Maré onde começou sua militância política, fez graduação na PUC e mestrado na Universidade Federal Fluminense-UFF.  Milhares de pessoas protestaram ontem no Centro do Rio contra a onda de violência em toda a cidade. Hoje protestos continuam pedindo justiça e punição exemplar para os assassinos. O ministro da Segurança Raul Jungmann e a procuradora Raquel Dodge prometeram usar todos recursos para elucidar o bárbaro atendado.
  A crescente violência urbana e os alarmantes altos índices de criminalidade a descrença na política de segurança  acabam por motivar falsas soluções, e sempre à margem da lei.   A Delegacia de Repressão às Ações  Criminosas Organizadas-DRACO realiza nesta quarta feira dia 14/03/2018 uma grande operação contra milicianos que atuam em Mesquita na Baixada Fluminense. Grupos paramilitares  que se auto intitulam justiceiros agem ao arbítrio da lei em uma pretensa lei sob o argumento de combate à criminalidade devido á total ineficiência do aparelho repressivo de estado. A operação foi chefiada pelo delegado  Alexandre Herdy que prendeu oito milicianos chefiados por Marcio Cunha conhecido como Zebu . Três policiais militares do 20  BPM estão presos e um miliciano de nome Daniel Alex Silva conhecido como Escobar está sendo procurado. O codinome deve ser em homenagem à Don Pablo Emílio Escobar Gavíria o "Barão da Droga" que reinou na Colômbia durante alguns anos.
Violência urbana Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved

A chamada "Guerra do Rio" foi intensificada a partir de 2017 com a falência do RJ. Grupos de milicianos tem tentado em especial tomar os territórios controlados pela maior rede criminal, o Comando Vermelho e conseguiram êxito, principalmente em Santa Cruz na Zona Oeste.  As Milícias começaram há alguns anos em áreas afastadas, em especial na Baixada Fluminense e na localidade Rio das Pedras na Zona Oeste e agem à pretexto de proteger moradores, cobrando uma "taxa de proteção". Em alguns casos o Estado faz vista grossa em uma espécie de aliança cooperativa pontual sob a justificativa de diminuir os altos índices de violência. Em Mesquita além da "taxa de proteção" eles exploravam, a entrega de gás, venda de água, transporte alternativo, TV a cabo pirata (gatonet) e também praticam agiotagem a juros astronômicos. Vários homicídios também estão sob investigação e podem ter sido efetuados pelo grupo. 
O crescimento das Milícias de forma acelerada foi devido à ineficiência de uma política de segurança totalmente equivocada, centrada unicamente no combate ao narcotráfico baseada no conceito "War on Drugs" originário do Governo Ronald Reagan aplicado inicialmente no Plano Colômbia tendo como laboratório as cidades de Medellin e Cali  e depois estendido a vários países, inclusive ao Brasil. Atualmente controlam mais de 250 localidades entre favelas, conjuntos habitacionais e mesmo alguns bairros. A classificação de determinadas áreas conforme a periculosidade em Zonas de Alerta levou a um cerco em determinadas favelas de maior densidade populacional, as Zonas Vermelhas, Amarelas ou Verdes conforme o critério adotado. O programa de pacificação adotado  nas UPPS adotou este critério que acabou tendo fracassado e está prestes a ser extinto. As Milicias  são formadas por policiais, ex-policiais, bombeiros e militares além de informantes policiais, os X-9.  Em algumas regiões os grupos de milicianos exploram também o comércio de venda de drogas, a varejo, em associação com os narcotraficantes. 

17 de fev de 2018

GENERAL BRAGA NETO VAI SER O GOVERNADOR NA ÁREA DA SEGURANÇA

GENERAL VILLAS BOAS DIZ QUE INTERVENÇÃO MILITAR NÃO VAI RESOLVER PROBLEMA DA VIOLÊNCIA 
VERBA DE R$ 1 BILHÃO VAI DAR SÓ PARA PAGAR DÍVIDAS ANTERIORES
GENERAL RICHARD NUNES COMANDA OPERAÇÃO NA VILA KENNEDY 
FORÇAS ARMADAS VÃO OCUPAR "ZONAS VERMELHAS"
Em entrevista à Globo News o general Villas Boas afirmou que uma intervenção somente através das Forças Armadas não vai resolver um problema tão complexo como a violência. Um mês de intervenção militar poderia ser um dia de festa, mas não há muito o que comemorar. Tiroteios  diários continuam a desafiar as autoridades como a de sexta 16/03 na Nova Brasília em que morreram três pessoas, sendo uma criança de apenas dois anos. A execução da vereadora Marielle Franco e de seu motorista na Zona Central da cidade vem mostrar que muita coisa precisa ser feita para acordar o governador Pezão que parece morar em outro planeta. Governo Federal prometeu bilhões para a segurança, mas o problema é de onde tirar o dinheiro. O interventor necessita de pelo menos R$ 3 bilhões para poder resolver, em parte, o problema da segurança no Estado do RJ. Mas como limparam os cofres o presidente Temer em mais uma fala inoportuna, declarou que iria liberar em torno de R$ 800 mil, mas advertido por seus auxiliares consultou os zeladores do cofre e viu que só poderia liberar no máximo R$ 1 bilhão, que na prática nada vai adiantar. Vai servir para pagar dívidas anteriores. O sistema prisional vai ficar como está. O crime semi organizado agradece. 
   Uma atuação da prefeitura com apoio das forças de segurança demoliu construções e quiosques   com finalidade comercial que estariam fora de padrões de urbanização. Moradores protestaram, mas suas "lojinhas" foram totalmente destruídas pelos agentes. Foi uma espécie de "Operação Choque de Ordem" totalmente inoportuna um dia após soldados terem feito distribuição de flores no Dia Internacional da Mulher. Os donos das construções destruídas estão totalmente desorientados sem saber a quem recorrer. Em uma época de altas taxas de  desemprego era a única forma de trabalho honesto. 
Um dia após militares terem retirado barreiras para impedir invasões e controlar a entrada e saída de veículos traficantes recolocam novas manilhas de concreto em um desafio às forças de segurança, mas as forças de segurança derrubaram novamente em uma resposta aos narcotraficantes. Para o general Richard a ocupação da Vila Kennedy é estratégica, é  uma favela dominada pelo Comando Vermelho, enquanto as duas localidades vizinhas a Vila Aliança e a Vila Vintém são controladas pelo Terceiro Comando e Amigos dos Amigos.  O objetivo do  Exército é controlar as três favelas e assim demonstrar quem de fato manda no território ao impor um duro revés às redes criminais.
O novo secretário de segurança General Richard Nunes comandou Operação em Vila Kennedy em Bangu, para retirada de barreiras e barricadas impostas pelo narcotráfico para impedir o acesso à localidade. Sob as ordens do general atuaram 1400 homens com apoio de blindados . O General é contra o enfrentamento que não consegue por um fim à violência e produz muitas vítimas.Para ele a intervenção militar é somente uma parte da questão e deve vir acompanhada de ações sociais.
 No dia de ontem Sexta feira  02/03/2018 as forças de segurança fizeram cerco ao Jardim Catarina e outras favelas de São Gonçalo na tentativa de reduzir os altos índices de criminalidade. 
As fotografias feitas por soldados do exército em moradores de favelas e também em seus  documentos de identificação  foi tema de uma reunião na OAB seccional RJ, que vai enviar uma notificação aos responsáveis pela intervenção pedindo esclarecimentos. 
O general Braga Neto quer a volta às ruas de mais de três mil agentes de segurança. policiais e bombeiros que estão cedidos para outras funções e assim melhorar o patrulhamento nas ruas. Tropas do exército fizeram uma vistoria no Presídio Milton Dias Moreira na Baixada Fluminense onde aconteceu uma rebelião. Foram apreendidas armas e celulares. A ideia é tentar acabar com a corrupção que permite entrada de celulares e armas e outros objetos proibidos. Raul Jungman atualmente no Ministério da Defesa vai ser ministro de recém criado Ministério da Segurança.
Uma operação policial em Imbariê, Caxias na Baixada Fluminense, após a morte de uma pessoa e de vários feridos, inclusive uma criança resultou em forte protesto de moradores que queimaram ônibus. A policia reprimiu com extrema violência a manifestação. 
O sargento do exército Bruno Albuquerque de 35 anos foi morto em Campo Grande, Zona Oeste ao tentar reagir a um assalto. As forças de segurança estão em alerta máximo depois da rebelião no Presídio Milton Dias Moreira em Japeri, Baixada Fluminense com vários feridos. Um dia depois do Carnaval, o presidente Michel Temer assinou decreto para uma intervenção militar no Estado do Rio de Janeiro e nomeou o general Walter Braga Neto que comandou a operação militar durante os Jogos Olímpicos de 2106. Braga Neto estava em viagem ao exterior e rapidamente voltou para tomar posse. A medida foi tomada depois de orientação dada por ministros, em especial Moreira Franco após declarações inoportunas do governador Pezão. Temer veio ao Rio de Janeiro no sábado após o Carnaval acompanhado dos ministros Henrique Meirelles, Moreira Franco, do presidente da Câmara Rodrigo Maia além do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito Marcelo Crivella que rapidamente voltou de uma viagem à Europa. Um forte aparato de segurança para evitar manifestações ocupou parte da cidade. Muitos pensaram que o aparato bélico já fizesse parte do novo plano de segurança.
O general Braga Neto na prática é o novo governador do RJ, pois vai ter plenos poderes na área da segurança, pode demitir, exonerar, mandar processar e nomear a quem quiser em sua área. Não teria na prática de fornecer nenhuma explicação ao governador Luis Fernando Pezão, muito desgastado e que reconheceu publicamente ter fracassado a "Operação Carnaval". O crescimento da violência durante o período da folia de Momo pode ter sido o golpe final para afetar a combalida política de segurança do estado centrada unicamente no combate ao narcotráfico. 
photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved

Intervenções militares tem se sucedido periodicamente há alguns anos, mais acentuadamente desde o governo Leonel Brizola, mas a criminalidade tem crescido de maneira acelerada. Em abril de 2004 veio a público que o exército tinha um plano para atacar a criminalidade e diminuir os índices de violência. O plano foi divulgado após mais uma "Guerra da Rocinha", uma disputa entre a ADA e o Comando Vermelho.     A política de segurança tem sido baseada no conceito importado da "War on Drugs", a "Guerra Contra as Droga com operações bélicas com poucos resultados práticos. Muitas mortes de civis, pessoas inocentes e policiais no exercício de suas funções, mas o narcotráfico continua expandindo seus tentáculos em todo o mundo. No Rio de Janeiro o chamado crime organizado mudou sua configuração depois da entrada da rede criminal paulista Primeiro Comando da Capital-PCC na cidade. Depois de um rompimento da aliança cooperativa com a maior rede criminal do estado o Comando Vermelho-CV a facção paulista fez uma aliança com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA ao estabelecer suas bases na Favela Rocinha, uma das maiores da América do Sul e que tem uma localização privilegiada. A Rocinha não tem limites  geográficos com dois bairros de grande poder aquisitivo São Conrado e Gávea, por isso é considerada "uma mina de ouro" devido às altas taxas de lucro com o comércio da venda de drogas, à varejo. 
A recente implosão de violência na Rocinha na disputa pelos pontos de venda de drogas entre Antônio Bonfim Lopes o Nem e Rogério Avelino o 157  foi também um complicador. Rogério 157 braço direito de Nem mudou de lado e saiu da rede ADA e foi buscar abrigo com os chefes do Comando Vermelho. A disputa se intensificou e se espalhou para vários morros do Rio de Janeiro. 
A população espera resultados imediatos, mas espera também que não seja apenas uma solução temporária de algumas semanas para conseguir votos para a chamada base aliada de Temer, que se encontra muito combalida e sem nenhuma credibilidade. 

9 de fev de 2018

BLOCOS PROTESTAM CONTRA REFORMAS DE TEMER

BLOCO DOS APOSENTADOS CANTA "BRASIL PAÍS DE RATOS"
PREFEITURA ATRASA OS BLOCOS EM MAIS DE DUAS HORAS

"Um golpe certeiro mexeu com nosso dinheiro
o Povo foi discriminado, deixado de lado
sozinho rasgado feito menor abandonado,
Brasil um país de ratos, são os políticos contra a Nação
que não se preocupam com o próximo, sua vida é só ambição"
             Ney do Pagode e Davi do Pandeiro

Mesmo com um atraso de duas horas que mesmo assim não conseguiu prejudicar a festa, os cariocas resolveram botar o bloco nas ruas. A desorganização foi a tônica nos blocos do centro da  cidade. O tradicional "Bloco dos Aposentados" que faz sua concentração no Buraco do Lume, teve de esperar mais de duas horas para sair. Guardas municipais impediram a saída do bloco que seria seguido pelo Bloco dos Bancários. Para não fugir do clima da folia foi desejada uma breve passagem desta para melhor para o alcaide ao som da bateria nota dez.
photo by alcyr cavalcanti all rights reserved

 Mesmo com a demora os velhinhos estavam animados, afinal é uma folia desejada depois de anos de sofrimento, de exploração de quem trabalhou anos a fio. A letra diz bem o que é a situação atual com o tema "Um país de Ratos que não se Preocupa com o Próximo". A camiseta trazia charge de um vampiro, que se assemelha ao nosso presidente gótico, Michel Temer". Um dos mais animados era o ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Rua Ana Nery, José Ferreira Nobre um folião pra ninguém botar defeito do alto de seus 95 anos. É o atual presidente da Associação dos Metalúrgicos Aposentados.
photo alcyr cavalcanti all rights reserved

Depois do Bloco dos Aposentados, já alta noite,enfim saiu o Bloco dos Bancários mais uma classe explorada até a raiz dos cabelo. Os bancários tiveram de desfilar em ritmo acelerado, uma nova determinação do presidente da Riotur, Marcelo Alves, limita a folia dos blocos até no máximo às dez da noite. Todos os blocos protestaram contra a medida que dificilmente será cumprida. Afinal Carnaval é de certa medida transgressão das duras regras impostas durante todo o ano.

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna