17 de fev de 2018

GENERAL BRAGA NETO VAI SER O GOVERNADOR NA ÁREA DA SEGURANÇA

VIOLÊNCIA NÃO DIMINUI NO INÍCIO DA INTERVENÇÃO MILITAR
TEMER ASSINA DECRETO PARA INTERVENÇÃO NO RIO DE JANEIRO
GENERAL BRAGA NETO VAI TER MAIS AUTORIDADE QUE O GOVERNADOR
FORÇAS ARMADAS VÃO OCUPAR "ZONAS VERMELHAS"
Tropas do exército fizeram uma vistoria no Presídio Milton Dias Moreira na Baixada Fluminense onde aconteceu uma rebelião. Foram apreendidas armas e celulares. A ideia é tentar acabar com a corrupção que permite entrada de celulares e armas e outros objetos proibidos. 
Uma operação policial em Imbariê, Caxias na Baixada Fluminense, após a morte de uma pessoa e de vários feridos, inclusive uma criança resultou em forte protesto de moradores que queimaram ônibus. A policia reprimiu com extrema violência a manifestação. 
O sargento do exército Bruno Albuquerque de 35 anos foi morto em Campo Grande, Zona Oeste ao tentar reagir a um assalto. As forças de segurança estão em alerta máximo depois da rebelião no Presídio Milton Dias Moreira em Japeri, Baixada Fluminense com vários feridos. Um dia depois do Carnaval, o presidente Michel Temer assinou decreto para uma intervenção militar no Estado do Rio de Janeiro e nomeou o general Walter Braga Neto que comandou a operação militar durante os Jogos Olímpicos de 2106. Braga Neto estava em viagem ao exterior e rapidamente voltou para tomar posse. A medida foi tomada depois de orientação dada por ministros, em especial Moreira Franco após declarações inoportunas do governador Pezão. Temer veio ao Rio de Janeiro no sábado após o Carnaval acompanhado dos ministros Henrique Meirelles, Moreira Franco, do presidente da Câmara Rodrigo Maia além do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito Marcelo Crivella que rapidamente voltou de uma viagem à Europa. Um forte aparato de segurança para evitar manifestações ocupou parte da cidade. Muitos pensaram que o aparato bélico já fizesse parte do novo plano de segurança.
O general Braga Neto na prática é o novo governador do RJ, pois vai ter plenos poderes na área da segurança, pode demitir, exonerar, mandar processar e nomear a quem quiser em sua área. Não teria na prática de fornecer nenhuma explicação ao governador Luis Fernando Pezão, muito desgastado e que reconheceu publicamente ter fracassado a "Operação Carnaval". O crescimento da violência durante o período da folia de Momo pode ter sido o golpe final para afetar a combalida política de segurança do estado centrada unicamente no combate ao narcotráfico. 
photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved

Intervenções militares tem se sucedido periodicamente há alguns anos, mais acentuadamente desde o governo Leonel Brizola, mas a criminalidade tem crescido de maneira acelerada. Em abril de 2004 veio a público que o exército tinha um plano para atacar a criminalidade e diminuir os índices de violência. O plano foi divulgado após mais uma "Guerra da Rocinha", uma disputa entre a ADA e o Comando Vermelho.     A política de segurança tem sido baseada no conceito importado da "War on Drugs", a "Guerra Contra as Droga com operações bélicas com poucos resultados práticos. Muitas mortes de civis, pessoas inocentes e policiais no exercício de suas funções, mas o narcotráfico continua expandindo seus tentáculos em todo o mundo. No Rio de Janeiro o chamado crime organizado mudou sua configuração depois da entrada da rede criminal paulista Primeiro Comando da Capital-PCC na cidade. Depois de um rompimento da aliança cooperativa com a maior rede criminal do estado o Comando Vermelho-CV a facção paulista fez uma aliança com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA ao estabelecer suas bases na Favela Rocinha, uma das maiores da América do Sul e que tem uma localização privilegiada. A Rocinha não tem limites  geográficos com dois bairros de grande poder aquisitivo São Conrado e Gávea, por isso é considerada "uma mina de ouro" devido às altas taxas de lucro com o comércio da venda de drogas, à varejo. 
A recente implosão de violência na Rocinha na disputa pelos pontos de venda de drogas entre Antônio Bonfim Lopes o Nem e Rogério Avelino o 157  foi também um complicador. Rogério 157 braço direito de Nem mudou de lado e saiu da rede ADA e foi buscar abrigo com os chefes do Comando Vermelho. A disputa se intensificou e se espalhou para vários morros do Rio de Janeiro. 
A população espera resultados imediatos, mas espera também que não seja apenas uma solução temporária de algumas semanas para conseguir votos para a chamada base aliada de Temer, que se encontra muito combalida e sem nenhuma credibilidade. 

9 de fev de 2018

BLOCOS PROTESTAM CONTRA REFORMAS DE TEMER

BLOCO DOS APOSENTADOS CANTA "BRASIL PAÍS DE RATOS"
PREFEITURA ATRASA OS BLOCOS EM MAIS DE DUAS HORAS

"Um golpe certeiro mexeu com nosso dinheiro
o Povo foi discriminado, deixado de lado
sozinho rasgado feito menor abandonado,
Brasil um país de ratos, são os políticos contra a Nação
que não se preocupam com o próximo, sua vida é só ambição"
             Ney do Pagode e Davi do Pandeiro

Mesmo com um atraso de duas horas que mesmo assim não conseguiu prejudicar a festa, os cariocas resolveram botar o bloco nas ruas. A desorganização foi a tônica nos blocos do centro da  cidade. O tradicional "Bloco dos Aposentados" que faz sua concentração no Buraco do Lume, teve de esperar mais de duas horas para sair. Guardas municipais impediram a saída do bloco que seria seguido pelo Bloco dos Bancários. Para não fugir do clima da folia foi desejada uma breve passagem desta para melhor para o alcaide ao som da bateria nota dez.
photo by alcyr cavalcanti all rights reserved

 Mesmo com a demora os velhinhos estavam animados, afinal é uma folia desejada depois de anos de sofrimento, de exploração de quem trabalhou anos a fio. A letra diz bem o que é a situação atual com o tema "Um país de Ratos que não se Preocupa com o Próximo". A camiseta trazia charge de um vampiro, que se assemelha ao nosso presidente gótico, Michel Temer". Um dos mais animados era o ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Rua Ana Nery, José Ferreira Nobre um folião pra ninguém botar defeito do alto de seus 95 anos. É o atual presidente da Associação dos Metalúrgicos Aposentados.
photo alcyr cavalcanti all rights reserved

Depois do Bloco dos Aposentados, já alta noite,enfim saiu o Bloco dos Bancários mais uma classe explorada até a raiz dos cabelo. Os bancários tiveram de desfilar em ritmo acelerado, uma nova determinação do presidente da Riotur, Marcelo Alves, limita a folia dos blocos até no máximo às dez da noite. Todos os blocos protestaram contra a medida que dificilmente será cumprida. Afinal Carnaval é de certa medida transgressão das duras regras impostas durante todo o ano.

3 de fev de 2018

CENTENAS DE BLOCOS VÃO ANIMAR A FOLIA

CARIOCA VAI  BOTAR O BLOCO NA RUA 
SIMPATIA FAZ CRÍTICAS AO PREFEITO CRIVELLA
MAIS DE CEM BLOCOS NO FINAL DE SEMANA
Para espantar as tristezas, a violência, o desgoverno do sucessor e fiel amigo do governador Sérgio Cabral atualmente trancafiado no Paraná, Luiz Fernando Pezão, só mesmo botando o bloco na rua. Para piorar o dia a dia dos cariocas, um prefeito fundamentalista que não gosta de samba. O Simpatia através de seu hino "Samba da Adivinhação"  faz um protesto bem humorado contra a má vontade do alcaide em relação ao Ciclo de Momo.
A Folia começou desde às seis da manhã com o Bloco Céu na Terra em Santa Teresa, um bloco familiar que reúne os moradores do tradicional bairro carioca. Mas a folia chegou ao auge em Ipanema no Bloco Simpatia é Quase Amor que saiu da Praça General Osório para fazer seu desfile na Vieira Souto. debaixo de um sol de cinquenta graus para esquentar os tamborins.  Seu samba enredo faz críticas ao fundamentalismo do prefeito Marcelo Crivella. 
Simpatia é Quase Amor foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved 

O Simpatia foi fundado em 1985
no início da redemocratização por um grupo de esquerda que se reunia em Ipanema e resolveu dar um tom crítico através da alegria do Carnaval. Os componentes da Ala da Bateria traziam em suas camisetas a inscrição: "Fora Crivella". Foram muito aplaudidos durante o corteja pela orla de Ipanema.
 "Ensaio de escola ele mela/ Roda de Samba? atropela/Macumba não tolera/Só gosta de bloco nutella/
Qual o nome do hômi?/ "
 Domingo tem mais de quarenta blocos em toda a cidade e os mais conhecidos são o "Suvaco de Cristo", "Bloco da Preta" "Escravos da Mauá". Vai ter bloco para todos os gostos em todos os cantos da cidade, para espantar o mal humor do Bispo Marcelo Crivella. 

17 de jan de 2018

CAMPEONATO CARIOCA VERSÃO 2018

RECOMEÇA O SEGUNDO TURNO COM VITÓRIAS DA DUPLA FLAXFLU
NO COMEÇO DO CARIOCÃO, FLUMINENSE PERDE PARA O BOAVISTA EM BACAXÁ E VASCO PARA O BANGU OS DOIS FICAM FORA DAS FINAIS 
   O Botafogo sofreu uma derrota humilhante para um time desconhecido, foi eliminado da Copa do Brasil  enfrentou Flamengo sábado de carnaval em Volta Redonda e perdeu por 3x1. Com a série fracassos o treinador ifoi demitido, mas pouco vai adiantar, quem deveria sair era o presidente seguido pelo diretor de futebol.   A diretoria que nada entende de futebol, pensa em trocar de treinador, mas não vai adiantar, com esse timinho vai ser uma ano de derrotas e muito sofrimento. O time teve uma atuação pavorosa, e se classificou para as semifinais com uma série de empates. 
    Com o Flamengo já classificado em primeiro de sua chave, Boavista e Botafogo se classificam, faltando uma vaga para completar o quarteto semifinalista. O Bangu completou as equipes para disputar as semifinais. O Glorioso que continua com um "ataque cardíaco" não saiu do 0X0, seu placar preferido e vai ter de penar ao enfrentar o rubro negro, até agora a melhor campanha e franco favorito a ganhar a taça. Em rodada anterior  o Botafogo venceu o Boavista e passou à liderança da sua chave, mas o técnico reconhece que o time precisa melhorar e muito. O Flamengo líder absoluto está  classificado para as finais com três vitória e um empate enquanto Fluminense e Vasco estão ameaçados. Já o Botafogo conseguiu sua primeira vitória contra  Macaé e subiu na tabela mas na rodada final jogou muito mal, mas conseguiu a classificação.
Na primeira rodada o Glorioso não foi além de um empate contra a Portuguesa, da Ilha do Governador, com um gol milagroso no final da partida para salvar o time de um vexame ainda maior. O clube de General Severiano ainda amarga e eliminação da Libertadores, quando tudo era a seu favor, exceto o time, que em realidade era e continua muito limitado.  Para completar seu treinador Jair Ventura que tinha conseguido o milagre de colocar o clube nas fases finais da Copa Libertadores aceitou um salário maior e foi para o Santos, enquanto seu melhor jogador Bruno Silva também deixou o elenco . 
Engenhão foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Como há coisas que só acontecem ao Botafogo, conforme reza a lenda, o goleiro Jefferson que foi durante muito tempo garantia de vitórias deixou passar uma bola fácil, foi um "frango" espetacular que deixou o time totalmente desorientado. 
No complemento da rodada o Flamengo com time montado basicamente por reservas  enfrenta o Volta Redonda e conseguiu vencer para alegria de sua torcida , já o Fluminense jogou com o Boavista e foi massacrado. Para completar rodada Vasco 0X2  Bangu em São Januário e teve seu único craque, Nenê expulso. O clube da Cruz de Malta ainda enfrenta uma batalha fora dos gramados, a peleja Eurico Miranda X Julio Brant, ainda sem solução definitiva.  Enquanto isso o "Gigante da Colina" fica sem presidente.

10 de jan de 2018

CRÍTICAS PREDOMINARAM NO CARNAVAL 2018

BEIJA FLOR DE NILÓPOLIS FOI A GRANDE CAMPEÃ SEGUIDA PELA
PARAÍSO DE TUIUTI QUE MOSTROU QUE A ESCRAVIDÃO NÃO ACABOU
 E DESFILOU COM O "VAMPIRO DO NEOLIBERALISMO"

Não sou escravo de nenhum senhor, meu Paraíso é meu bastião
Meu Tuiti, o quilombo da favela é sentinela da libertação
Samba Enredo 2018, Claudio Russo, Moacir Luz

  O Carnaval 2018 foi o carnaval da crítica que premiou merecidamente a Beija Flor de Nilópolis e a Paraíso de Tuiuti que ouviram a voz de 205 milhões de brasileiros que sofrem na mão  de péssimos governantes. Temer, Pezão e Crivella foram os alvos preferidos. O prefeito ausente da grande festa veio fantasiado de Judas, uma "homenagem" a quem não gosta do samba. Hoje no desfile das campeãs no Sambódromo, se apresentam Mocidade, Mangueira, Portela, Salgueiro, Paraíso do Tuiuti e a Beija Flor encerra o Carnaval 2018.
Império Serrano abriu o desfile de domingo do Grupo de Elite,com o tema "O Império do Samba na Rota da China" seguido pela São Clemente, Vila Isabel, Paraíso de Tuiuti, Grande Rio, Mangueira e Mocidade Independente. Muitos chineses participaram do desfile em uma ala de guerreiros na Comissão de Frente. Segundo seus componentes a escola várias vezes campeã veio para ficar na Elite do Samba, mas ficou em último lugar e junto com a Grande Rio de Caxias vão para o Grupo de Acesso.
Guerreiros chineses na Império foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A mais nova escola de samba a desfilar no Grupo Especial, a Grêmio Recreativo Escola de Samba Paraíso de Tuiuti com as cores amarelo, azul e ouro foi grande vencedora, Segundo seu presidente Renato Martins Ribeiro o Renato Thor vai fazer um carnaval  alegre e faceiro, mas com críticas ao sistema atual. A agremiação do Morro do Tuiuti em São Cristóvão vai ser a quarta escola a desfilar no Sambódromo no Domingo de Carnaval  com o tema "Meu Deus, meu Deus, está extinta a Escravidão?" com críticas diretas ao trabalho escravo e às novas leis trabalhistas, que segundo seus autores os deputados da base aliada visa a"flexibilização" das relações capital/trabalho, mais uma tática do Neoliberalismo para acabar com as leis trabalhistas, a Consolidação das Leis do Trabalho-CLT, criada por Getúlio Vargas há várias décadas, mas que beneficiava primordialmente a classe trabalhadora.
photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A nomeação da deputada Cristiane Brasil não estava no roteiro da escola, mas é mais uma contradição da "Era Temer" onde seu grupo de notáveis vai sendo desmontado um a um com suspeitas e condenações por corrupção, formação de quadrilha e desrespeito ás mais primárias leis que regem nosso país. Não devem faltar críticas ao governo estadual que conseguiu falir um estado próspero deixando uma imensa população ao abandono total e absoluto.
O velho Liberalismo vai ser criticado em sua face pós-moderna representada pelo   Vampiro do Neoliberalismo, que vai usar terno impecável e faixa presidencial, deitado no berço esplendido de pilhas de dinheiro e centenas de carteiras de trabalho, que pode ser interpretada como  uma alusão ao presidente Michel Temer, o governante mais impopular com mais de 95% de rejeição. Temer segundo o jornal The Guardian é um "Presidente Gótico" devido à semelhança com o ator Christopher Lee que ficou famoso em filmes de terror no papel do Conde Drácula.  

7 de jan de 2018

ESCOLAS DE SAMBA ENFRENTAM A CRISE

MANIFESTO ASSINADO PELOS PRESIDENTES DAS ESCOLAS PEDE PARA A GRANDE RIO NÃO CAIR PARA O GRUPO DE ACESSO
NA SEXTA-FEIRA  ESCOLAS DE SAMBA  PROCURARAM FAZER UM DESFILE DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL ONDE A "BRONCA" AINDA É LIVRE
PARAÍSO DE TUIUTI VEM COM TEMER FANTASIADO DE VAMPIRO
Uma reunião na sede da LIESA pode mudar a classificação das escolas do Grupo de Elite. Os presidentes das escolas assinaram documento em que pedem a manutenção da Grande Rio de Caxias no Grupo de Elite. Ela foi uma das duas escolas a cair para o Acesso, a outra foi a Império Serrano.
Na falta de ensaios no Sambódromo o jeito  foi ensaiar na rua. A Unidos de Bangu foi a primeira a desfilar seguida pelo Império da Tijuca tradicional escola do Morro da Formiga. A Império fez  um belo desfile apesar de poucos recursos.
Império da Tijuca foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 O Sambódromo enfim reabriu para ensaios técnicos, mas somente para Portela e Mocidade, vencedoras do último carnaval. Os sambistas das outras escolas  reclamam muito contra mais uma proibição que vai afetar a beleza dos desfiles de carnaval. Os ensaios nas ruas é um paliativo na tentativa de superar a decisão absurda.
As escolas além da falta de dinheiro enfrentam também um problema bem mais grave a violência extrema a que chegou a cidade do Rio de Janeiro. Uma invasão ao Morro da Mangueira no sábado dia 13 de janeiro que resultou em quatro mortos e vários feridos obrigou à Escola de Samba Mangueira a cancelar a feijoada e o show da cantora Alcione, acarretando um grande prejuízo financeiro à escola.
Os desfiles começam na sexta-feira às 22h no Grupo de Acesso com a Unidos de Bangu seguida pela Império da Tijuca, Acadêmicos do Sossego, Porto da Pedra, Renascer de Jacarepaguá e Estácio de Sá. No sábado Alegria da  Zona Sul abre os desfiles seguida pela Acadêmicos de Santa Cruz, Unidos de Viradouro, Acadêmicos da Rocinha, Cubango, Inocentes de Belford Roxo e Unidos de Padre Miguel.
   Império Serrano, a tradicional agremiação de Madureira abre o desfile do Grupo Especial de Domingo de Carnaval com o enredo "Império na Rota da China" às 21,15h.   O Carnaval 2018 vai ser na base da crítica que vai enfocar os governantes que afundaram o Brasil. A Paraíso de Tuiuti, escola de São Cristóvão vem com um Vampiro Gigante representando o presidente Temer, segundo o The Guardian um Presidente Gótico. A crise do capital e a roubalheira desenfreada que levou um estado próspero a uma situação de falência obrigaram as Escolas de Samba a deixarem de lado o luxo, às vezes excessivo, e repensar a maneira de se apresentar na Passarela do Samba. Falta apenas um mês para o grande desfile, sonhos e fantasias desfeitos em um ano extremamente difícil com sucessivos escândalos, prisões, liberdade em vez de "tranca dura" com um prefeito muitas vezes fundamentalista, que confunde o cargo com o púlpito de sua igreja, corte de verbas obrigaram as escolas de samba a traçar uma estratégia de sobrevivência para o "maior espetáculo da terra", como apregoa a TV detentora da exclusividade de transmissão para todo (ou quase todo) o planeta. Com um desgovernador totalmente despreparado, insensível aos milhares de servidores à beira da miséria, que faz parte de um grupelho que domina o Estado do Rio de Janeiro há mais de doze anos responsável pela falência do segundo estado da federação, onde a culpa não é dos royalties, mas da rapinagem, do saque aos cofres públicos.
photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved uso proibido sem autorização
Desde alguns anos que o desfile perdeu um pouco da espontaneidade e da alegria natural dos "sambistas de raiz", em função  das câmeras e das luzes da TV e obrigou aos carnavalescos a um luxo que obrigava a gastos milionários para produzir em contrapartida lucros milionários. Mas agora a realidade é bem outra, falta dinheiro e tem de sobrar criatividade. Vai ser um "Carnaval da Crítica", como em outros tempos. Vai ser deixado de lado o tom laudatório, ufanista, do "Porque me Ufano de meu País" ao estilo Conde Afonso Celso, ou no "Estilo Temer", um presidente galgado ao poder em uma trama intrincada que mais de 200 milhões de brasileiros abominam, rejeitam seu estilo falsamente rebuscado, que não engana mais ninguém a não ser um cada vez menor grupo de suspeitos e condenados por corrupção, formação de quadrilha e crimes de lesa pátria.
Vai ser um Carnaval da Bronca, que por enquanto ainda é livre, leve e solta.

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna