9 de set de 2012

ELEIÇÕES 2012:Doze candidatos, uma vaga

Doze candidatos disputam 30mil votos para uma vaga na "gaiola de ouro"
atualizado em 05 de agosto de 2014
A corrida em busca de votos começou um pouco morna. A questão é se Claudinho da R1 ainda vai ter influência na Eleição 2014.Ele teve 8.235 votos na Rocinha, mas faleceu antes de terminar sua missão. Será que algum candidato local vai ser herdeiro de seus votos, e conseguir completar seu mandato?

Começou a corrida eleitoral para ter o direito de representar a "maior favela da América do Sul" junto ao prefeito da cidade do Rio de Janeiro. Alguns são bem conhecidos como Antonio Xaolin (PCdoB) e Leonardo Rodrigues Lima (PTN)por terem exercido a presidência da UPMMR, a maior das três associações que representam os moradores da Rocinha.Outros nem tanto, como "Caroço do moto-taxi" que quer legalizar em definitivo o meio de transporte mais rápido no emaranhado de becos e vielas.
Alguns correm por fora, como a presidente do Flamengo Patricia Amorim, que tenta a reeleição contando segundo um cabo eleitoral com apoio do prefeito Eduardo Paes, e segundo ela da torcida do mengão.Na última eleição concorrendo pela sigla PSDB a candidata teve 21.140 votos.Paulo Pinheiro, agora no PSOL faz ferrenha oposição ao prefeito, principalmente na área da saúde. Pinheiro confia em seu passado,em sua administração à frente do Hospital Miguel Couto, que atende os milhares de moradores da localidade.Na eleição de 2008 teve 20936 votos.
Para alguns moradores Leonardo, o Léo da UPMMR é o que deve ter mais chances de conseguir a vaga, ele tem à sua disposição a máquina da associação e um bom número de cabos eleitorais. Ele seria o sucessor direto de Luis Claudio de Oliveira, o Claudinho da R1, eleito com 11.513 votos,principalmente em urnas da Rocinha, Vidigal e Complexo de São Carlos que faleceu durante o exercício de seu mandato, e William DJ atualmente preso sob acusação de associação ao narcotráfico.Ambos presidiram a União.
O narcotráfico embora enfraquecido e vivendo nas sombras devido à invasão policial, continua atuante e ainda poderá exercer alguma influência no processo eleitoral. Muitos comerciantes lamentam o excessivo aparato repressivo, que estaria levando alguns comerciantes à beira da falência.

a coleta de lixo ainda é um problema

A Cãmara de Vereadores do Rio de Janeiro tem 51 representantes com mais de dois mil funcionários, sendo a segunda mais cara do país. Cada um de seus representantes custa mais de sete milhões de reais anualmente. Para Claudio Abramo da ONG Transparência Brasil os vereadores não cumprem seu papel principal que é fiscalizar o Executivo, garantindo que os recursos sejam aplicados de acordo com a lei. É muito dinheiro para quase nada. As principais funções de um prefeito são fazer os serviços públicos funcionarem corretamente, garantir a realização de obras necessárias para a população, e administrar corretamente o dinheiro do municipio.

A corrida pelos votos tem levado a situações de confronto, que parece ser uma característica da localidade. O candidato a vereador Adelson Guedes afirmou ter sido ameaçado por um grupo que fazia campanha para Leonardo Rodrigues.Um dos cabos eleitorais de Léo da UPMMR teria agredido o candidato com socos e pontapés. Adelson registrou queixa na 15a DP na Gávea, e pede proteção policial para percorrer novamente os becos da favela sem sofrer nenhuma ameaça.

Comentário de José Ribamar, morador da Rua 2, a respeito da agressão ao candidato:"Ele deu foi muita sorte. Só levou um sacode, uns tapas na orelha. Se fosse na Baixada, ou lá na minha terra em Garanhuns ele ia direto pra vala"


Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna