24 de dez de 2014

NATAL NA ROCINHA NÃO TEVE PAPAI NOEL

PM FAZ CERCO A TRAFICANTES DURANTE O NATAL

turistas assustados passeiam no meio de fuzis
EM 2014 A ROCINHA NÃO TEVE PAPAI NOEL
Antes da invasão policial em 2011 a tradição na Rocinha era a chegada de Papai Noel em grande estilo. Assim foi há alguns anos atrás, antes da chegada da unidade de pacificação. Participei da festa algumas vezes, e vou postar a festa em homenagem a Claudinho da R1 com grande show do cantor Belo. O Papai Noel era representado por Tio Lino um grande incentivador das artes na favela.

Em 2007 Papai Noel chegava em grande estilo.

O Natal de 2014 na Rocinha vai ser comemorado de maneira diferente. Temendo novos confrontos entre os soldados do movimento e policiais da UPP os moradores vão ficar em casa, ou comemorar longe da favela, em casa de parentes. O relacionamento entre policiais e moradores sofreu um desgaste depois do Caso Amarildo e da prisão de PMs envolvidos em seu desaparecimento. A localidade conhecida como Sete manteve o espírito de Natal, os moradores com a ajuda do ex-presidente do GRES Acadêmicos da Rocinha Ivan Martins montaram um belo presépio que fica iluminado todas as noites, atraindo moradores de outros bairros. O número de moradores que estão em viajem aumentou muito em relação aos anos anteriores, a maioria comprou passagens para o Nordeste para rever seus familiares. Alguns embarcam para a Região dos Lagos para fugir dos tiroteios quase diários que atormentam os moradores. Jogadores da seleção de futebol, artistas famosos, atrizes globais não saiam da favela nas noites de festa.
Vagner Love, um amigo da Rocinha
Quem passa pela Via Ápia seu maior centro comercial não vê um só artigo de Natal, Papai Noel nem pensar , este ano o comércio legalizado com poucas vendas não enfeitou suas vitrines, e o narcotráfico e o jogo do bicho não fizeram a grande festa, como em velhos tempos. Em conversa com um morador da Rua2 ele resumiu a situação atual: "A UPP veio com grande barulho, muita arma, muitos bicos, e atacam a parte mais fraca os bicheiros que sempre faziam a festinha. Agora tem alguma comemoração lá em cima, dentro da boca, onde a policia não entra, mas é só entre eles".

18 de dez de 2014

ENTIDADES PEDEM CASSAÇÃO DE JAIR BOLSONARO


DEPUTADO JAIR BOLSONARO É REU POR INJÚRIAS À DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO
O polêmico deputado Jair Bolsonaro é considerado réu por ofensas á deputada Maria do Rosário. Bolsonaro disse que Rosário "Não merecia ser estuprada". Em uma época em que a sociedade debate o crime do estupro, a declaração foi muito infeliz, e pode ser considerada como um deboche, ou mesmo uma apologia ao crime.  Eugenio Bucci professor da USP em artigo no Globo diz que seria muito ruim para o país se as afirmações do deputado Jair  Bolsonaro caírem no esquecimento  Para Bucci "O deputado fez apologia de um crime contra a Humanidade, crime imprescritível e que ele teve a intenção de fazer apologia da tortura" ao fazer elogios a um torturador.
Deputados de vários partidos acompanhados de Ivo Herzog filho de Vladimir Herzog morto pela repressão em uma cela em São Paulo encaminharam à Procuradoria Geral da República-PGR pedido de cassação do deputado federal Jair Bolsonaro, também militar, por ter feito elogios ao Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra do DOI-CODI acusado de ser um dos mais notórios torturadores durante os anos de chumbo. O jurista Miguel Reale Jr que presidiu a Comissão de Mortos e Desaparecidos ao defender no Senado o impeachment da presidente Dilma Roussef lamentou a homenagem ao coronel Brilhante Ustra durante a sessão que julgava o impedimento da presidente. Durante a mesma sessão houve uma cena inusitada, o deputado Jean Willis ex- Big Brother da TV Globo discutiu com o capitão Bolsonaro e cuspiu em seu rosto. Ao que parece a cusparada anda solto ao "estilo Bob Cuspe".
Há alguns meses atrás centenas de manifestantes protestaram na Cinelândia pedindo punição para o deputado federal Jair Bolsonaro PP-RJ, pelas ofensas feitas contra a ex-ministra e deputada federal pelo PT-RS Maria do Rosário, no plenário da Câmara dos deputados em Brasília.
 
 


O deputado Bolsonaro um dos representantes da chamada "linha dura duríssima" disse em alto e bom som à deputada: " Eu não estupraria você, porque você não merece" e repetiu suas declarações ao jornal Zero Hora, o que provocou manifestações de repúdio em várias cidades, porque o estupro é considerado crime hediondo e inafiançável. Entidades de defesa de direitos humanos fizeram protestos em várias capitais e a deputada Maria do Rosário ex-ministra chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República entrou com queixa-crime no Superior Tribunal Federal contra o deputado.
deputada Maria do Rosário

A deputada Maria do Rosário entrou também com ação por danos morais no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e afirmou que o dinheiro, se recebido, será totalmente empregado em entidades que atuem na defesa de mulheres vitimas da violência.

14 de dez de 2014

INFERNO NO TRÂNSITO,SOLUÇÃO SÓ EM 2065

 TRÂNSITO DO RIO DE JANEIRO UM PIORES DO MUNDO, SOLUÇÃO SÓ DAQUI A 50 ANOS
OBRAS NA AVENIDA BRASIL INFERNIZAM A TODOS
tudo parado foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
VÁRIAS LINHAS DE ÔNIBUS FORAM EXTINTAS

Coitado de quem necessita passar pela Avenida Brasil. Em qualquer horário vai perder horas e mais horas nos poucos coletivos que restaram. Obras que não tem fim tornam o trajeto pela Brasil um inferno. Quem sai de Bangu e vai para o Centro vai levar horas para chegar ao trabalho. Para aumentar o caos no transporte na cidade os "gênios" da prefeitura resolvem acabar com mais de trinta e oito linhas de ônibus e vão acabar com muitas outras linhas. As linhas 474 e 476 causavam inúmeros problemas no final de semana, a policia não conseguiu controlar os assaltos e a solução foi modificar o trajeto. Podem ser extintas. O ponto final da 474 não fica mais no Leblon, mas em Copacabana, o que vai obrigar os passageiros que trabalham a usar duas conduções e gastar os últimos centavos.  Mais um golpe no sofrido usuário de transportes no Rio de Janeiro. Como se não bastasse o assalto aos bolsos do cidadão passagens foram aumentadas em mais de 11%. Há meses atrás o bilhete único aumentou mais de 25% ao passar de R$4,70 para R$5,90 em um enorme desprezo pelo povo carioca. A falta de planejamento e de responsabilidade de órgãos municipais transformou a vida dos cariocas em um inferno ainda maior. Cinco horas de paralisação de norte a sul, de leste a oeste. Mais de um milhão de pessoas ficaram sem poder trabalhar devido à falta de planejamento para resolver situações emergenciais. Para piorar as mudanças feitas no final de semana tem prejudicado usuários de ônibus, que além de ter aumentado o tempo de seu trajeto entre a casa e o trabalho, tem gastado ainda mais. O trânsito no Rio de Janeiro que já não era bom conseguiu ficar ainda pior com obras em toda cidade e conseguiu a proeza de ser o pior do Brasil, e um dos piores do planeta. Uma nova experiência vai ser feita para atormentar de vez o carioca. Várias linhas de ônibus foram extintas após estudo feito (ou mal feito) pelo "sucessor" do prefeito Paes obrigando usuários a procurar alternativas e gastar o que não tem. Com pouco ou nenhum planejamento por parte dos "engenheiros de trânsito" o carioca dependendo de seu local de moradia pode perder até três  horas para chegar ao trabalho. Enquanto isso o alcaide brinca de motorista de taxi e a prefeitura pede paciência ao realizar  estudo que prevê grandes mudanças, mas só daqui a cinquenta anos, ou seja em 2065. São declarações que soam como deboche, de um governante brincalhão. Os moradores da cidade exigem melhorias urgentes, e não para daqui a cinco décadas. As obras na principal avenida do Rio de Janeiro, a Rio Branco estão causando enorme prejuízo ao comércio. Grupos de assaltantes formam autenticas gangues, e tem levado o terror a pessoas indefesas, em horários mais diversos, desafiando as autoridades. Inúmeras lojas estão com estoques encalhados, esperavam um aumento nas vendas para compensar a enxurrada de protestos e passeatas que não adiantaram nada, e não conseguiram impedir que os mesmos governantes continuem dando as ordens, ignorando totalmente as demandas de uma sofrida população. Pezão é um clone piorado de Sergio Cabral e o prefeito Crivella que substituiu  Paes nada fez para melhorar a bagunça..
surfistas de ônibus foto Alcyr Cavalcanti all rights reserve

Reportagem de um jornal de grande circulação colocava a média dos moradores da cidade em 50 minutos no trajeto de casa até o trabalho. De fato quem mora em áreas urbanas e utiliza o metro ou sai de carro de madrugada para trabalhar no centro da cidade pode levar menos de uma hora. A realidade para a quase totalidade dos moradores no entanto é muito diferente. Um sistema de transportes extremamente precário, com contratos mal explicados junto a empresas de ônibus que não cumprem suas obrigações, com barcas e trens que vivem tendo problemas, com um metro em linha reta e sempre superlotado, sem uma rede como em outros países, quem não mora próximo ao centro pode levar mais de três horas de casa até o trabalho.
Protestos se multiplicaram desde junho de 2013, promessas foram feitas, um novo governo de um velho mas muito velho grupo político, alguma esperança, muita descrença, e no fundo nada mudou. Manchetes apregoam em alto e bom som que muitos bilhões serão empregados para uma enxurrada de obras. E o povão como fica, quando a agonia vai terminar?

7 de dez de 2014

JOSÉ DIRCEU FOI LIBERADO POR DECISÃO DO STF E OUTROS PODEM SER LIBERTADOS

JOSÉ DIRCEU FOI LIBERTADO POR DECISÃO DO SUPREMO E FOI DIRETO DEGUSTAR UMA PIZZA NAPOLITANA
CENTENAS DE PESSOAS ESPERAVAM DO LADO DE FORA SUA LIBERTAÇÃO
CONDENAÇÃO DE DIRCEU CAUSOU SURPRESA E FOI CONSIDERADA COMO PRISÃO PERPÉTUA
MESMO PRESO DIRCEU FAZIA CONSULTORIA MILIONÁRIA
O Supremo Tribunal Federal autorizou soltura de José Dirceu que saiu da cadeia no dia 03/05/2017 às 16h e foi para prisão domiciliar com a condição de usar tornozeleira eletrônica e não poder viajar. Dirceu quando foi para sua casa pediu logo uma pizza napolitana bem suculenta. Outras prisões decorrentes da Operação Lava Jato poderão ser revistas. A decisão foi por 3X2 e o ministro Fachin teve voto vencido.O ex-ministro José Dirceu de Oliveira, homem forte do PT teve a maior pena entre os acusados na Operação Lava jato foi condenado pelo  juiz Sergio Moro em Curitiba a 23 anos de prisão, o que pode ser considerado como "prisão perpétua" devido á sua idade avançada. Para alguns membros do Partido dos Trabalhadores foi uma pena desmedida, uma vingança para tentar destruir as bases do partido.  No inicio do ano Dirceu chegou na tarde da sexta-feira 29/01/2016 sob forte escolta federal. Seu advogado disse que Dirceu não é delator, foi socializado assim e não vai acusar ninguém. Ele vai pedir através de seu advogado extinção da pena de prisão a que está sendo submetido. Um ponto polêmico em seu depoimento foi ter recebido em torno de R120 mil por mês prestando consultoria, mesmo estando preso. Dirceu considera tudo normal e acha a quantia muito pouca, devido a seu prestígio, "quase irrisória", embora a média do salário dos trabalhadores esteja muito abaixo dos R$120 mil.  O Coordenador da Força Tarefa da Operação Lava-Jato Delton Dallagnol acusou José Dirceu da prática de crimes graves e afirmou: "Não está em questão o que ele fez pela democracia. Ele de fato praticou crimes graves e deve ser responsabilizado como qualquer pessoa, porque nós vivemos em uma república e todos devem ser iguais perante a lei". José Dirceu foi preso novamente pela Policia Federal por ordem do juiz Sergio Moro em mais uma fase da Operação Lava-Jato, chamada de Operação Pixuleco, termo usado por delator ao referir-se ao pagamento de propina ou suborno. Em depoimento na CPI do Mensalão o ex-ministro defendeu o direito de ficar calado, decepcionando os deputados que tinham esperança de mais uma delação premiada.  O PT está dividido depois de sua prisão recente e do desgaste ocasionado pelos últimos acontecimentos, Dirceu era uma das pessoas mais influentes junto ao ex-presidente Lula. Vários mandados de prisão estão sendo cumpridos como parte da nova fase da Operação Lava-Jato. Dirceu teve R$20 milhões bloqueados por ordem judicial, seu irmão Luiz Eduardo e seu assessor também foram presos. A prisão de Dirceu, um autentico prende-solta  causou surpresa pois muitos pensavam que ele estivesse cumprindo pena, visto que anteriormente já havia sido condenado. O ex- chefe da Casa Civil é um personagem polêmico. Mais uma acusação foi feita contra ele. Agora o lobista Milton Pascowitch operador da Engevix diz que deu R$ 1,45 milhões ao ex-ministro como suborno e não como consultor técnico. Pelo sim pelo não os advogados de José Dirceu pediram habeas corpus em função de "constrangimento ilegal" conforme alegam no documento enviado aos juízes da Lava Jato. A cada dia aparece uma novidade, por bem ou por mal os holofotes estão sempre nele focados. Anteriormente conforme site da Época foi feito  um contrato de prestação de serviços entre a construtora Camargo Correa e José Dirceu no valor de R$886 mil. Dirceu foi cassado em 2008 na Câmara dos Deputados em Brasília.
Nas festas de Natal o ministro do STF Luiz Roberto Barroso concedeu indulto a Zé Dirceu para poder passar as festas de final de ano com sua mãe em Passa Quatro Minas Geraes. Dirceu é um dos condenados da Ação Penal 470.
A Trajetória do ex-líder estudantil, desde os tempos da UNE, passando pela luta armada, a "Primeiro Ministro" de Lula, até a prisão.
José Dirceu de Oliveira começou sua carreira política nos anos 60 durante o regime militar. Foi presidente da União Estadual de Estudantes de São Paulo-UEE/SP.
imagem feita em manifestação de apoio meses antes das prisões

Era a época dos movimentos sociais, de uma nova cultura, dos Beatles e dos Rolling Stones, da contestação e protestos em vários países. Havia muita insatisfação nos meios estudantis após o acordo MEC-USAID do Ministério da Educação e Cultura com o governo norte americano e principalmente pela repressão aos estudantes após a morte de Edson Luiz no restaurante do Calabouço no Rio de Janeiro. Em outubro de 1968 estava sendo realizado Congresso da União Nacional de Estudantes, já na clandestinidade, em Ibiúna em São Paulo, perto de Sorocaba. Após informações de elementos infiltrados a policia fez um cerco e prendeu 739 estudantes que foram encaminhados para o Presidio Tiradentes na capital, entre eles José Dirceu. Um ano depois Dirceu mais 14 presos políticos foram trocados pelo embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick sequestrado e mantido em cativeiro na Rua Barão de Petrópolis, em ação conjunta da Ação Libertadora Nacional-ALN com o Movimento Revolucionário Oito de Outubro-MR-8 grupos da esquerda radical.
Muitos anos se passaram e Dirceu após longo exilio e uma temporada recluso volta a atividade política na formação do PT. Com a vitória de Luiz Inácio Lula em 2002 Dirceu passa a ser pessoa influente no governo e chega ao cargo de Chefe da Casa Civil, um super ministro. Uma série de acusações chega até a ação Penal 470 popularmente chamada de Mensalão no Supremo Tribunal-STF, chefiado pelo então ministro Joaquim Barbosa. Dirceu e outros políticos são condenados a cumprir pena, em seu caso a sete anos e onze meses de cadeia, que começou a ser cumprida desde novembro de 2013 no Distrito Federal.


Dirceu procurou o benefício da lei que soma as horas de trabalho e estudo para ter o direito do regime semiaberto, onde cumpriu sua pena indo migrar para o regime aberto onde deve retornar a uma casa de albergado apenas para dormir, só que no Distrito Federal não existe esse tipo de estabelecimento. Dirceu sempre foi polêmico desde os bancos escolares, onde conseguiu muitos amigos e muitos inimigos, que não se conformam com sua práxis. Desafetos e amigos ora o acusam ora defendem com paixão. Assim é Zé Dirceu um personagem muito polêmico, para muitos uma vítima, um injustiçado e culpam a direita pela sua condenação, mas para muitos um traidor que delatou seus colegas em Ibiúna conforme entrevista do preso político Jarbas Marques em jornais de Goiânia, e abandonou sua companheira na época em que viveu na clandestinidade.
.

15 de out de 2014

GRAÇA FORSTER PEDE DEMISSÃO E AUMENTA A CRISE

PEDIDO DE DEMISSÃO DE MARIA DAS GRAÇAS FORSTER E CINCO DIRETORES PREOCUPA DILMA

Graça Foster anunciou pelo telefone para a presidente que cinco dos sete diretores não aceitaram ficar simbolicamente, fazendo apenas figuração até o mês de março. Várias obras estão suspensas ou funcionando em ritmo lento como na Refinaria Abreu e Lima, uma das principais da Operação Lava-Jato. A COMPERJ terá também terá investimentos cortados.
A cada dia aparecem novidades na Operação Lava-Jato, onde todos sem exceção são suspeitos. Venina Fonseca fez declarações bombásticas que tiraram o sono de toda a atual diretoria, que habilmente contra atacou negando as acusações. Enquanto isso o procurador-geral da República pede demissão de toda diretoria.
O procurador-geral da República Rodrigo Janot disse que "é necessário a prisão de corruptos e corruptores e que devolvam os ganhos espúrios que engordaram suas contas". Pediu também a demissão de toda a atual diretoria da Petrobras.


A Petrobras foi criada após muita luta no dia 03 de outubro de 1953 pelo presidente Getúlio Vargas. Sua historia e suas lutas se confundem e fazem parte da historia do Brasil. Ela permanece firme, apesar da enxurrada de denuncias de seu ex-diretor Paulo Roberto Costa envolvendo mais de trinta políticos, alguns deles reeleitos como Renan Calheiros e três governadores entre eles Sergio Cabral que está fora da disputa, mas que pretende colocar seu preposto Luiz Fernando o Pezão, seu companheiro de fé e irmão camarada de grandes negócios. Em dias atuais duela com grandes conglomerados petrolíferos como a EXXONMOBIL dos Estados Unidos com capital de U$558.800.000 e detém um cobiçado capital de U$256.325.000, o que nos causa orgulho e muita preocupação com os rumos que tem sido tomados nos sucessivos governos, principalmente pelos recentes Leilões de Petróleo e pela indefinição do processo eleitoral.

A cada dia surgem novas denuncias na "Operação Lava Jato causando perplexidade e apreensão a toda a sociedade. É necessário a apuração minuciosa de todos os fatos para que fique nenhuma dúvida sobre a nossa maior empresa e seus administradores. Não só o ex-presidente Lula, mas todos estão fartos da enxurrada de denuncias que infestam o noticiário. Esperam todos que sejam comprovadas, e não meros factóides, e que os envolvidos sejam punidos exemplarmente.

11 de out de 2014

A POLÍTICA DE SEGURANÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

"Pra mim tanto faz o tráfico ou a policia, eu não posso expulsar o tráfico, tenho de conviver com ele. Mas se houvesse uma policia honesta, eu escolhia a policia. Por enquanto eu confio mais no tráfico que na policia"
JX morador da Rua2 na Rocinha.

TRÊS MIL POLICIAIS VÃO SAIR DAS UNIDADES DE PACIFICAÇÃO
PROJETO DAS UPPS NÃO TEM DADO CERTO E NÃO CONSEGUIU SEU OBJETIVO
A "GUERRA DO RIO" FOI INTENSIFICADA COM A ENTRADA DO PCC NAS FAVELAS CARIOCAS
Photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Mais de três mil policiais das UPPS vão sair das unidades de pacificação para policiamento nas ruas. A mudança vai enfraquecer ainda mais as UPPS que na prática não conseguiram atingir seu principal objetivo que era manter a Paz.  A política de segurança praticamente acabou no Estado do Rio de Janeiro com a falência do RJ. O projeto de pacificação praticamente acabou por estar baseado no falso conceito de "Guerra às Drogas".  A crise da segurança e a serie de confrontos entre as redes criminais sepultaram em definitivo um projeto que na prática pouco funcionou.  O então secretário José Mariano Beltrame pediu demissão da Secretaria de Segurança do Estado após seguidas divergências com os administradores do Rio de Janeiro que não cumpriram promessas feitas em sucessivos palanques eleitorais .  Mariano Beltrame há tempos atrás foi obrigado a mudar a estratégia de ocupação em favelas consideradas "zonas vermelhas", com a saída dos 3mil homens do Exercito e da Marinha, para a entrada de apenas 400 policiais com armamento bastante inferior. A Maré está em permanente conflito, as três redes criminais disputam a venda de drogas nas 16 favelas da região. Vai ser feito um cerco para evitar a entrada e saída de bandidos e  drogas dos integrantes do Comando Vermelho, Amigos dos Amigos e do Terceiro Comando que lutam pelo controle de território.
OBRAS DO PAC-2 NÃO SAIRAM DO PAPEL
A prometida pacificação e as consequentes obras de saneamento e urbanização não vieram. O número de pessoas vitimadas em tiroteios tem aumentado, Crianças são atingidas, como o menino Eduardo de Jesus de apenas 10 anos morre com um tiro na cabeça da arma de um policial na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão.  O governador Luiz Fernando Pezão prometeu abrir vagas para 12 mil policiais, um aviso de que vem mais repressão, mas ao contrario de intensificar o combate deixou a policia ao Deus dará sob alegação da falta de dinheiro.  Enquanto isso tiroteios são constantes, crianças ficam sem aulas tanto em favelas ditas pacificadas, como nas outras ainda não ocupadas pelo aparato policial.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O coronel Alexandre Fontenelle chefe do Comando de Operações Especiais da PM foi preso por envolvimento com pratica de suborno e extorsão não foi um caso isolado envolvendo policiais militares. Os últimos acontecimentos envolvendo oficiais superiores da Policia Militar põem em duvida a propalada eficiência das Unidades de Policia Pacificadoras-UPP. A ideia predominante que rege a politica de segurança é que existe um inimigo que deve ser exterminado a qualquer preço, não importa quais sejam os métodos utilizados. O inimigo ficaria enquistado nos morros e favelas cariocas,uma ideia antiga que vem desde 1995 com a nomeação do general Nilton Albuquerque Cerqueira o "Cerqueira Branco" com a implantação da Lei de Segurança Nacional adotada desde 1964, para combater os inimigos do governo na época. As UPP seguem á risca a cartilha da LSN e o alvo atual são as favelas cariocas classificadas como Zonas Vermelhas, ou de alta periculosidade que devem ser combatidas a qualquer preço, e isoladas dos bairros localizados no "asfalto". São mais de 1.000 favelas e unidades habitacionais no Rio de Janeiro daí a dificuldade em uma ocupação total e definitiva para acabar com o fantasma do narcotráfico, um fenômeno globalizado existente em quase todas as grandes cidades. O narcotráfico envolve quantias astronômicas e a extorsão que o sociólogo Michel Misse chama de "mercadoria política" é uma prática generalizada que envolve muita gente em vários setores. De tempos em tempos tem vindo a público comprovações de suborno envolvendo autoridades policiais que utilizam o aparelho de estado em proveito próprio. Testemunhas são torturadas para arrancar confissões, e como no Caso Amarildo desaparecem em uma queima de arquivo.

Photo Alcyr Cavalcanti "Caso Amarildo" all rights reserved
A finalidade das Unidades seria trazer a tão almejada paz e harmonia, mas ao invés estão trazendo insegurança, assaltos, sequestros, aumento de ocorrências policiais em cidades próximas como Niterói e São Gonçalo, onde os índices de criminalidade são alarmantes. Nas favelas ditas pacificadas a violência predomina. A tão prometida melhoria das condições de vida dos moradores, com a construção de creches, escolas, postos de saúde, urbanização ficaram como promessas, que não foram feitas, mas repetidas novamente na véspera das eleições. Moradores protestam acuados, tiroteios são constantes, policiais e inocentes são mortos, escolas ficam sem aulas. Fica uma pergunta: "Para que serve a UPP?"

7 de out de 2014

ROCINHA NÃO ELEGEU NENHUM CANDIDATO

A MAIOR VOTAÇÃO FOI PARA VALDEMAR DO GÁS
Valdemar (esq) e Claudinho da R1

A "maior favela da América do Sul" não escolheu nenhum dos candidatos a deputado que tenha residência na localidade, para ocupar um cargo na ALERJ. Os moradores esperam que Carlos Osório e André Lazaroni candidatos que tiveram expressiva votação na comunidade cumpram suas promessas. A ultima vez em que a Rocinha elegeu representante local foi para a eleição para vereador de Claudinho da R1 que não conseguiu completar seu mandato, faleceu após complicações cardíacas. O candidato mais votado entre os residentes na favela foi Valdemar do Gás do PRP com 5.324 votos, insuficiente para ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Seu partido (PRP) não consegui eleger nenhum candidato. Valdemar foi vice de Claudinho na chapa vencedora da UPMMR. Entre os mais votados na favela Carlos Roberto Osório ex-secretário municipal com apoio de Eduardo Paes e com ajuda de uma campanha milionária(70.835 votos)e André Lazaroni com 44.473 votos, ambos do PMDB.O deputado Marcelo Freixo (PSOL) foi o campeão de votos em todo o estado com 350.408 votos, 4733 votos na favela, bem menos do que Valdemar do Gás morador da Vila Verde. O candidato a deputado federal Marcelo Sereno do PT que fez campanha na Rocinha não conseguiu ser eleito, teve pouco mais de 24 mil votos.

Adelson Guedes (PT) conseguiu 3789 votos contou com apoio de Lindberg Farias candidato a governador pelo Partido dos Trabalhadores que não conseguiu passar para o segundo turno. William da Rocinha conseguiu apenas 2107 votos mesmo com apoio do senador Marcello Crivella do PRB. Os moradores esperam que os candidatos eleitos Osório e André Lazaroni tenham sensibilidade para ouvir os moradores, e as promessas de campanha não sejam apenas promessas.

4 de out de 2014

30 MIL FAZEM CERCO ÀS FAVELAS

MUITAS PRISÕES NA BOCA DE URNA
O Cerco às Favelas Começou Sexta Feira
Forças Armadas na entrada do Morro do Alemão

O cerco começou sexta feira, segundo o secretário Mariano Beltrame, para garantir as eleições. Forças Armadas também estarão de prontidão para evitar protestos que poderiam por em risco as eleições 2014. Tiroteios constantes em favelas onde foram instaladas unidades pacificadoras colocam em xeque a eficiência da politica de segurança do Estado do Rio de Janeiro. Na cidade de Niterói onde os índices de desenvolvimento eram os maiores do Brasil, a migração de bandidos de áreas invadidas pela força policial tem levado pânico e insegurança aos moradores, acuados sem saber a quem recorrer. Tiroteios, assaltos, sequestros, ônibus incendiados acontecem diariamente sem que os responsáveis pela segurança, leia-se Pezão/Beltrame apresentem nenhuma solução a curto prazo.
Policiais militares na entrada do Morro São Carlos no Estácio
O velho mito da favela como um reduto de marginais continua, o cerco cirúrgico é estabelecido sem que os índices de criminalidade diminuam, apesar de estatísticas pouco confiáveis.


O governador Luiz Fernando Pezão candidato á reeleição tenta justificar as recentes situações de conflito como um ato desesperado por parte dos narcotraficantes, o que não parece ser verdadeiro. O narcotráfico continua atuando em todo o estado, inclusive em favelas ocupadas pelas unidades pacificadoras. A analise feita pelo candidato Lindbergh Farias é que "houve um erro estratégico cometido pelas autoridades em não ter reforçado a investigação para que os criminosos fossem presos e não migrassem ou tentassem retornar para retomar seus territórios como está acontecendo". Para a socióloga Julita Lemgruber da Universidade Candido Mendes "o aumento de confrontos em favelas reflete a exaustão do atual modelo de segurança". Ao que parece as Unidades de Policia Pacificadora não conseguiram trazer a paz e harmonia para a população do Estado do Rio de Janeiro.

29 de set de 2014

POLICIA INVADE A ROCINHA : TRAFICANTES REAGEM

TIROTEIO NA ROCINHA DEIXA MAIS DE MIL CRIANÇAS SEM AULAS
Mais de 500 policiais com ajuda de um helicóptero invadiram a Rocinha para cumprir vários mandados de prisão e desbaratar quadrilha que fazia clonagem de cartões. Algumas pessoas foram presas durante a operação. Os traficantes surpreendidos não se intimidaram. A conversa entre eles foi interceptada, em um trecho um dos soldados do movimento dá a seguinte ordem: "Dá uma rajada pra cima deles, cumpadi". Foi tiro pra todo o lado aterrorizando os moradores. O trajeto de ligação entre a Barra da Tijuca e a Gávea teve de ser interrompido. O barulho de armamento pesado e de explosões foi assustador, segundo moradores.



Os traficantes da parte alta reagiram com armamento pesado, tentando atingir o helicóptero que para não ser abatido teve que bater em retirada. A Rua2 onde estariam os criminosos é um dos pontos de tráfico mais forte reagiu com armamento pesado. Carlos Eduardo da Silva e sua mulher prestaram queixa na Delegacia afirmando terem sido agredidos por policiais do BOPE. Eles teriam invadido sua casa e além de diversas ameaças deram um tapa no rosto de sua esposa. Carlos foi ameaçado por ter participado de documentário sobre o desaparecimento do pedreiro Amarildo, de quem era amigo. Para ele "o tráfico sempre existiu, e a policia assim como todo o mundo sabe disso. Agora não é por isso que os moradores tem que apanhar na cara" afirmou.

O modus operandi do tráfico foi modificado há algum tempo, principalmente após a invasão em novembro de 2011. Os pontos de venda são extremamente moveis à exceção das vendas em pontos tradicionais como a Rua1 e a Rua2. As esticas aumentaram em direção à Gávea e ao Jardim Botânico para manter a alta taxa de lucros, e o número de subgerentes aumentou em proporção geométrica, daí a "Operação Ficha Limpa" para localizar e prender pessoas sem prisões anteriores desde a prisão de Antônio Bonfim Lopes o Nem que centralizava as ações com mão de ferro. Há algum tempo o bando da Rocinha havia colocado uma estica na Cruzada São Sebastião no Leblon. A Cruzada fica em frente a uma delegacia policial.

15 de set de 2014

ATO EM DEFESA DA PETROBRÁS

ATO EM DEFESA DA PETROBRÁS NA CINELÂNDIA
atualizado em 17 de setembro
Paulo Roberto Costa preso na "Operação Lava Jato" depõe na CPI. Orientado pelos seus advogados nada diz, entra mudo e sai calado, para desespero da oposição e alegria de muitos.
Sindicalistas ligados à Federação dos Petroleiros-FUT e à Central Única dos Trabalhadores-CUT reuniram-se na Cinelândia na manhã da segunda feira 15 de setembro e foram até a sede da empresa na Avenida Chile
A Exploração em águas profundas na Camada do Pré-Sal tem sido motivo de intensa disputa desde os leilões de petróleo


A Petrobrás está envolvida em um clima de desconfiança depois das denuncias feitas por um ex-diretor Paulo Roberto Costa preso em março pela "Operação Lava Jato". Paulo Roberto espera o beneficio da delação premiada. Para o ex-presidente Lula em discurso feito na porta da empresa o ex-diretor Paulo Roberto deve ser julgado e se for considerado culpado deve ser condenado, opinião que reflete a voz das ruas que não suporta mais tantos escândalos envolvendo a estatal. A Policia Federal está investigando as denuncias e o envolvimento do doleiro Alberto Youssef com 25 políticos do PT, PMDB E PP, inclusive o ex-governador do Rio Sergio Cabral e a governadora Roseana Sarney, herdeira politica do Clã Sarney, no Maranhão. Paulo Roberto teria assumido o compromisso de devolver 23 milhões de dólares aos cofres públicos.

10 de set de 2014

ROCINHA ESCOLHE SEUS CANDIDATOS

A MAIOR FAVELA EM RITMO DE ELEIÇÃO
Há menos de um mês para as eleições, a "maior favela da América do Sul" começa a escolher um candidato para representar os mais de 150 mil moradores, e atender as demandas acumuladas em algumas décadas. Os problemas são muitos, mas as esperanças em dias melhores movimentam mais de dez candidatos a deputado na reta final. Alguns são conhecidos de outras eleições como André Lazzaroni, William da Rocinha, ou Valdemar do Gás.

Valdemar do Gás morador da Vila Verde um dos dezoito sub bairros da localidade pode ser um herdeiro de Claudinho da R1 que conseguiu se eleger vereador com mais de 13mil votos, quase todos na Rocinha. Ele acredita que possa ter uma boa votação por ter sido eleito vice-presidente da UPMMR na chapa2 que elegeu Claudinho presidente.

Valdemar do Gás (direita) e Claudinho

Outros candidatos começam a garimpar eleitores desde a Via Ápia até o alto do Laboriaux como o nordestino Adelson Guedes apoiado pelos "conterrâneos" Lindberg Farias candidato a governador e pelo ex-presidente Lula. Adelson dá os últimos retoques em seu comitê muito bem situado no meio da Via Ápia. Adelson seguindo a politica atual faz uma possível aliança em plena luz do dia com um outro candidato Álvaro Américo (PSL) que ´tem o apoio do prefeito Eduardo Paes e do presidente da UPMMR Leonardo , o Léo da Comunidade que já se prepara para as eleições para vereador daqui a dois anos. O PCdoB um dos partidos da chamada base aliada com tradição na comunidade vem com o Alex da Peixaria.
Álvaro Américo e Adelson Guedes (de chapéu)

Dias atrás o Tribunal Eleitoral-TRE fez uma blitz e apreendeu a propaganda de muitos candidatos alegando que estariam fora das regras estabelecidas. Há poucos dias da eleição o recolhimento dos cartazes poderia levar a crer em um desinteresse de parte dos moradores, o que não é verdade. A imensa população da favela vai votar, e espera o cumprimento das inúmeras promessas feitas pelos candidatos, o que nem sempre tem acontecido.

30 de ago de 2014

CADÊ AS VIGAS DA PERIMETRAL??

OH SEU CRIVELLA ONDE ESTÃO AS VIGAS DA PERIMETRAL ?
TRISTEZAS NÃO TEM FIM E A ROUBALHEIRA TAMBÉM
Na época da eleição os dois candidatos à sucessão de Eduardo Paes teriam de dar resposta a uma pergunta que nunca teve resposta sobre um misterioso desaparecimento. Faz algum tempo sumiram vigas de 40m pesando 20 toneladas cada uma do Elevado da Perimetral. Estavam em um deposito no Caju. Segundo matéria de O Globo o prefeito Eduardo Paes teria dito que "Queria levar pedaços das vigas para a residência oficial dele na Gávea Pequena", quem sabe daria uma bela obra de arte. Agora o prefeito eleito pelo voto, o bispo e ex-ministro Marcelo Crivella, tem a obrigação de dar uma resposta aos milhões de moradores sobre o "milagroso desaparecimento" de vigas pesando toneladas.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A Arena Maracanã que já foi o "Maior Estádio do Mundo" teve uma curiosa matemática, saltou bruscamente de R$750 milhões para mais de R$ 1bilhão e 200 milhões em alguns dias. A inventividade da ladroagem é sensacional e mais eficiente do que os "bola murcha" que brincam de governar. Sumiram 24 trens, sim vinte e quatro trens antigos de um depósito superseguro. A Supervia nada sabe, assim como as "autoridades".

Um protesto solitário photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved


Ninguém sabe ninguém viu, é a velha lei da selva, que os italianos chamam de omertá, a velha lei do silêncio.
photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Como e não bastasse o desaparecimento das vigas da perimetral, um conjunto de 35 peças metálicas que seriam usadas para os trilhos dos bondes de Santa Teresa desapareceram como por encanto.
Muitas pessoas acreditam que da mesma maneira que as vigas, as peças foram abduzidas por um disco voador e levadas para uma galáxia distante, ou quem sabe para o planeta Marte.
A fotografia é polissêmica, mas às vezes vale mais do que mil palavras.
photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved

O espírito jocoso do carioca que das maiores tristezas faz um samba, de um limão faz uma limonada como repete como um mantra tibetano minha querida Regina Lucia, consegue pela crítica debochada resumir a voz das ruas. A crítica de um poeta da nobre arte dos muros cinzentos da outrora cidade maravilha, qual um novo Jean-Michel Basquiat resume a pergunta que não quer calar? "Cadê as Vigas da Perimetral?"
Abram o olho eleição vem aí....

17 de ago de 2014

ELEIÇÕES 2014

Rocinha espera dias melhores em 2015
Candidata Marina do PSB faz campanha na Rocinha
atualizado em 31 de agosto de 2014.
Os moradores da "maior favela da América do Sul" aguardam ansiosos que os candidatos à presidência deixem os gabinetes luxuosos e venham fazer um passeio pelo "wild side", de preferência no inicio da noite, circulando a pé pelos becos e vielas, começando o tour pelo Valão e bebendo uma cachaça na Rua1 ou na Rua2, talvez assim conheçam melhor os inúmeros problemas que atormentam os moradores.

O Valão é uma das áreas que espera as melhorias prometidas

Sábado dia 30 a candidata do PSB Marina Silva resolveu dar um passeio pela Rocinha, é pena que veio durante o dia, de noite o "buraco é mais em baixo", os "vampiros" deixam as tocas e circulam livremente pelos becos. Mas a candidata pelo menos veio, guiada por Romário, candidato a senador que lidera as pesquisas. Romário conhece muito bem os inúmeros problemas da "Roça" e critica o pouco investimento feito pela presidente Dilma através do PAC. Desde muito jovem Romário frequenta a favela e tem ajudado a localidade em algumas ocasiões, e mesmo como campeão mundial comparecia aos torneios de futebol, como o Rocinha sem Fome. Se for eleito senador ele poderá ser um porta voz das favelas cariocas junto ao Senado Federal.
A Secretaria de Segurança entregou documento ao desembargador Fábio Uchôa, no qual candidatos estariam impedidos de transitar pedindo votos, em mais de 40 favelas. A Rocinha estaria incluída no relatório. Foi pedido reforço de segurança e a presença da Força Nacional para que os candidatos possam percorrer livremente as localidades, sem serem ameaçados.
A súbita morte de Eduardo Campos que colocou Marina Silva como peça chave na eleição de outubro, não deve ter muita influência na Rocinha. Seu partido o PSB não tem ainda raízes na localidade. A imensa população da "maior favela da América do Sul" espera dias melhores com os novos governantes. As eleições estão chegando, e os candidatos começam a caminhar entre os becos e vielas, driblando milhares de valas negras para conseguir os votos dos mais de 35 mil eleitores distribuídos em seus dezoito sub bairros. A Rocinha já elegeu dois representantes, Luis Carlos Batista, eleito com votação expressiva, dono dos pontos de bicho da Rocinha e Vidigal e fundador da GRES Acadêmicos da Rocinha, que morreu assassinado na porta da escola, e Luis Claudio de Oliveira o Claudinho da R1, presidente da UPMMR, eleito vereador mas que não completou seu mandato. Faleceu em condições ainda mal explicadas.
A Rocinha espera ,que se não todas, mas muitas de suas reinvindicações sejam atendidas. Pedem principalmente saneamento básico, melhoria de transporte, urbanização e melhores condições de moradia. O candidato Anthony Garotinho (PR),que lidera as pesquisas ao governo estadual, fez um tour pela favela acompanhado por P.C. Valério candidato a deputado estadual pelo mesmo partido. Valério foi da Rad io comunitária Katana e secretário da União Pró Melhoramentos dos Moradores da Rocinha-UPMMR, a maior das três associações de moradores. Garotinho também foi em busca do apoio do candidato a deputado estadual Valdemar do Gás morador da Vila Verde, que foi vice-presidente da UPMMR na chapa vencedora com Claudinho da R1.Garotinho durante seu trajeto negou fazer qualquer acordo com o narcotráfico, e diz que tem entrado e vai entrar em qualquer favela porque é respeitado pelos moradores, e não por uma permissão dos traficantes. Na maior parte das favelas, para entrar, e principalmente para poder sair, é necessário um "passaporte" carimbado pelos chefes do tráfico.

Em recente pesquisa feita em dez estados e também na Rocinha, por Renato Meirelles do Instituto Data Popular e Celso Athayde da Central Única de Favelas-CUFA e publicada no livro Um País Chamado Favela, verificaram que "os moradores das favelas são imediatistas e olham para a frente (o futuro) e apostam em quem vai fazer mais por elas a partir de agora". Esperam principalmente que as promessas sejam cumpridas, e não sejam apenas palavras vazias, feitas para enganar o eleitor.

Ver também o post "Eleições 2012, doze candidatos uma vaga"

6 de ago de 2014

UM TEMA LIVRE

AGRESSÕES A JORNALISTAS EM DEBATE


Tema Livre é um programa da Radio Nacional AM apresentado por Luis Augusto Gollo experiente jornalista, que assim como eu trabalhou no finado Correio da Manhã cuja redação ficava em frente ao prédio da TV Brasil onde hoje funciona a radio. O tema do programa da quarta feira 06 de agosto do qual participei, junto com as jornalistas Claudia de Abreu e Raquel Boechat foi a crise que envolve os jornalistas, principalmente após os episódios de quinta feira na saída de três ativistas do Complexo Penitenciário de Bangu (Gericinó, onde o repórter fotográfico Andre Mello do jornal O Dia e Tiago Ramos repórter cinematográfico do SBT foram agredidos a socos e pontapés por pessoas que esperavam a saída dos ativistas na tentativa de impedir o registro por imagens. No dia seguinte, sexta feira a diretoria do sindicato cedeu a pedido do Grupo Tortura Nunca Mais e do Grupo Justiça Global o auditório João Saldanha , na tentativa de um dialogo esclarecedor. No final da reunião não houve entendimento entre os manifestantes, nem entre os jornalistas que foram à reunião. Não pude comparecer, estava no mesmo horário no Jornal do Rio na SBT falando sobre os acontecimentos da noite anterior em nome da Comissão de Liberdade de Expressão e Direitos Humanos da Associação Brasileira de Imprensa-ABI. Durante o trajeto dei por telefone entrevista para o repórter Bruno Amorim de O Globo, que na página 12 reproduziu fielmente minhas declarações que transcrevo aqui: "A agressão de manifestantes contra jornalistas que faziam a cobertura da libertação de ativistas que estavam presos no Complexo de Bangu foi repudiada por entidades de classe e de defesa dos direitos humanos, Membro da Comissão de Direitos Humanos da ABI Alcyr Cavalcanti classificou a atitude do grupo como "um tiro no pé", uma vez que a mídia defende o direito de manifestação". E afirmei: "Trata-se de uma atitude desesperada e equivocada e que não vai levar a nada. Agredindo a imprensa eles (os ativistas) ficam sem defesa".


No SBT A apresentadora Michele Benito também abordou as agressões da noite anterior, em especial ao cinegrafista Tiago Ramos que trabalha para a emissora. Fiz ver a ela que não compreendia a violência exacerbada contra profissionais no exercício de suas funções, principalmente porque as imagens iriam mostrar momentos de alegria, na soltura de Elisa Quadros, Camila e Igor. Ao meu ver as imagens seriam amplamente favoráveis e simpáticas ao grupo, após uma prisão arbitrária, prontamente corrigida pelo desembargador Siro Darlan. Critiquei também a violência quase diária contra os profissionais de imagem e citei a covarde agressão feita por um policial militar contra o documentarista canadense Jason O'Hara, que mesmo caído foi chutado na cabeça e teve seu equipamento roubado. Defendemos o direito de livre manifestação e consideramos injustificável a tentativa do aparelho de Estado ao impedir pela força a cobertura jornalística dos protestos próximos ao Maracanã durante o jogo final da Copa 2014.
A Comissão também solidarizou-se com a atual diretoria do Sindicato, em especial com a presidente Paula Mairan, que tem sido acusada indevidamente por não defender a categoria, e proteger ativistas. O fato provocou uma listagem pedindo a renuncia da diretoria atual, por ter infringido o código de ética. O abaixo assinado foi prontamente assinado por colegas que assinaram sob emoção, sem fazer uma análise, e mormente uma auto análise. Correu também um manifesto de apoio á atual diretoria, que ao nosso ver esteve sempre em defesa dos jornalistas em todas as situações. A diretoria provisória da ABI na pessoa do presidente provisório Tarciso Holanda acolheu a listagem pedindo a deposição da Paula Mairan e da diretoria, sem sequer ter consultado ambas as partes. Como tem sido o habito do site, foi feito um resumo do noticiário das principais agencias, sem verificar a veracidade e sem dar voz às partes interessadas, inclusive tendo oferecido o auditório para uma das partes, justamente aquela que intempestivamente pede a deposição da diretoria. Já dizia Karl Marx que os fatos da história quando ocorrem duas vezes, a primeira vez aparecem como tragédia e a segunda vez como farsa. Em meados dos anos noventa uma diretoria do mesmo sindicato foi afastada em uma assembleia histórica na mesma ABI. Os tempos eram bem outros. A diretoria estava envolvida em processo na Policia Federal por registros de jornalistas, considerados irregulares. A diretoria atual não tem praticado irregularidades, tem se mostrado combativa, e tem defendido sim os interesses na categoria, principalmente em questões que envolvem violência urbana, um fenômeno difuso que tem qual uma epidemia assolado todo o pais, onde manifestantes equivocados ainda usam praticas politicas ultrapassadas, próprias do século XIX, revividas nos anos sessenta do século passado, o uso da violência e da destruição contra tudo e contra todos, onde não haverá nem vencedores nem vencidos. Todos sairão derrotados.
Para finalizar encerro a postagem com uma citação de Piotr Kropotkin que julgo oportuna: "Um edifício baseado em alguns anos de história não se destrói com alguns quilos de explosivos"

9 de jul de 2014

O SONHO VIROU PESADELO

CEM DIAS DEPOIS DOS 7X1
A CBF comemora a vitória sobre Argentina e planeja uma desforra contra a Alemanha, para tentar apagar a maior derrota de todos os campeonatos do mundo. Nunca uma seleção campeã foi tão humilhada, mas para os cartolas da CBF nada mudou. A humilhante derrota por 7X1 vai ficar até o fim dos tempos.

A seleção de Felipão sofreu o maior vexame, a maior vergonha que uma seleção campeã poderia sofrer. Foi derrotada por 7X1 sem esboçar nenhuma reação. A seleção parecia anestesiada, abestalhada, ou se preferirem dopada. Da chegada no ônibus aparentemente em triunfo ao som da batucada, á uma derrota acachapante em menos de duas horas, deixou bilhões de espectadores perplexos sem acreditar no que viram. Quem assistiu aos jogos da seleção brasileira já iria prever um jogo muito difícil contra a seleção alemã. Enquanto eles vem se preparando desde a derrota de 2006, nossos dirigentes e jogadores continuavam a repetir que somos os melhores do mundo, tentando ganhar no improviso e na "mutreta". A derrota era inevitável, era uma derrota anunciada desde a estreia do Brasil contra a Croácia, uma seleção porte médio, mas que vencemos com um pênalti inexistente com ajudinha do juiz. E assim nos classificamos aos trancos e barrancos batendo uma seleção africana que se recusava a treinar e a entrar em campo se não recebesse um caminhão de dinheiro. Assim entre ajudinhas dentro de campo e adversários mercenários passamos pelo Chile, uma das melhores seleções das Américas com outra ajudinha, desta vez com muita sorte. Poderíamos ter perdido o jogo, se não houvesse a trave. Na entrevista coletiva depois da derrota para a Alemanha o técnico Luis Felipe Scolari tentou explicar o inexplicável, a derrota humilhante que frustrou o sonho de 20 milhões de brasileiros que ainda acreditavam que éramos os reis do futebol.

A verdade é que há muito tempo não somos os melhores. A seleção de 1994 ganhou nos Estados Unidos sem convencer. Vencemos depois de um OX0 no tempo normal e na prorrogação com um pênalti mal batido por Roberto Baggio que foi parar nas nuvens. Se assim não fosse voltaríamos para a casa sem a taça, apesar de termos uma dupla de ataque espetacular Romário e Bebeto. Hoje estamos restritos às jogadas de Neymar e ao esforço defensivo de David Luiz. Felipão tinha na mão um time limitado, dependendo de um único jogador, e sem substitutos à altura. As mudanças não deram, e nunca dariam certo. A prova foi a entrada de um atacante muito leve, e inexperiente como Bernard, que não funcionou. A realidade é que não temos mais jogadores fora de série, o campeonato brasileiro de clubes tem mostrado que muitas vezes os melhores jogadores são importados, ou em retorno do exterior em final de carreira, além do mais há muito tempo não tínhamos jogadas ensaiadas. Só treinamos cruzamentos na área o famoso "chuveirinho" As palavras de José Maria Marin soaram proféticas : "Se vencermos vamos ao paraíso. Se perdermos vamos todos para o inferno".
E assim foi a "Copa das Copas" um sucesso para a FIFA, um pesadelo para duzentos milhões de brasileiros, um inferno para muitos.
O sonho acabou.

8 de jun de 2014

ROCINHA EXIGE SANEAMENTO

PRAIA DE SÃO CONRADO É UM IMENSO ESGOTO
MORADORES ESTÃO REVOLTADOS
A Praia de São Conrado está ameaçada de se tornar um imenso esgoto devido ao descaso das autoridades e ao não cumprimento de inúmeras promessas feitas em época de eleição. Ano a ano as promessas se repetem, os governantes se sucedem  e as promessas não são cumpridas.

Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Reportagem feita pela agencia de notícias Associated Press-AP classificou a rede de esgotos da cidade como "um sistema medieval". A Rocinha foi um dos lugares em que as pesquisas foram feitas, e verificaram que quase a metade dos casos de atendimento médico são devidos á falta de saneamento básico, devido ao enorme número de valas negras e a falta de urbanização. Há meses atrás a Praia de São Conrado foi excluída do Circuito Mundial de Surfe, competidores ficaram decepcionados. O projeto Sena Limpa que poderia resolver o problema da poluição não tem previsão para ser concluído, obras estão parados porque o estado não tem repassado verbas. O governo federal ás vésperas de mais uma eleição prometeu mais dinheiro para obras do PAC-2, embora a maior parte das obras prometidas do PAC-1 sequer tenham sido iniciadas. Segundo foi prometido R$1,6 bilhões serão investidos em obras para levar água e esgoto à imensa população estimada em mais de 150mil habitantes. Será também iniciada a construção de um teleférico, que para a maioria dos moradores não é uma prioridade.
A maior área de lazer da imensa favela, a praia de São Conrado, onde grande parte de sua população aproveita as delicias de uma diversão ainda inteiramente gratuita está um esgoto só. Turistas desavisados, surfistas e até os jogadores da milionária seleção inglesa dividiram a areia democraticamente com os moradores, tentando driblar as imensas línguas negras que despejam milhões de dejetos pondo em risco a saúde de todos. Tem dias em que o cheiro é insuportável, o que não impede os surfistas de praticarem o esporte radical em suas longas pranchas. Protestos têm se repetido ao longo dos anos sem alcançar na prática nenhum resultado. Desde o verão 2002 empresários, lideres comunitários, músicos e surfistas têm se unido tentando comover as autoridades insensíveis aos apelos. No governo Garotinho em 2002 faixas pediam a solução do problema: "Respeite a praia Garotinho. atenção. Praia não é piscinão, essa obra é caô. Chega de cocô".
Estamos em 2014, em plena Copa do Mundo ás vésperas de uma Olimpíada e não só a Praia de São Conrado mas quase toda a Baia de Guanabara está intensamente poluída, uma imensa lixeira cheia de coliformes. Obras e mais obras são prometidas ano após ano, governos se sucedem e a poluição aumenta a níveis assustadores.


Na Rocinha desde a época do "Valão de Ouro" que milhões de reais são liberados e desapareceram sem que tenham havido melhorias significativas. Doenças há muito erradicadas voltam com força redobrada. Os índices de tuberculose, dengue e doenças de pele assustam os moradores apesar dos discursos pomposos e promessas não cumpridas.Em julho de 2013 o Fórum de Mobilidade Urbana realizou debate sobre a importância ou não da construção de um teleférico na Rocinha, e concluiu que as obras de construção do teleférico não são prioridade. A organização Rocinha sem Fronteiras exige das autoridades o inicio das obras para saneamento em definitivo da Rocinha, a eliminação das milhares de valas negras. Para José Martins de Oliveira liderança comunitária que reside há mais de quarenta anos na localidade: "O poder publico não chegou nunca até nós para saber de nossas necessidades, de nossa opinião. Já que não fomos consultados, viemos para o asfalto dizer que a nossa prioridade é saneamento básico". No entanto obras bilionárias do PAC-2 têm como prioridade a construção de um teleférico em função de uma futura estação de metrô. Para o arquiteto Luís Carlos Toledo que elaborou um Plano Diretor para a Rocinha, a construção de um plano inclinado é a solução bem mais em conta, e parte da verba do teleférico deveria ser empregada na limpeza do Valão e no saneamento de toda favela. Para Martins o teleférico é um imenso "elefante branco" com pouca ou nenhuma utilidade.

10 de mai de 2014

A COPA DO MUNDO NÃO É NOSSA

PRA FRENTE BRASIL, SALVE A SELEÇÃO??


Faltam pouco mais de trinta dias para o inicio do maior torneio de futebol do mundo, a Copa 2014, estamos preparados? Bilhões de dólares foram gastos, milhares de reuniões, acordos à plena luz e outros milhares por baixo dos panos, mas os problemas surgem dia após dia. A Copa partiu após uma sucessão de erros, de acordos mal explicados (ou sem explicação) e fruto de uma política rasteira onde prevaleceu o apetite voraz da "autoridades" envolvidas. Erros foram e têm sido muitos, mas o grande erro inicial foi a distribuição das sedes qual um bolo para satisfazer o apetite voraz da politicagem que só tem trazido mal ao Brasil. São oito chaves composta de quatro seleções em cada uma, no entanto foram construídos doze, quatro a mais do que o necessário, em nome do famigerado "arco de alianças" feito à maneira tupiniquim. A obsessão do "toma lá dá cá" contemplou lugares onde o futebol não é a suprema paixão, onde estádios pequenos vivem vazios, onde os clubes locais não têm nenhuma representatividade, onde Flamengo, Corinthians, Botafogo, enfim clubes do Rio e de São Paulo são os que atraem torcedores. Mesmo assim os estádios foram construídos para satisfazer alguns governadores, beneficiando apenas grandes empreiteiras, apesar de muitos deles provavelmente se transformarão em "elefantes brancos".


O secretário-geral da FIFA Jerome Valcke afirmou em entrevistas às agencias internacionais que não deveriam ter sido construídos doze estádios e sim menos estádios mais concentrados em algumas regiões, devido ás dimensões continentais do país e da falta de infraestrutura dos transportes. O atraso irresponsável nas obras em especial nas arenas da Copa e nos aeroportos além da precariedade dos sistema de transportes urbano vai transformar o que poderia ser um evento único em uma sucessão de problemas aumentando a revolta da imensa população que ainda vê o futebol como uma paixão nacional. Para Jerome Valcke em advertência aos torcedores que pretendem vir ao Brasil "Não apareçam pensando que o Brasil é a Alemanha. Não há trens´, você não pode dormir em seu automóvel, nem dormir na praia".

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna