18 de dez de 2014

ENTIDADES PEDEM CASSAÇÃO DE JAIR BOLSONARO


DEPUTADO JAIR BOLSONARO É REU POR INJÚRIAS À DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO
O polêmico deputado Jair Bolsonaro é considerado réu por ofensas á deputada Maria do Rosário. Bolsonaro disse que Rosário "Não merecia ser estuprada". Em uma época em que a sociedade debate o crime do estupro, a declaração foi muito infeliz, e pode ser considerada como um deboche, ou mesmo uma apologia ao crime.  Eugenio Bucci professor da USP em artigo no Globo diz que seria muito ruim para o país se as afirmações do deputado Jair  Bolsonaro caírem no esquecimento  Para Bucci "O deputado fez apologia de um crime contra a Humanidade, crime imprescritível e que ele teve a intenção de fazer apologia da tortura" ao fazer elogios a um torturador.
Deputados de vários partidos acompanhados de Ivo Herzog filho de Vladimir Herzog morto pela repressão em uma cela em São Paulo encaminharam à Procuradoria Geral da República-PGR pedido de cassação do deputado federal Jair Bolsonaro, também militar, por ter feito elogios ao Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra do DOI-CODI acusado de ser um dos mais notórios torturadores durante os anos de chumbo. O jurista Miguel Reale Jr que presidiu a Comissão de Mortos e Desaparecidos ao defender no Senado o impeachment da presidente Dilma Roussef lamentou a homenagem ao coronel Brilhante Ustra durante a sessão que julgava o impedimento da presidente. Durante a mesma sessão houve uma cena inusitada, o deputado Jean Willis ex- Big Brother da TV Globo discutiu com o capitão Bolsonaro e cuspiu em seu rosto. Ao que parece a cusparada anda solto ao "estilo Bob Cuspe".
Há alguns meses atrás centenas de manifestantes protestaram na Cinelândia pedindo punição para o deputado federal Jair Bolsonaro PP-RJ, pelas ofensas feitas contra a ex-ministra e deputada federal pelo PT-RS Maria do Rosário, no plenário da Câmara dos deputados em Brasília.
 
 


O deputado Bolsonaro um dos representantes da chamada "linha dura duríssima" disse em alto e bom som à deputada: " Eu não estupraria você, porque você não merece" e repetiu suas declarações ao jornal Zero Hora, o que provocou manifestações de repúdio em várias cidades, porque o estupro é considerado crime hediondo e inafiançável. Entidades de defesa de direitos humanos fizeram protestos em várias capitais e a deputada Maria do Rosário ex-ministra chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República entrou com queixa-crime no Superior Tribunal Federal contra o deputado.
deputada Maria do Rosário

A deputada Maria do Rosário entrou também com ação por danos morais no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e afirmou que o dinheiro, se recebido, será totalmente empregado em entidades que atuem na defesa de mulheres vitimas da violência.
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna