6 de mai de 2015

DELATOR ACUSA MAUS POLÍTICOS DE AFUNDAR A PETROBRAS

LULA DIZ "NÃO TEMO SER PRESO" NO SBT BRASIL
ACAREAÇÃO ENTRE OS DELATORES PAULO COSTA E ALBERTO YOUSSEF
O POVO PERGUNTA: QUANDO OS POLÍTICOS VÃO PARA CADEIA?
O ex-presidente Lula em entrevista ao "SBT Brasil" declarou que não tem medo da prisão e desafia  qualquer pessoa que prove algum ato ilícito praticado por ele. "Tenho a consciência tranquila" e disse que as seguidas acusações são meramente políticas, um choro de perdedor. A CPI da Petrobras fez uma acareação entre os delatores Paulo Roberto Costa diretor da empresa e o doleiro Alberto Youssef. Para Paulo Roberto Costa a compra da Refinaria de Pasadena que deu enorme prejuízo à Petrobras foi culpa do Conselho Administrativo dirigido por Dilma Roussef, na época presidente do Conselho. O Conselho da Petrobras tem autonomia para aprovar ou vetar qualquer negócio envolvendo a empresa mesmo contra o interesse do presidente da estatal. O senador Aécio Neves foi também acusado por Alberto Youssef de ter recebido propina de Furnas. Para o procurador-geral Rodrigo Janot nunca houve nada igual como a corrupção na Petrobras. A maior dificuldade é pegar os malfeitores "com a mão na massa" ou seja no ato da negociata em que os milhões são repassados de uma pessoa para outra, ou melhor de uma mão suja para outra mais suja ainda. O negócio é fazer como a Operação Anti Máfia em Palermo na Itália "seguir a trilha do dinheiro", mas ter muito cuidado para não passar para o outro mundo como os juizes Paolo Borsellino ou Giovanni Falcone  executados pela Máfia. Políticos corruptos que desviam dinheiro são como genocidas, colocaram nos bolsos dinheiro que seria destinado a hospitais, escolas, transportes, enfim para o bem de todos e não de uma minoria.
Paulo Roberto Costa ex-diretor da Petrobras, em prisão domiciliar beneficiado pela delação premiada em depoimento à CPI acusou vários senadores, deputados e ex-ministros como maus políticos que foram a causa da corrupção na estatal. Enquanto empreiteiros como Marcelo Odebrecht e outros estão presos, políticos que encheram bolsos e cuecas de dinheiro, políticos corruptos estão soltinhos e rindo às escâncaras de orelha a orelha.
Em documento apreendido pela PF em que constava o dinheiro para pagamento de propinas, havia a expressão band, que estava ao lado do nome de alguns políticos, seria o diminutivo de bandido, Youssef se referia a alguns políticos com esse adjetivo. Costa é funcionário de carreira há mais de 25 anos e foi durante oito anos importante diretor da Petrobras. Paulo Roberto sabe de muitas coisas envolvendo políticos de todos os matizes. Em abril de 2014 tentou sumir com documentos e destruir provas, mas a Policia Federal chegou antes. Tinha relações de amizade com muitos políticos, devido a ter cargo muito importante na empresa e  era conhecido pelos mais íntimos como "Paulinho". Interpelado pelo deputado Ivan Valente-PSOL que leu uma lista de 50 nomes, Costa declarou que forneceu benefícios a 29 deles, citando entre outros Renan Calheiros, Edison Lobão que foi ministro de Minas e Energia e Paulo Bernardo ex-ministro das Comunicações. Costa também declarou que a péssima gestão foi a causa principal da situação em que se encontra a empresa e culpou Guido Mantega ex-ministro da Fazenda e presidente do Conselho de Administração e a presidente Dilma Roussef por manter os preços da gasolina artificialmente baixos. Para o ex-diretor " "A Lava-Jato é apenas uma parte, apenas 10% do rombo da Petrobras. O maior problema da Petrobras é a gestão". Costa admitiu que intermediou doações de empresas envolvidas na Operação Lava-Jato para a campanha de Sergio Cabral e Luiz Fernando Pezão.  Costa fez depoimento de mais de seis horas e disse estar profundamente arrependido.
Centenas de perguntas foram feitas, mas acredito que uma delas resume a novela da corrupção: "Até agora técnicos e empreiteiros foram presos. Quando vai chegar a vez dos políticos". A pergunta foi feita pela deputada Clarissa Garotinho.









Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna