12 de jul de 2015

ADA E A VOLTA DAS "NOITES DE SEXTA-CHEIRA"

TIROTEIOS DIÁRIOS ASSUSTAM MORADORES DA ROCINHA
PCC FAZ ALIANÇA COM ADA E COLOCA HOMENS DA FACÇÃO NA ROCINHA
PEZÃO DISSE QUE AS BOCAS DA ROCINHA RENDEM R$2MILHÕES POR SEMANA
"Vem cá meu bom, aqui não tem miséria, aqui tem o melhor pó da cidade, não é malhado e custa só dez reais"
               Pregão na "Feira das Drogas" nas noites de sexta-feira

foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O Primeiro Comando da Capital-PCC estabeleceu uma aliança cooperativa com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA e mandou um grupo de homens e fuzis para fortalecer a aliança e planejar invasões a outras localidades para tomada de pontos de venda de drogas.
BOPE invadiu há semanas atrás em uma sexta feira a Rocinha para prender o chefe do narcotráfico Rogério 157, homem de confiança de Antônio Bonfim o Nem atualmente em presídio de segurança, mas que consegue controlar seus negócios mesmo de dentro da cadeia. A invasão em uma sexta foi emblemática, afinal a sexta é o dia onde o movimento de venda de drogas é mais intenso.  Os tiroteios na Rocinha tem sido constantes apesar de ter sido instalada uma Unidade Pacificadora, que ainda não conseguiu pacificar a imensa localidade. Em algumas sextas feiras a tensão aumenta e os moradores já estão acostumados ao barulho às vezes ensurdecedor das armas em poder dos soldados do movimento. A rede criminal Amigos dos Amigos -ADA invadiu com um bonde formado por soldados fortemente armados da Rocinha e Vidigal a Cruzada São Sebastião no Leblon, para retomar pontos de venda de drogas que estavam sob o controle do Comando Vermelho. Os pontos da Cruzada são muito lucrativos estão situados em uma área de muito poder aquisitivo, ao lado do Shopping Leblon e em frente de uma delegacia policial.  O narcotraficante Antônio Bonfim Lopes preso em 2011 pouco antes da invasão policial da Favela da Rocinha foi absolvido em mais um processo, mas vai continuar trancafiado por muitos anos, devido a condenações anteriores. A absolvição foi devido à suspeita que Nem controlasse os pontos de venda de drogas na Rocinha e na Cruzada São Sebastião dominadas pela rede criminal ADA.  As sucessivas invasões à "maior favela da América do Sul" e a implantação de uma UPP não conseguiram desmantelar a venda de drogas, a varejo. Nas sextas o "bicho pega", em algumas favelas cariocas temos de volta "A noite de sexta-cheira" conforme o relato em meu livro "É Sexta de Carnaval" da Editora Frutos. Para complicar, os mais de 120 mil moradores da Rocinha estão preocupados com problemas para movimentar suas contas nos mais de 30 caixas eletrônicas instaladas na localidade. O policiamento ostensivo não consegue controlar os sucessivos ataques em busca de dinheiro vivo. A situação sem controle traz insegurança aos moradores que só querem a paz para poder tocar seus negócios. Até uma agencia do Banco do Brasil  na parte baixa da favela foi arrombada durante a madrugada. A Rocinha há muito tempo não estava sem comando, nem por parte das autoridades que invadiram a favela em 2011 nem por parte dos "chefes do morro" que em época recente nunca permitiriam esse tipo de situação. Em uma solenidade na Zona Oeste o Governador Luiz Fernando Pezão preocupado com a escalada de violência na cidade disse: "Enquanto houver droga vai haver derramamento de sangue, enquanto houver consumo e pessoas procurando, se viciando vai ter guerra pelo tráfico. As bocas de fumo dão muito dinheiro, você vai a uma boca de fumo na Rocinha que dá 2milhões de reais por semana, é muito dinheiro". Na tarde de sábado 08 de agosto Celso Pimenta o Play Boy um dos lideres da ADA foi morto durante cerco policial por mais de oitenta homens na Favela da Pedreira em Costa Barros que deve ficar ocupada por um tempo. Traficantes da Pedreira vão se unir a outros "irmãozinhos" para invadir a Favela da Maré. O Comando Vermelho e a ADA fizeram uma aliança eventual para unir seus fuzis e tentar expulsar traficantes do Terceiro Comando-TC de favelas dominadas pelo TC no Complexo da Maré. Foi selada uma aliança e os dois grupos vão dividir a Maré em áreas  que serão ocupadas após a expulsão do TC e de alguns milicianos.  As prisões de traficantes continuam como a de Wallace Rodrigues que foi preso durante operação policial por agentes da 11a DP na madrugada de 03/08. Wallace pertence à facção Amigos dos Amigos-ADA que controla a venda de drogas na favela, ele tinha ido visitar companheiros da mesma rede criminal no Morro do Querosene. Tiroteios tem acontecido com certa frequência entre policiais e narcotraficantes.  Um policial da unidade pacificadora foi baleado durante uma incursão pela favela domingo dia 12/07 pela manhã em um confronto com traficantes. Foi atingido no ombro, atendido no Miguel Couto e depois liberado. Apesar da ocupação policial desde a invasão de novembro de 2011, a "maior favela da América do Sul" continua a ser ainda uma "mina de ouro" dominada pela rede criminal Amigos dos Amigos-ADA desde a época de Luciano o Bigode ou Lulu executado após um cerco policial em abril de 2004 em sua casa no Laboriaux.  Luciano sucedeu a Zito e fazia o estilo paternalista de distribuição de riquezas para os desfavorecidos.
Rocinha foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A favela agora é controlada por Rogério Avelino da Silva o Rogério 157 homem de confiança de Antônio Bonfim Lopes o Nem que mesmo em presídio de segurança máxima consegue dar orientações a Rogério 157, um dos remanescentes do Bando do Nem. A rede ADA uma dissidência do Comando Vermelho fundada após a morte de Orlando Jogador por Ernaldo Pinto de Medeiros o Uê e Celsinho da Vila Vintém mantém suas bases no Morro da Pedreira em Costa Barros sob as ordens de Arafat, após a morte de Celso Pimenta o Play Boy. Atualmente a rede criminal vive em luta pela tomada de territórios com o Comando Vermelho principalmente em favelas da Zona Oeste e na Favela da Maré, onde tem sua base no Parque Alegria. A troca de armamentos, cargas de drogas e migração de soldados do tráfico (o fortalecimento) tem sido constante de uma localidade para outra o que demonstra coesão entre os lideres da facção. Na época do auge do reinado de Nem, antes da invasão pelas forças armadas em 2011 os chefes da rede ADA se reuniam na calada da noite para acertos em um restaurante na Via Ápia em uma grande confraternização.

No meio da semana em julho a policia civil realizou grande operação no camelódromo que fica na entrada da Rocinha com apreensão de 2650 celulares sem nota fiscal e fechou alguns boxes, no entanto a venda de drogas em suas mais de 50 bocas de fumo e nas esticas fora da favela continua pujante, principalmente em finais de semana. A maioria da população pouco se importa, desde que não seja desrespeitada e exige que as promessas dos sucessivos PAC-1, PAC-2 e PAC-3 sejam cumpridas.
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna