25 de nov de 2015

LIDER DO PT PRESO PELA POLICIA FEDERAL FAZ ACUSAÇÕES

BRASÍLIA À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS
DELCIDIO AMARAL SOLTO POR DECISÃO DO SUPREMO ACUSA DILMA ROUSSEF E DEVE SER CASSADO 
DILMA DIZ QUE O SENADOR FOI MESQUINHO E TENTOU SE VINGAR
PARTIDO DOS TRABALHADORES AMEAÇA DELCÍDIO DE EXPULSÃO
A Revista Isto É publicou em sua edição que saiu quinta feira dia 03 de março que a presidente Dilma tentou influir na decisão de ministros para que interferissem na Operação Lava-Jato para evitar que pessoas envolvidas em irregularidades fossem condenadas. A Isto É reproduziu documentos secretos do depoimento do senador que está em prisão domiciliar. Para o senador a presidente interferiu nas investigações para tentar soltar os empresários Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo. A presidente Dilma acusa o senador Delcidio de fazer tudo de forma mesquinha e por vingança.
O senador Delcídio Amaral foi solto por decisão do Supremo Tribunal Federal-STF. O ministro Teori Zavascki mandou soltar o senador preso na Policia Militar, que poderá reassumir sua cadeira de líder do PT no Senado. Existem rumores que a decisão foi para evitar que Delcídio falasse coisas que não devem ser relatadas e que poderiam comprometer várias pessoas. O PT em reunião pode decidir pela expulsão do senador que pensa em assumir sua liderança no Senado. Há meses atrás em reunião extraordinária o Senado Federal manteve a decisão do STF da prisão do senador Delcídio por larga maioria, 59 votos contra 13, que é o número do PT. Em uma decisão unânime o senador Delcídio Amaral líder do Partido dos Trabalhadores foi preso nesta manhã, por tentar prejudicar a Operação Lava-Jato. O  banqueiro André Esteves do Banco Pactual também foi preso e levado para o Presidio Bangu 8. O Senado Federal esteve reunido para julgar a validade da prisão de um senador da República, o que pode abrir grave precedente em face da imunidade dos senadores. A presidente Dilma Roussef cancelou compromissos anteriores e convocou reunião com vários ministros para definir uma posição.
A decisão do Supremo Tribunal Federal foi tomada por unanimidade e a ministra Carmen Lucia declarou que "Os criminosos não passarão pelos juízes do Brasil". Gravação feita pelo filho de Nestor Cerveró, Bernardo é a prova para o pedido de prisão. O senador teria oferecido R$50mil por mês para que Nestor Cerveró ex-diretor da Petrobras não delatasse perante os juízes que apuram irregularidades na Operação Lava-Jato. Haveria inclusive uma rota de fuga para o delator. O nome do vice-presidente Michel Temer também consta da conversa gravada que serviu como prova.
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna