30 de dez de 2016

EMBAIXADOR DA GRÉCIA FOI ASSASSINADO EM NOVA IGUAÇU

 EMBAIXATRIZ E UM PM SEU AMANTE EXECUTARAM EMBAIXADOR
MORTE DE DIPLOMATA NA BAIXADA FLUMINENSE PIORA A IMAGEM DO BRASIL COMO PAIS CORDIAL E HOSPITALEIRO
DIPLOMATA ERA APAIXONADO PELO RIO DE JANEIRO  ONDE HAVIA SIDO CONSUL DE 2.000 A 2004
 Para coroar a sucessão de infortúnios de um ano que custa a terminar, o Embaixador da Grécia Kyriakos Amiridis que havia desaparecido há quatro dias em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi de fato assassinado a mando de sua mulher, a embaixatriz  Françoise Amiridis. A policia localizou embaixo de um viaduto um carro totalmente queimado com um corpo incinerado em seu interior. O veículo tinha a mesma placa de um automóvel alugado pelo embaixador para passear pela cidade. O delegado que cuida do caso após intensa investigação verificou que foi crime passional, um policial militar confessou ser  amante da embaixatriz Françoise, matou o diplomata e incinerou seu corpo. O PM Sergio Gomes Moreira de 29 anos  confessou o crime e disse ter relacionamento íntimo com a embaixatriz..
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 O diplomata passava férias no Rio de Janeiro e costumava se dirigir até Nova Iguaçu para visitar parentes de sua esposa Françoise Amiridis, brasileira que tinha vários parentes na Baixada Fluminense.  A policia confirmou que o corpo carbonizado era do diplomata e pediu a prisão da mulher do embaixador Françoise, do PM Sergio Gomes lotado na UPP do Morro do Fallet e mais dois envolvidos. O crime teve repercussão internacional, sendo noticia extremamente negativa sobre o Brasil, em especial sobre o Rio e Grande Rio onde os índices de violência crescem assustadoramente em uma verdadeira "Guerra do Rio" na disputa de territórios entre milicianos e narcotraficantes, onde a imensa população vive acuada e desprotegida.  

28 de dez de 2016

RIO 50 GRAUS

                  "Vem chegando o Verão, um calor no coração
                    Essa magia colorida, são coisas da vida"
                                       Renato Rocketh, na voz de Marina

COMEÇA O OUTONO, VERÃO CARIOCA QUE BATEU RECORDES DE CALOR FAZ SUA DESPEDIDA
ARRASTÃO CONTINUA NAS PRAIAS SUPERLOTADAS PARA TORMENTO DOS BANHISTAS
A estação preferida dos cariocas veio com força total, mas foi chegando ao seu final. Agora só no final do ano  para aquele banho de mar que ainda é de graça. O Verão carioca que veio neste final de ano para bater todos os recordes de temperatura terminou oficialmente dia 20 de março, aí veio a estação das folhas secas, o outono. Os blocos, apesar da proibição do politicamente correto tomaram as ruas da cidade em uma alegria contagiante. Com termômetros chegando à casa de mais de 42 graus e sensação térmica de 50 graus o Verão lotou as praias com águas cristalinas e cachoeiras na Floresta da Tijuca para refrescar o corpo e a alma, no final do ano da graça de 2016 e no inicio de um novo ano. A venda de ventiladores e de ar condicionado superaram as estimativas, apesar da crise em que se encontra mergulhado o Brasil, em especial o Estado do Rio de Janeiro pela irresponsabilidade de governos sucessivos do PMDB.  Praias ficaram superlotadas, desde o Leme até o Pontal, como na música eternizada por Tim Maia. Quem fez a festa em um ano de recessão foram os ambulantes de praia que venderam seus estoques, apesar dos preços altos.
Leblon foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Cadeiras de praia eram alugadas por R$5,00 ou R$10,00 conforme a praia e a cara do freguês. A bebida mais vendida foi o mate Leão em latão, a R$5,00 o copo. Vendedores trabalhavam protegidos da cabeça aos pés, com chapéus, blusas compridas e muito protetor solar para enfrentar o sol inclemente.  Como não podia deixar de acontecer para estragar a diversão preferida dos cariocas, bandos de jovens praticavam seu esporte favorito, que deve ser incluído nos "Jogos Abertos da Criminalidade", o arrastão, praticado em nas praias da Cidade Maravilhosa e nas ruas do Leblon como a Carlos Góes e Almirante Guilhem. Os jovens despossuídos  arrancavam tudo que viam pela frente, bolsas, pochetes, relógios  e cordões de ouro, o objeto preferencial que vai ser vendido prontamente nas inúmeras lojas espalhadas pela cidade. O efetivo policial dificilmente vai poder controlar a rapaziada enfurecida, que em vez de esfriar  a cabeça com um bom mergulho nas águas da Baia de Guanabara prefere conseguir "um troco" de banhistas distraídos. É o Verão, de um Rio 50 Graus.

22 de dez de 2016

NATAL NO ANO DA GRAÇA DE 2016

 CRISE POLÍTICA TEM AFETADO RELAÇÕES FAMILIARES EM UM NATAL BEM MAGRO NO ANO DA INCOMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA
DE QUALQUER FORMA VAMOS REUNIR AS FAMILIAS, OS AMIGOS E COMEMORAR VALE A UNIÃO CONTRA A CANALHICE E A TAPEAÇÃO. VAMOS CANTAR NA HORA DO BRINDE "SE GRITAR PEGA LADRÃO, NÃO FICA UM, MEU IRMÃO"
A imensa população do Estado do Rio de Janeiro vai ter muito pouco o que comemorar no dia de Natal. A irresponsabilidade de mais uma década de governos do PMDB  transformou um estado rico em um estado falido e levou desespero a milhões de famílias que não tem o que comer. O grupo chefiado por Sérgio Cabral fez o quis, com apoio firme e irrestrito da Presidência da República, leia-se aí Lula e depois Dilma a troco de um apoio total e irrestrito, que no momento decisivo não veio. O  presidente atual, que de interino passou ou quer passar a definitivo pertence a este partido o PMDB, o maior defensor do chamado "arco de alianças", que na nossa débil democracia em construção é extremamente amplo, para agradar, de todas as formas grupos heterogêneos e sem nenhuma consistência ideológica.
Feliz Natal photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
No popular é a grana que move as alianças, com partidinhos de aluguel em troca de minutos de televisão com benesses e cargos e mais cargos pagos pelo contribuinte. A desculpa esfarrapada são os royalties do petróleo, o preço do barril e outras desculpas, que no fundo são "conversa pra boi dormir". A realidade é dura, como diria o poeta e temos de conviver com ela, a gastança sem freios como se a mina de ouro nunca se esgotasse, gastaram, gastaram, com obras superfaturadas, inacabadas contando com um hipotético dinheiro a ponto futuro, mas......chegou o dia em que a fonte secou e a imensa população é quem vai pagar a conta. Reforma da Previdência para tentar cobrir o rombo, que deveria ter outro nome, desvio, roubo, malversação enfim qualquer nome para tentar enganar a todos. A verdade é uma só,  a enorme quantidade de dinheiro que vai para os cofres da Previdência Social é destinada para outras finalidades. Os verdadeiros responsáveis pelo rombo (ou roubo) é que fazem com o nosso, vosso dinheiro o que bem entendem.
Mas é Natal, vamos reunir com familiares, amigos e comemorar, da maneira que cada um puder. Fica a mensagem da fraternidade, da solidariedade. FELIZ NATAL

17 de dez de 2016

PCC FAZ ALIANÇA COOPERATIVA COM ADA E TCP

ALIANÇA ENTRE TERCEIRO COMANDO, ADA E PCC VAI AUMENTAR A VIOLÊNCIA
FAVELAS CARIOCAS EM GUERRA PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL EXPANDE SEUS DOMÍNIOS NO RIO DE JANEIRO
PCC TEM SEU NÚCLEO NA ROCINHA E ESTRATÉGIA É FIRMADA COM PRESOS  DE BANGU4
O Terceiro Comando Puro-TCP faz uma aliança pontual com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA para tomada de pontos de venda de drogas no Rio de Janeiro. A aliança foi firmada para combater o Comando Vermelho-CV que ainda controla a maioria das favelas do Estado. Nisso tudo tem um dedo do PCC que se concentrou na Rocinha, cuja venda de drogas é controlada pela ADA, após o rompimento com o Comando Vermelho. A união entre as três redes criminais deve aumentar a "Guerra do Rio" e vai ser intensificada na Maré que tem um grande número de favelas. O acordo teria sido firmado por Celsinho da Vila Vintém, um dos fundadores da ADA.
O Primeiro Comando da Capital-PCC amplia sua rede de ações em outros países. O último ataque foi em Ciudad del Leste onde cerca de cinquenta homens muito bem armados explodiram firma de seguros e levaram R$ 150 milhões. É a "Globalização do Mal". No  Rio de Janeiro desde sua aliança com a rede Amigos dos Amigos-ADA, diversifica suas atividades e passa a atacar agencias bancárias usando explosivos em grande escala, inclusive em locais de grande movimentação de pessoas como o recente ataque em Ipanema.   O Rio de Janeiro está vivendo uma escalada da criminalidade motivada pela disputa de territórios entre as redes criminais e a entrada do Primeiro Comando da Capital em definitivo em toda a cidade. A rede criminal Amigos dos Amigos-ADA tem seu núcleo operacional na Rocinha, mas sempre em contato com peças importantes presos no Jonas Lopes Carvalho ou Bangu4, onde as estratégias de ação são traçadas em longas reuniões. Há alguns anos atrás, antes da instalação da UPP na favela, as reuniões da ADA eram feitas em um restaurante na Via Ápia onde carros de luxo blindados traziam os chefões da facção criminal e acertos eram feitos na calada da noite.
 A rede criminal Primeiro Comando da Capital-PCC cujo chefe é Marcos Herbas Camacho o Marcola  faz uma aliança cooperativa com a rede Amigos dos Amigos- ADA estabelece suas bases na Favela da Rocinha para controlar os pontos de venda de drogas no Rio de Janeiro controlados em sua maior parte pelo Comando Vermelho-CV. O PCC teve sua fundação em 1993 por apenas nove presos após uma partida de futebol em um presídio no Vale do Paraíba, hoje seus tentáculos se estendem a 22 estados no Brasil e também no Paraguai e na Bolívia. A rede criminal desfez sua associação com o CV que já estava deteriorada desde o assassinato de Jorge Rafaat Toumani em Pedro Juan Caballero no Paraguai  que faz fronteira com Mato Grosso do Sul executado há alguns meses. Rafaat que seria o sucessor de Fernandinho Beira-Mar, um dos chefes do CV teve seu crânio esfacelado e morte imediata. O ataque  foi executado por um grupo armado com fuzis AK-47 e uma metralhadora Browning Ponto50 de grande poder destrutivo que perfurou seu carro blindado e matou três de seus seguranças. Aliança foi selada em definitivo  dentro do Presídio Jonas Carvalho ou Bangu4 no Complexo prisional em Gericinó, assim como um pacto de não traição e fidelidade absoluta.
Rocinha foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Vários presos do PCC paulista foram colocados na mesma galeria dos presos da ADA em Bangu4 e fizeram um pacto contra as outras redes criminais, em especial contra o Comando Vermelho. Bangu4 é um reduto de presos da ADA, em especial criminosos que estavam na Rocinha, uma das mais lucrativas pela sua posição estratégica, onde existem várias bocas de fumo para abastecer as Zonas Sul e Oeste. A Rocinha é controlada por Rogério 157 homem de confiança de Antônio Bonfim Lopes o Nem confinado em Presídio de Segurança. O Rio de Janeiro vive há muito tempo convivendo com altos índices de violência motivado pela disputa de territórios entre quatro redes criminais Comando Vermelho-CV, a mais antiga, Terceiro Comando-TC, Amigos dos Amigos-ADA e grupos paramilitares as Milícias. Agora com a entrada em cena do PCC a relação de forças muda e vai resultar em uma reconfiguração nas favelas e morros cariocas. O PCC teve sua origem nos presídios paulistas, mas já estendeu seus tentáculos em todo o Brasil e atua também no Paraguai não só no comércio de venda de drogas, mas também na venda de armas, principalmente as de grosso calibre que estão vindo para os morros cariocas para fortalecer os criminosos  da ADA.  A "Guerra do Tráfico" mudou sua configuração com a nova aliança, moradores das favelas cariocas estão em pânico com tiroteios diários e a chegada dos novos "donos do morro", batalha que deve se intensificar com a chegada das festas de final de ano e do Carnaval, que nas quadras das escolas de samba já começou.

11 de dez de 2016

CAMPEONATO BRASILEIRO 2016 CHEGA AO SEU FINAL

PALMEIRAS O GRANDE CAMPEÃO EM UM ANO MARCADO PELA TRAGÉDIA DE MEDELLIN
CLUBES PROCURAM REFORÇOS EM UM MERCADO INFLACIONADO
INTERNACIONAL DE PORTO ALEGRE FOI REBAIXADO
Os clubes após o término do brasileiro saem à procura de reforços para 2017 na tentativa de encontrar o bom, bonito e barato. Os problemas são inúmeros, desde empresários que procuram iludir, a escassez de verdadeiros talentos até  a falta de dinheiro em um país à beira da falência. A realidade agora é bem outra, não se concebe que um jogador em final de carreira receba R$ 700 mil ou até mais e passe a maior parte da temporada no estaleiro e uma promessa futura seja endeusado como um novo Garrincha ou um novo Pelé e se sinta um semideus. Craques são muito poucos, no Brasil em atuação não temos nenhum, apenas alguns poucos bom jogadores. Flamengo e Botafogo que estão na Libertadores procuram reforços para enfrentar a dura competição com times sulamericanos que jogam todas suas fichas na Copa.  A "eleição" dos melhores do campeonato causou surpresa, foram sete, sim sete do Palmeiras e algumas escolhas equivocadas como a de melhor goleiro, ficando esquecidos Muralha e Sidão, e do melhor gol ficando a bicicleta do Camilo no esquecimento.
O Campeonato Brasileiro em sua edição de 2016 chegou ao seu final marcado pela tragédia com o time da Chapecoense vitimado por um desastre aéreo quando ia disputar uma das finais da Copa Sulamericana contra o Nacional de Medellin da Colômbia. As homenagens ao time marcaram a última rodada do brasileirão. Agora o time de Chapecó vai para a Libertadores da América como campeão da Sulamericana.  O Palmeiras foi um grande campeão por  merecimento,  por estar sempre à frente de seus competidores. De fato o  grupo treinado pelo técnico Cuca foi o melhor time do torneio em que grandes como Internacional, Fluminense, São Paulo,  Cruzeiro e Corinthians com times milionários decepcionaram.
fotoAlcyr Cavalcanti all rights reserved
O Chapecoense foi uma grata surpresa superando times de mais tradição, mas foi vitimado em seu maior momento de glória com todos seus titulares mortos no desastre aéreo e agora a luta vai ser reconstruir seu elenco. Palmeiras campeão, Santos em segundo, Flamengo em terceiro, Atlético Mineiro em quarto, Botafogo o time que mais surpreendeu no campeonato que saiu da ultima colocação para entrar na Zona da  Libertadores em sua fase classificatória. O Botafogo quinto colocado tem muito o que comemorar, com um time limitado chamado de "salario mínimo" conseguiu chegar entre os cinco primeiros, mas como diz o ditado "Há coisas que só acontecem ao Botafogo", os jogadores Airton e Sassá trocaram empurrões e quase chegaram aos tapas, Airton foi expulso, Sassá  substituído e o Glorioso com menos um teve de segurar o resultado durante todo segundo tempo. O Internacional decepcionou sua enorme torcida, para um clube que já foi campeão mundial cair para a segundona é terrível. América Mineiro, Figueirense, Interrnacional e Santa Cruz caíram para a segunda divisão.  Na segunda divisão o Vasco da Gama conseguiu a classificação na última rodada depois de derrotas consecutivas e perdeu seu técnico Jorginho que levou o clube da Cruz de Malta a mais de 40 jogos sem perder.

6 de dez de 2016

A "GUERRA DO RIO":TIROTEIOS DE NORTE A SUL ATERRORIZAM MORADORES

POLICIA INVADE O JACAREZINHO PELA OITAVA VEZ E O CONFRONTO  DEIXA UM MORTO E TRÊS FERIDOS 
MAIS UM POLICIAL MORTO JÁ SÃO NOVENTA E SETE EM 2017
BANDIDAGEM  DESESPERADA ASSALTA DOENTES NA FILA DE HOSPITAL
MAIS DE 14 MIL CRIANÇAS FICAM SEM AULA DEVIDO A INTENSOS TIROTEIOS
CONFRONTOS ENTRE COMANDO VERMELHO E TERCEIRO COMANDO QUE ESTÁ ALIADO COM AMIGOS DOS AMIGOS ESTÃO AUMENTANDO

foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Policiais civis e militares invadem a Favela do Jacarezinho há mais de uma semana para prender os responsáveis pela morte do policial da CORE, mas resultados são poucos. No sábado após oito dias de confrontos fica o triste saldo de um morto e três feridos.
Mais um policial militar morto no Rio de Janeiro para aumentar a triste estatística de noventa e sete assassinados. Desta vez foi a policial militar Elisângela Cordeiro que foi morta a tiros na Avenida Martin Luther King um dos locais mais perigosos da cidade Há dias atrás  o policial da CORE Bruno Guimarães de 36 anos foi morto a tiros em um confronto na Favela do Jacarezinho, um dos pontos fortes do Comando Vermelho. Há poucos dias atrás o cabo PM Silvio Cesar Lopes foi assassinado com vários tiros em Realengo quando entrava em seu carro em companhia de sua mulher.  Há semanas atrás  foi a vez do sargento Hudson Silva Araújo que trabalhava na UPP do Vidigal que fazia um patrulhamento no morro quando foram atacados por um grupo armado. Já são noventa e um policiais mortos este ano. O BOPE invadiu o Vidigal para caçada a traficantes comandados por Ivan o Terrível que já fez sucesso no cinema no filme Cidade de Deus.
A violência desenfreada com o descaso das autoridades em relação à  segurança da população produz cenas absurdas, surreais. Vários pacientes foram assaltados e tiraram tudo que puderam de pacientes humildes que estavam na fila para atendimento de madrugada no Hospital de Diabetes na Rua Moncorvo Filho no Centro do Rio. Além de padecer em uma fila no invrno mais frio dos últimos anos ainda são assaltados. As últimas semanas foram muito violentas na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Desde o início da semana tiroteios atormentam moradores das Favelas do Pavãozinho e do Cantagalo, obrigando o fechamento de duas estações de Metro.  Na Rocinha também aconteceu protesto de moradores que interditaram pistas de acesso ao Túnel Zuzu Angel, importante acesso da Gávea à São Conrado e Barra da Tijuca. Há um mês atrás em uma ação ousada um assalto a carro forte na sede da Prefeitura na Cidade Nova deixou feridos. A policia cerca o local. Diariamente a cidade amanhece  com várias invasões policiais em horário escolar. Mais de 14 mil alunos ficaram sem aula devido a intensos tiroteios entre agentes policiais e narcotraficantes em várias favelas, e principalmente nas Favelas da Maré.
 Grande efetivo policial depois que um bando armado de mais de 80 bandidos saqueou mais de trinta lojas instaladas próximas ao prédio da secretaria de segurança, à Central do Brasil e ao quartel do exército na madrugada de segunda dia 22/05. A policia trocou tiros mas não pode impedir a ação criminosa que ficou gravada nas câmeras de segurança. A ousadia surpreendeu a todos devido à proximidade da policia civil e de uma unidade do exército. Comerciantes tiveram enorme prejuízo e reclamam da ineficiência policial.
 Um forte tiroteio deixou em pânico moradores do Rio Comprido e pessoas que passavam pelo elevado e pela Avenida Paulo de Frontin no início da  manhã de terça feira dia 16/05. Bandidos roubaram um carro próximo ao elevado e foram logo interceptados pela policia. Em resposta traficantes abriram fogo contra os policiais, e no fogo cruzado passageiros de um ônibus foram atingidos e um bandido conhecido como Esquerdinha  foi preso e levado sob custódia para o Souza Aguiar. A "Guerra do Rio " continua, moradores de toda a cidade vivem apavorados com medo de sair de suas casas. Depois de um longo planejamento 425 homens da Força Nacional vem reforçar o policiamento em vias expressas, principalmente nas imediações dos Morros da Pedreira e Chapadão para evitar roubo de cargas e invasões de redes criminais para tomada de território. Há pouco mais de uma semana  120  narcotraficantes do Comando Vermelho oriundos de várias favelas formaram um "bonde do terror" para invadir a Cidade Alta em Cordovil e a tomada dos pontos da venda de drogas. Em sequência o BOPE invadiu a Cidade Alta  prendeu mais quarenta pessoas ligadas ao narcotráfico e apreendeu 45 fuzis de assalto. Em represália nove ônibus foram incendiados e um caminhão foi saqueado. O governo do Estado pediu ajuda da Força Nacional que vai enviar alguns homens para ajudar no combate à criminalidade. Há semanas atrás  cinco dias de intensos confrontos com muitos feridos e cinco mortos foi o saldo da invasão policial para a instalação de uma torre blindada no alto do morro que está sendo instalada pela PM. Oficiais defendem torre de observação como um lugar ideal para monitorar toda a favela. Traficantes prometem explodir a estrutura situada no alto da Favela Nova Brasília uma das treze favelas do Conjunto de Morros do Alemão que possui uma UPP.
 As primeiras semanas de Abril começaram tensas na Rua Leopoldo Bulhões importante via de acesso que liga Benfica a Bonsucesso. O local é também conhecido como "Faixa de Gaza" devido aos constantes confrontos entre redes criminais e vive em pé de guerra pela disputa de territórios. Intenso  tiroteio na Favela Mandela com mortos e feridos causou revolta entre moradores que colocaram barricadas para impedir ação policial. As Linhas Amarela e Vermelha principais acessos para a Zona Norte e Oeste vivem permanentemente interditadas devido à troca de tiros entre traficantes e policiais  que causam enorme engarrafamento no inicio da noite. A moda agora é explodir os caixas eletrônicos, operação que necessita de um grande aparato bélico, e número considerável de criminosos o que de fato chama atenção. Há uma semana atrás na Rua da Estrela um caixa eletrônico foi pelos ares o que provocou uma enorme confusão. O transito de acesso ao Túnel Rebouças ficou paralisado.
Policiais continuam sendo alvo da bandidagem, todo o dia morre mais um. Há dias atras policial militar foi assassinado em uma  noite de domingo em Engenheiro Pedreira no ramal de Japeri. O policial faz parte de uma triste estatística que preocupa a população, já são 91 policiais mortos nos sete primeiros meses de 2017. A população se sente insegura com o aumento dos índices de criminalidade Invasões policiais não tem surtido efeito desejado como na recente invasão  do Morro do Chapadão que deixou três suspeitos mortos, cinco feridos e conseguiu prender um dos gerentes conhecido como .que foi prontamente substituído
A criminalidade aumenta em progressão geométrica em todo estado e principalmente na cidade do Rio de Janeiro. Seis ônibus foram destruídos em Anchieta em protesto contra ação policial no Morro do Chapadão.Mais um policial morto pela bandidagem, o cabo PM Tiago Bispo foi morto em Nova Iguaçu. Há semanas atrás  policial militar Artur Ribeiro Moura foi morto a tiros quando saia de uma agencia do Bradesco na Avenida Nossa Senhora de Copacabana na tarde de hoje, sexta feira 27 de janeiro. Já são dezessete policiais mortos no ano de 2017.
Policiais protestaram na Zona Sul contra a matança de policiais e a falta de recursos para o combate à criminalidade. Delegacias só atendem casos extremamente graves em protesto contra o governo estadual. Enquanto isso a bandidagem aproveita e faz a festa. O diplomata Kyriakos Amiridis Embaixador da Grécia foi assassinado por um policial militar provavelmente com colaboração de sua esposa, que era amante do PM em Nova Iguaçu. Turistas italianos ao entrarem por engano em motocicletas no Morro dos Prazeres em Santa Tereza  guiados pelo GPS foram metralhados pelos traficantes. Roberto Bardella de 52 anos morreu alvejado por vários tiros e seu primo Rino Poleto de 59 anos foi rendido e após ficar na caçamba de um veículo foi abandonado na entrada da favela ao se convencerem da burrada que cometeram ao confundir dois turistas em motocicletas que estavam desorientados e sem saber onde ir.  Em resposta grande força policial invadiu os Morros da Coroa, Fallet e Fogueteiro em Santa Tereza e Catumbi deixando três mortos e dois feridos em estado grave no Hospital Souza Aguiar. Tiroteios, balas perdidas, assassinatos, prisões e mortes de "chefões do narcotráfico", assassinato de policiais em serviço ou mesmo de folga, prisões em massa de meninos imberbes que se intitulam "soldados do movimento", veículos incendiados em vários bairros, greve de policiais, falta de luz, telefones, papel. Enquanto isso o carioca fica perdido, sem saber o que fazer nem como, nem onde se esconder. As taxas de violência tem aumentado geometricamente e com a chegada das festas de final de ano a bandidagem ataca em toda cidade.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O Rio de Janeiro vive uma crise na segurança pública, sem precedentes, que teve seu início no final dos Jogos Olímpicos, que veio para confirmar que o Projeto das UPPS foi feito apenas para estabelecer um cerco cirúrgico nas "Zonas Vermelhas", ou seja em algumas favelas consideradas de alta periculosidade que poderiam afetar os milhões de turistas que vieram à cidade para assistir os megaeventos que foram programados. A disputa pelo domínio de territórios ocupados pelas redes criminais que exploram o comércio de venda de drogas, a varejo se estendeu a cidades onde era quase nenhum os índices de criminalidade como Niterói e Região dos Lagos. Niterói tinha um dos menores índices de criminalidade do país e agora vive com situações de conflito principalmente em áreas próximas à favelas, como Icaraí, São Francisco e Fonseca. Redes criminais lutam entre si, é Comando Vermelho-CV em luta contra Amigos dos Amigos-ADA, é ADA em luta contra Terceiro Comando Puro-TCP que por sua vez em algumas localidades guerreia contra o CV que também luta contra um novo componente, as Milícias, tudo para controlar as bocas de fumo que rendem milhões.  Na outrora Cidade Maravilhosa a violência assusta a todos, de norte a sul, de leste a oeste. No Complexo do Alemão na Zona Norte da cidade uma bala perdida após uma operação conjunta da Secretaria Municipal de Ordem Pública-SEOP com apoio de policiais da UPP baseada no Morro fez uma vítima, a doméstica Nirza Paula Rocha de 51 anos, que estava em sua residência foi atingida com um tiro na cabeça, segundo moradores disparado por policiais  e veio a falecer. Do outro lado da cidade um jovem de 17 anos quando ia sair para trabalhar às seis da manhã foi atingido no peito por um tiro, mas foi salvo por um milagre, o projetil foi desviado pelo fio de um fone de ouvido de seu celular quando ouvia um funk para ficar despertado. O tiroteio foi na Vila Verde perto da Unidade de Pronto Atendimento-UPA, uma das obras do PAC-1 na Curva do S que foi concluída. O tiro foi de raspão e o adolescente passa bem. Foi salvo por um milagre mas apenas  alguns quilômetros de distancia Dona Neném como era conhecida Nirza da Rocha não sobreviveu e resta apenas aos familiares chorar sua morte.

26 de nov de 2016

FIDEL CASTRO RUZ FALECEU AOS 90 ANOS

PARTIU FIDEL O LIDER DA REVOLUÇÃO CUBANA DEIXOU COMO LEGADO UM MODELO EM SAÚDE E EDUCAÇÃO
FIDEL FOI SEPULTADO EM SANTIAGO DE CUBA
MILHARES DE PESSOAS NA PRAÇA DA REVOLUÇÃO  CHORAM A MORTE DE SEU COMANDANTE SUPREMO
                            A história me absolverá
                                               Fidel Castro

O povo cubano reverencia seu comandante supremo que deu a todo o mundo uma lição de como transformar uma pequena ilha em um país sem taxas de analfabetismo e que conseguiu eliminar a mortalidade infantil. Fidel Alejandro Castro Ruz foi sepultado na manhã de domingo dia 04 de dezembro no Cemitério de Santa Efigênia próximo ao túmulo de José Marti.  Fidel Castro faleceu na sexta feira 25 de novembro às 23 horas em sua amada Cuba aos noventa anos. Seu corpo foi cremado e a Praça da Revolução se preparou para homenagear seu comandante.  O comandante deixou como legado um modelo a ser seguido em saúde e educação, conseguiu erradicar o analfabetismo e reduziu os índices de mortalidade infantil a zero. Fidel conseguiu transformar Cuba, de um centro de prostitutas e jogatina conhecida como "Bordel dos Estados Unidos" explorado pela Máfia em uma nação soberana e solidária.
   O regime socialista de Fidel deu muita ênfase ao esporte como instrumento de cidadania, Cuba sempre se destacou em competições internacionais e chegou a um honroso quinto lugar nos Jogos Olímpicos de Barcelona.  Fidel nasceu dia 13 de agosto de 1957 foi um grande estadista e  o grande líder da Revolução Cubana como primeiro ministro de 1959 a 1976 e como presidente de 1976 a 2008 sendo sucedido por seu irmão Raul Castro, que tem como principais colaboradores diretos Miguel Canel. seu sucessor direto e Ramiro Valdez  que é do Politburo e camarada fiel desde Sierra Maestra.
Fidel Castro 1990 foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Vai ser decretado luto oficial por nove dias e todos os eventos ficarão suspensos. A sua morte comunicada por seu irmão Raul Castro, seu sucessor aconteceu em um mesmo dia 25 de novembro de 1957 em que um pequeno barco o Granma saiu do México para dar inicio a um dos mais importantes acontecimentos políticos do século XX, a Revolução Cubana. Assisti a um de seus discursos em Brasília, na posse do ex-presidente Fernando Collor em 1990, quando estava a serviço do Jornal O Dia. Seu velório vai ser o encontro de vários chefes de estado de todo o mundo que estarão em Cuba para reverenciar Fidel Castro.

25 de nov de 2016

OBRAS DO PAC E DO METRO FORAM SUPERFATURADAS

A ROUBALHEIRA NÃO TEM FIM: MAIS UM ASSALTO DA QUADRILHA CHEFIADA POR SERGIO CABRAL E A ODEBRECHT ESTAVA EM TODAS AS PRINCIPAIS OBRAS
LINHA QUATRO DO METRO CAUSOU PREJUÍZO DE MAIS DE R$2.4 BILHÕES
 R$ 210 MILHÕES FORAM DESVIADOS EM OBRAS DO PAC, PEZÃO FOI NOTIFICADO
SERGIO CABRAL ESTÁ TRANCAFIADO NO PRESÍDIO EM BENFICA ESPERANDO QUE OS AMIGOS VENHAM FAZER COMPANHIA
O apetite, a sanha de roubar, a roubalheira desenfreada a cada dia traz mais uma surpresa desagradável. Mais um desvio de verbas em obras de vital importância para milhares de moradores de três mega- favelas. O Tribunal de Contas do Estado-TCE verificou que houve enorme superfaturamento em obras do PAC na Rocinha, em Manguinhos e no Conjunto de Morros do Alemão. Os preços foram superfaturados e mesmo assim as obras não foram concluídas, muitas não saíram do papel. O rombo foi de R$ 219 milhões. O governador Luiz Fernando Pezão, homem de inteira confiança de Cabral e seu herdeiro político foi notificado, além do engenheiro da EMOP Ícaro Moreno e de várias empreiteiras que participaram da farra com nosso dinheiro.  A Odebrecht estava presente em contratos em quase todas as principais obras e multiplicou ao infinito sua margem de lucro, a ponto de atuar em mais de vinte e cinco países.
O ex-governador Sergio Cabral está trancafiado no presidio de segurança no Complexo de Gericinó (Bangu) sob acusação de vários crimes, entre outros corrupção e lavagem de dinheiro que lesaram o erário público e levaram o Rio de Janeiro à beira da falência. As obras da Linha 4 do Metro que liga Ipanema à Barra da Tijuca causaram enorme prejuízo em mais de R$ 2,4 bilhões aos cofres combalidos do Governo do Estado do Rio de Janeiro. O Tribunal de Contas do Estado-TCE verificou que houve superfaturamento na obra em relatório apresentado pelo conselheiro Gomes Graciosa que constatou que algumas obras não foram executadas. A Linha 4 foi uma das obras mais caras executadas em função dos Jogos Olímpicos 2016 com financiamento através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico-BNDES.
Estação da Linha 4 Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Os consórcios Rio Barra, Linha 4 Sul e Construtor Rio Barra são os responsáveis pela obra de grande beleza que foi inaugurada com muita festa e algum atraso, mas que melhorou o acesso à Barra da Tijuca em sua estação final Jardim Oceânico. Liana Barros Cardoso, promotora da 4a Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital investiga a execução das demoradas obras de ligação entre os bairros de Ipanema e Barra da Tijuca. Serão chamados para apresentar esclarecimentos o ex-governador Sergio Cabral, o governador Luiz Fernando Pezão e o deputado Carlos Roberto Osório, na época Secretário de Obras e que foi candidato à Prefeitura da Cidade pelo DEM. Sergio Cabral já está trancafiado em um presídio reformado no Bairro de Benfica transferido de Bangu8 à espera que os irmãos camaradas venham também para o presídio.

23 de nov de 2016

MODESTO DA SILVEIRA. UM BRASILEIRO

ANTÔNIO MODESTO DA SILVEIRA DEFENSOR DOS INJUSTIÇADOS
                     Hitler morreria de inveja ao conhecer tudo que se fazia no Brasil e na Argentina.
                     As lágrimas correm até hoje.
                                         Modesto da Silveira em entrevista ao Globo
Antônio Modesto da Silveira partiu aos 89 anos, sempre em defesa dos injustiçados. Nasceu em Uberaba, Minas Gerais em 1927, deixou três filhas, Elisabeth, Margareth e Lourdes e quatro netos. Foi um homem pleno, um advogado brilhante sempre defendendo aqueles que foram punidos por expressarem suas ideias, os sequestrados e desaparecidos políticos durante os anos de chumbo.
 Conheci Modesto nos anos setenta, quando em companhia de Barbosa Lima Sobrinho indicou um colega seu para nos defender, no processo movido contra o Jornal O Repórter, um marco na Imprensa Alternativa.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Reencontrei Modesto já nos anos noventa em um Congresso de Anistia em Brasília. A partir daí foram vários encontros que solidificaram nossa amizade, anos depois na Associação Brasileira de Imprensa, na gestão do saudoso Mauricio Azedo.   Lembro com saudade da comemoração de seus bem vividos oitenta anos no Salão Nobre da  Ordem dos Advogados do Brasil-OAB. Nesta noite encontrei vários amigos comuns. Foi deputado federal mais votado pelo antigo Movimento Democrático Brasileiro-MDB, um dos defensores da Lei da Anistia, de 1979 e foi um das figuras mais influentes quando da legalização do Partido Comunista Brasileiro-PCB.
Modesto com Juiz Almada mostra a Casa da Morte foto Alcyr Cavalcanti rights reserved
 
Recentemente fez parte da Comissão de Ética da Presidência da República, no mandato de Dilma Roussef.

19 de nov de 2016

PACOTE DE MALDADES:PRISÃO DE CABRAL MUDOU RELAÇÃO DE FORÇAS

DECISÃO DO PACOTE FICOU PARA 2017
 PRISÃO DE EX-GOVERNADOR DEIXA CÚPULA DO PMDB PERPLEXA
DEBATES ACALORADOS CONTRA E A FAVOR DO PACOTÃO
                   Quem foi que descobriu o Brasil ?
                    Foi seu Cabral, foi seu Cabral
                    Foi num dia 21 de abril,
                   Dois meses depois do Carnaval
                                 Marchinha de Carnaval

Com uma pausa para meditação (e muito acordo) no final de semana, o pacote de maldades ficou para ser resolvido para depois das festas de Natal e Ano Novo, com uma diferença, enquanto os nobres deputados vão encher a pança e bebericar champanhe, os servidores vão catar os centavos para comprar alguma coisa. A pressão de manifestantes que protestaram dia e noite contra o pacotão e a prisão do ex-governador mudaram o quadro que era amplamente favorável às mudanças e totalmente contra não só ao funcionalismo, mas a toda população do estado.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 Debates acalorados de grupos que estão sendo prejudicados pela proposta contra  parlamentares do Grupo Picciani que querem aprovar as medidas. A prisão do ex-governador Sergio Cabral e de membros de seu governo, todos ligados ao PMDB, partido que dava as cartas no estado mudou a correlação de forças na Assembleia Legislativa-ALERJ. O partido controlava tudo no estado, pois tem a maioria das prefeituras e governava o principal município, o Rio de Janeiro. Com as sucessivas colaborações, também conhecidas como delações premiadas a maior parte dos parlamentares não sabe o que fazer, principalmente em relação ao pacotão, que esperavam ser empurrado pela goela a dentro dos milhares de servidores, ativos e inativos.
ALERJ foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Os aposentados seriam os principais atingidos pelas medidas inconstitucionais. O procurador-geral da Justiça Marfan Vieira reuniu-se com deputados e avisou sobre as irregularidades das medidas que estão propondo. Com seu principal articulador preso no presídio de segurança máxima, Bangu8, o grupo está meio sem rumo, principalmente o atual governador Luiz Fernando Pezão que não sabe o que vai acontecer. O então vice-governador de Cabral era responsável pelas obras, principalmente as do Programa de Aceleração do Crescimento-PAC nas Favelas da Rocinha e Manguinhos que estão sob suspeita de superfaturamento.  O final de semana vai dar uma pequena trégua, nas manifestações que resultaram em grande pancadaria, mas segunda feira vem aí e novos protestos vão acontecer, apesar das grades e do enorme aparato bélico que cerca o Palácio Tiradentes.
 

16 de nov de 2016

PROTESTOS CONTRA O PACOTE DE MALDADES DO PEZÃO

SALÁRIO DE SERVIDORES VAI DIMINUIR FOI APROVADO PACOTE
FORTE CERCO POLICIAL ISOLA ALERJ DE MANIFESTANTES E PANCADARIA COMEÇA
12 ANOS DE GOVERNOS DO PMDB LEVARAM ESTADO À FALÊNCIA ABSOLUTA
EM VEZ DE PAGAR SALÁRIOS MAIS REPRESSÃO
O Pacotão de Maldades "Made in Pezão" foi aprovado graças ao "arco de alianças" movido à benesses. Um chute no fígado dos funcionários foi o desconto que subiu (por enquanto) de 11% para 14% o que na prática reduz salários que não tem sido pagos.
Há meses atrás um incêndio na sala de imprensa da ALERJ provocou adiamento de trabalhos na votação do pacotão que seria realizado hoje e foi adiado para amanhã terça feira. O Governo Estadual usou mais uma vez "a máquina", ou seja acordos feitos às escondidas para evitar a derrota no voto simples do aumento do ICMS, que como resultado vai fazer disparar a inflação. Em mais um acordão, em que a maioria fica de fora, conseguiram aprovação de uma parte do pacote de maldades em mais um casuísmo em que somente os "líderes" votaram. A ALERJ continua sitiada com forte repressão contra manifestantes. Aparato policial jamais visto para impedir novas manifestações como as que ocorreram há uma semana  onde  policiais do Choque abandonaram seus postos revoltados e apoiaram a manifestação participando do ato. Foram presos. No dia em que o pacotão de maldades estava sendo apresentado na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro-ALERJ o governador Luiz Fernando Pezão pediu reforço de segurança ao Governo Federal que prontamente enviou a Força Nacional para reprimir manifestações de violência extremada. Manifestantes insatisfeitos tentaram invadir ALERJ derrubaram as grades e foram reprimidos com bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral causando inúmeros feridos. Duzentos homens da Força chegaram na noite de terça feira e estão de prontidão em um quartel no Jardim Sulacap. Doze anos de desmandos de políticos filiados ao PMDB levaram um estado pujantes a uma condição de penúria. Mesmo assim o partido tem grande maioria na ALERJ e vai pressionar para aprovar as medidas.  O pacote extremamente antipopular tem em sua maioria medidas arbitrárias e inconstitucionais segundo renomados juristas, que vão tentar impedir o Pacotão do Pezão.
FOTO Alcyr Cavalcanti allrights reserved
O forte aparato policial começou a ser montado desde ontem no feriado nacional temendo novas invasões como as que aconteceram semana passada, onde manifestantes desesperados com os desmandos da administração estadual  arrancaram tapumes e na confusão alguns móveis foram danificados. Servidores à mingua com salários irrisórios e mesmo assim parcelados e atrasados montaram uma barraca para receber donativos e alimentos não perecíveis, além de remédios.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 A sessão que vai julgar o pacote de emergência vai começar às 10h desta terça feira após domingo onde predominou a greve da PM. Mesmo assim  quantias vultuosas foram gastas em coquetéis e outras benesses enquanto a massa passa fome, hospitais não atendem e são responsáveis pela morte de milhares de pacientes em estado terminal. O povo pergunta: "Sergio Cabral onde está nosso dinheiro?".
 

5 de nov de 2016

PACOTÃO DO PEZÃO PARA TENTAR COBRIR O ROMBO

PEZÃO DIZ NÃO TER DINHEIRO NÃO PAGA AOS SERVIDORES MAS CONTRATA JATINHOS PARA PASSEAR
PACOTÃO FOI APROVADO  SEM TER SIDO  DISCUTIDO COM A SOCIEDADE
PEZÃO PARCELOU SALÁRIOS  SÓ PAGOU NOVEMBRO A PARTIR DE 5 DE JANEIRO E LEVOU TODOS AO DESESPERO
PROCURADOR-GERAL VAI À JUSTIÇA CONTRA PACOTÃO DE MALDADES
Em mais um golpe e uma afronta a uma população completamente abandonada pelo poder público o governador clone do Cabral contrata uma firma de jatinhos para poder voar em total liberdade. Na situação de falência em que vive o estado é uma atitude irresponsável e sem justificativa.
 O presidente da ALERJ Jorge Picciani está imensamente feliz. O pacotão começou a ser aprovado por 41 votos contra 28 porque Picciani tem a "máquina" na mão, ou seja conseguiu convencer  muitos deputados a aprovarem o pacote de maldades, embora saibam que vai prejudicar a população. Farta distribuição de benesses está sendo feita, é o "arco de alianças" tupiniquim. A privatização da CEDAE é uma exigência do governo federal como um acordo para emprestar dinheiro e salvar o medíocre governo Pezão, um preposto de Sergio Cabral, trancafiado como um mafioso tupiniquim em Bangu8.
Os servidores não tem dinheiro para nada e mesmo assim mancomunado com os "donos da economia" o governador Pezão para tentar encobrir o rombo, feito pelo seu próprio grupo que domina o RJ há muitos anos pretende reduzir salário dos servidores e não contente com a proeza aumentar o desconto mensal de 11% para 22%, na prática um confisco salarial. Servidores estaduais que não tem dinheiro nem para comprar remédios protestaram em frente à casa do poste do Cabral Luiz Fernando Pezão no Leblon que foi acordado com os gritos de desespero dos manifestantes. O "Governador" Luiz Fernando Pezão inventou um crediário para os servidores e vai parcelar salário  em várias prestações. Alguns vão receber apenas R$200,00 o que de fato é um  absurdo. Com um Natal sem nenhum benefício o grupelho que governa o estado só vai pagar novembro a partir de 5 de janeiro, em várias parcelas, muitos receberam a ultima parcela no final de janeiro. Estamos em fevereiro e o caos continua e o pau mandado do Cabral também.
Forte esquema policial inclusive com auxílio de cães e de uma grade de proteção foi feito para evitar manifestações de protesto. Aparato policial reprimiu com extrema violência na semana passada manifestação, de início pacífica, mas com recusa de serem recebidos pela presidência da ALERJ protestaram e foram atacados pela policia militar com bombas de efeito moral e com auxílio de um blindado (caveirão) para reprimir com violência extremada funcionários que não recebem salário. Manifestantes desesperados com o Pacotão do Pezão que PMDB e aliados tentam empurrar pela goela a dentro o pacote de maldades que vai afetar toda a população, em especial o funcionalismo estadual terça feira invadiram a ALERJ depois de horas protestando sem terem sido atendidos. O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio-ALERJ Jorge Picciani que é do mesmo grupo de Cabral e Pezão, que manda no estado há mais de uma década, diz que vai aprovar o pacote de medidas, porque é a única saída, mas muitos juristas não pensam assim.  O procurador-geral de Justiça Marfan Vieira classificou de confisco as medidas absurdas adotadas por pessoas que foram culpadas pela crise e vai ao Supremo Tribunal Federal-STF para barrar o pacote. Protestos populares na escadaria da ALERJ vão tentar impedir e cobrar dos deputados que barrem as medidas, afinal a eleição de 2018 já começou, pelo menos para eles, em suas infindáveis reuniões, da qual o povo fica de fora, com cara de idiota. O governador do Estado do Rio Luiz Fernando Pezão-PMDB reassumiu após meses afastado e voltou apresentando um pacotão de maldades para tentar cobrir o enorme rombo causado por ele mesmo, seu padrinho político Sergio Cabral-PMDB e o grupo que há mais de doze anos dilapida as riquezas de nosso estado. Pezão quando era secretário todo poderoso de Cabral, com pleno poderes e que manejava a grana que jorrava aos borbotões graças à maravilha da natureza obtida da exploração do petróleo em águas profundas.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Mas a fonte secou, graças à imprevidência, à irresponsabilidade de um grupelho, a maioria do PMDB, que afundou o Rio de Janeiro. Agora a solução vai pelo caminho, para eles mais fácil, mas que vai prejudicar milhões e não vai resolver a imensa dívida deixada única e exclusivamente pelo grupelho, que graças a uma propaganda enganosa conseguiu ludibriar a imensa população e conseguiu enorme popularidade.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A máquina poderosa inflada às custas do meu, do nosso, do vosso dinheiro conseguiu que a dupla Cabral/Pezão tivesse mais de 80% de aceitação, mas os protestos feitos há três anos pouco surtiram efeito. As consequências funestas viriam depois, estão aí e vão nos atormentar durante anos. Aumento de impostos, passagens, bilhete único que vai ter aumento absurdo, aumento do desconto previdenciário que passaria de 11% para 14% além de outro aumento extra de 16%, ou seja aumento em cima de aumento, uma total insanidade. O presidente do Tribunal de Contas Estadual Jonas Lopes disse ser absurda e inconstitucional a cobrança de uma alíquota de 30%, e que deverão surgir inúmeras medidas judiciais. Milhares de servidores protestaram em frente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro-ALERJ e vão pressionar deputados para barrar o projeto, no fundo um massacre, mas temem um novo acordo a ser feito entre goles de whisky sob a regência de Jorge Picciani, que detém a maioria aprove o pacote de maldades.  A proposta feita pela dupla Pezão/Dornelles é impopular, contraria regras estabelecidas, vai prejudicar milhões e não vai resolver o enorme rombo da previdência do Estado do Rio de Janeiro.
 

31 de out de 2016

NO RIO DE JANEIRO PREVALECE O DESCRÉDITO

APÓS O IMPEDIMENTO DE DILMA ELEITORES NÃO COMPARECEM PARA VOTAR
CRESCE O DESCRÉDITO NOS PARTIDOS E CANDIDATOS. VAI SER UM DESAFIO PARA NOVO PREFEITO CONVENCER DESCONTENTES
Estamos ás vésperas da posse de um novo prefeito que vai governar uma cidade imensa no centro de um estado falido e de um país á beira da falência. Marcelo Crivella já foi diplomado, só falta começar a governar a partir de um novo ano que se avizinha. Na cidade do Rio de Janeiro quem venceu a eleição foi o não voto, a soma dos votos nulo, abstenções foi superior aos votos do prefeito eleito Marcelo Crivella. Infelizmente é a "cultura do descrédito", as pessoas, em sua maioria não acreditavam nem no bispo Marcelo Crivella nem no deputado Marcelo Freixo. O novo prefeito vai enfrentar enorme desafio para tentar convencer eleitores descontentes que não acreditam em falsas promessas, principalmente no ano de 2017 em que a verdadeira situação financeira da cidade vai mostrar sua verdadeira face, sem nenhuma maquiagem.

Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Marcelo Crivella foi comemorar sua vitória com seus fiéis em seu principal reduto eleitoral Bangu, Zona Oeste.
Photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
No Rio de Janeiro tradicional reduto da oposição, o número de votos nulos ou abstenções foi o maior verificado em todo o país. Este número é bem maior que os votos obtidos pelo prefeito eleito o senador e ex-ministro da Pesca no governo Dilma Marcelo Crivella. Mais de 2 milhões eleitores preferiram não votar ou anularam o voto, enquanto o candidato eleito do PRB teve 1, 7 milhão de votos válidos. Para o eminente cientista político Paulo Baia da UFRJ o crescimento do eleitor que não vota em ninguém teve um grande crescimento "vem demonstrar que não acreditam nem no sistema político, nem nos partidos" declarou em entrevista a O Globo. O ex presidente Lula e Dilma Roussef afastada da presidência após sofrer processo de impeachment também não compareceram às urnas  em suas cidades.

30 de out de 2016

ROCINHA ESCOLHE PREFEITO EM DISPUTA ACIRRADA

SEGUNDO TURNO NA ROCINHA FOI DISPUTADO VOTO A VOTO MAS DEU CRIVELLA NA CABEÇA
EM UMA DAS VIAS PRINCIPAIS UM AVISO DE QUEM MANDA: ADA-MACACO
MUITOS ELEITORES DECIDIRAM O VOTO DURANTE A SEMANA
Na Rocinha em de seus principais acessos uma pichação que serve como lembrete de quem manda: "ADA-Macaco", a sigla da rede criminal Amigos dos Amigos e de seu representante local Antônio Bonfim Lopes o Nem, para os mais íntimos Macaco, que mesmo em presídio de segurança controla a venda de drogas na localidade . O bispo da IURD e senador Marcelo Crivella venceu a eleição. A imensa população da Rocinha espera que as promessas feitas durante a campanha sejam cumpridas e deseja um bom governo ao candidato eleito.
 O IBOPE fez pesquisas de boca e urna no município do Rio de Janeiro e deu como certa a vitória de Marcelo Crivella com 57% de votos válidos contra 43% do candidato do PSOL Marcelo Freixo. Com 7% das urnas apuradas o resultado oficial é Crivella 54% e Freixo 46%. A"Maior Favela da América do Sul" teve um segundo turno bem disputado. O número de eleitores do deputado Marcelo Freixo-PSOL apresentou crescimento depois do debate transmitido pela TV Globo, e também pelas denúncias contra o senador Marcelo Crivella em situações ocorridas há alguns anos. O número de cabos eleitorais do candidato do PSOL foi bem maior e mais animado do  que no primeiro turno procurando convencer eleitores de ultima hora a votar em seu candidato. Freixo votou no Leblon e disse estar confiante e pede aos cariocas que não anulem o voto.
Na via Ápia foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
 A panfletagem a favor do bispo Marcelo Crivella estava mais concentrada em frente ao templo da IURD a Igreja Universal do Reino de Deus no Largo das Flores. Crivella do PRB votou em Copacabana e disse estar certo da vitória.Apesar da forte chuva o número de votantes foi bem grande, afinal a Rocinha espera que as promessas que tem sido feitas a cada eleição sejam cumpridas. Mesmo sendo domingo e um "feriado cívico" moradores faziam discretamente uma fezinha, nos inúmeros pontos espalhados pela imensa favela. Afinal de contas quem sabe um dia a sorte pode sorrir e o jogador acertar no milhar e fazer a festa.
foto Alcyr Cavalcant all rights reserved
 

22 de out de 2016

O MARACANÃ NÃO É NOSSO E A NOVELA CONTINUA

   Domingo eu vou ao Maracanã,
  Vou torcer pro time que sou fã
  Vou levar foguetes e bandeira,
  Não vai ser de brincadeira
  Ele vai ser campeão
Neguinho da Beija Flor

CAVENDISH AMIGO DE CABRAL AFIRMOU QUE CABRAL PEDIA 5% DE PROPINA
PARA AS OBRAS DO MARACANÃ
 FLAMENGO CONSEGUIU APOIO DE CRIVELLA PARA CONSTRUIR ESTÁDIO
CAMPEONATO JÁ COMEÇOU, MAS O MARACA TEM COBERTURA CONDENADA 
Mais um episódio da 'Novela Maracanã". O empresário Fernando Cavendish da Delta Engenharia que pertencia ao círculo fechado do ex-governador e ficou famoso no episódio dos guardanapos na cabeça, afirmou ao juiz Marcelo Bretas que na obra do Maracanã Cabral pediu 5% de propina e não era caixa dois e assim desmentiu Sergio Cabral preso em Benfica.
O Flamengo insiste em jogar no campinho chinfrim da Ilha do Urubu onde tem perdido uma série de jogos e deixando seus milhões de torcedores  do lado de fora curtindo o jogo no radinho de pilha. Em um jogo internacional pela Copa Sul Americana apenas cinco mil pagaram ingresso no "alçapão da Ilha".  O rubro negro que sonha ter estádio próprio conseguiu aval do prefeito Marcelo Crivella para construir o seu e também um shopping na Gávea o que pode dar um enorme impacto ambiental e piorar de vez o transito na Zona Sul Mas fica a pergunta com quatro grandes estádios teremos público suficiente com jogos medíocres e sem atrativo levaremos público para encher os estádios?. O presidente do Flamengo Eduardo Bandeira diz que não joga no Maracanã se a empresa francesa Lagardère passar a administrar o estádio. A Lagardère desistiu do Maraca e não confia no governador Pezão que não cumpre a palavra nem respeita contratos. A lona da cobertura do estádio está danificada pelos fogos durante a Olimpíada e foi condenada após uma inspeção criteriosa e põe em risco os torcedores .
O rubro-negro diz que prefere jogar no estadinho da Ilha do Governador que não cabe nem 20 mil pessoas. É o retrato de um futebol confuso, mal administrado que explora os verdadeiros torcedores que são sócios e abre as pernas para os marginais das "torcidas organizadas".
Na primeira fase da competição o Fluminense venceu Flamengo na decisão por penalties e o herói foi o goleiro Julio Cesar que defendeu duas penalidades e os vilões foram os zagueiros rubro negros que desperdiçaram duas penalidades. O jogo da final da Taça Guanabara foi no Estádio Nilton Santos devido à  novela Maracanã que parece nunca chegar ao seu final. A francesa Lagardère e a GL Eventos tentam administrar o estádio ainda esta semana mas o impasse continua e o estádio continua às baratas em total abandono. O Fla X Flu foi no Engenhão, mas com liminar que derrubou a tese de torcida única do Fluminense, devido á selvageria de marginais travestidos de torcedores do Flamengo que resultou no assassinato de um torcedor do Botafogo morto estupidamente com espeto de churrasco. O presidente do Botafogo, responsável pelo Engenhão é contrário à presença de torcida organizada do Flamengo devido ao bárbaro assassinato do torcedor alvinegro.
Há um mês atrás    Botafogo X Flamengo  disputado fora do Maracanã devido ao impasse sobre a reabertura do estádio que já foi o maior do mundo. O campeonato estadual já começou sem uma decisão sobre o Maraca. A triste situação de um estádio que já foi um atrativo para milhares de turistas é um reflexo do descaso e da irresponsabilidade dos governantes e também da empreiteira que ficou com a responsabilidade de zelar por um patrimônio de toda uma cidade e porque não, de uma nação. Símbolo de um futebol cinco vezes campeão o Maracanã está abandonado entregue aos ratos e baratas. Os clássicos do campeonato estadual vão começar e não teremos tão cedo o "templo do futebol" para a festa do futebol carioca. É o retrato sem retoques de um estado totalmente sem governo, totalmente falido.
 No domingo 23 de outubro de 2016, depois de um longo e tenebroso inverno, os cariocas  puderam gritar "O Maraca é Nosso". Após muita negociação um estádio que já teve mais de 180 mil torcedores em festa, mas que o "Padrão FIFA" encolheu para pouco mais de 70 mil vai de novo trazer alegria às tardes cariocas de domingo. Um Flamengo e Corinthians pra ninguém botar defeito. O Rubro Negro ainda sonhava com a Taça e o Corinthians sob nova direção, animado com a fase de recuperação e sonhando com a Libertadores. Ninguém poderia prever um resultado, que acabou com um empate de 2X2, que deixou a imensa torcida ver o sonho da taça cada vez mais longe.
Photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Em um clássico desses não existia favorito, mas o Flamengo animado depois de ter recuperado os três pontos da vitória sobre o Fluminense, com uma torcida que vai encher a Arena, como ficou conhecido o estádio depois de ter sido adaptado às regras da FIFA para a Copa 2014 vai contar com mais de 60 mil dando o grito de guerra e animando seus jogadores. Depois deste clássico nacional a solução é torcer para esta situação de irresponsabilidade ser logo resolvida para poder  festejar e poder  cantar nos grandes jogos com o sucesso de Neguinho da Beija Flor "Domingo eu Vou ao Maracanã".

20 de out de 2016

CUNHA É PRESO PELA POLICIA FEDERAL E VAI PARA AS MÃOS DO JUIZ

COMEÇAM AS FAIXAS DE PROTESTO "FORA RENAN"
O SENADOR  PODE SER A PRÓXIMA VÍTIMA E PASSA A ACUSAR TODO MUNDO
JUIZ MORO CHAMA CUNHA DE "SERIAL KILLER"
MICHEL TEMER ANTECIPA VIAGEM E VOLTA PARA O BRASIL
EDUARDO CUNHA É UM "ARQUIVO IMPLACÁVEL" E SUA PRISÃO DEIXA POLÍTICOS APAVORADOS SEM CONSEGUIR DORMIR
Eduardo Cunha continua preso, mas pede para ser solto, pois considera sua prisão sem nenhum sentido. Enquanto isso o senador alagoano Renan Calheiros que pode ser o próximo a virar réu passa a usar o ataque como forma de defesa e chama o Ministro da Justiça de "Chefete de Policia", em uma atitude desesperada e entra em rota de colisão com Judiciário.
 A prisão do ex-todo poderoso Eduardo Cunha, que quase chegou à Presidência da República era esperada, mas sempre havia no ambiente político brasileiro, em especial em Brasília uma esperança de que ele conseguisse mais uma vez sair ileso Preso em Curitiba, por ordem judicial recebeu a visita de sua esposa, a jornalista Claudia Cruz ex apresentadora da TV Globo que não deu entrevistas. O presidente Michel Temer, em viagem oficial  veio correndo para o Brasil para assumir os acordos e possíveis desacordos, visto que quase todos poderiam estar no "Dossier Cunha". Cassado há um mês o deputado que chegou ao posto de presidente da Câmara sempre foi uma pessoa de grande influência e temido por todos. A presidente Dilma Roussef afastada pelo processo de impeachment conduzido por Cunha, foi obrigada a contragosto a "pedir a benção" àquele que era chamado nos bastidores de "Coisa Ruim" por um jornalista que transita entre os mandatários da nação.
Photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved

Um dos pedidos para a prisão do ex deputado foi a possibilidade, segundo o juiz, de uma fuga para o exterior. Eduardo Cunha que tem dupla nacionalidade , italiana e brasileira poderá fazer a chamada "delação premiada" ou a "deduragem" oficializada e celebrada pelos mandantes da nação. No entanto oficialmente o governo ainda não fez nenhuma declaração oficial. De funcionário e diretor da TELERJ, empresa de telefonia a "quase presidente" Cunha é um "Arquivo Vivo" e bem vivo. Dotado de grande inteligência e excelente memória ele tem guardado situações desagradáveis que poderiam abalar a já extremamente debilitada política nacional. O que vai acontecer, o que será do amanhã?  só Deus sabe e Eduardo  Cunha também.  

13 de out de 2016

CRISE NA SEGURANÇA: UMA AMEAÇA À POPULAÇÃO

PEZÃO FICA CONFUSO E ADMITE QUE NÃO SABE NADA DE SEGURANÇA AUMENTA A VIOLÊNCIA EM TODO O ESTADO E O GOVERNO FEDERAL FICA INDIFERENTE
"OPERAÇÃO CALABAR" DESMONTA UMA REDE DE CORRUPÇÃO DE PMS
NO DIA DA PAZ EM IPANEMA ASSALTOS, ARRASTÃO E TIROTEIO NA CIDADE CENTENAS DE VIATURAS DA PM ESTÃO PARADAS POR FALTA DE MANUTENÇÃO HOMICÍDIOS NO BRASIL BATEM RECORD AQUI MATA-SE MAIS DO QUE NO IRAQUE  OU NA SÍRIA E O NÚMERO DE POLICIAIS MORTOS PASSA DOS NOVENTA
O país enfrenta grave crise na segurança e o governo federal fica omisso somente preocupado em acordos e conchavos feitos para garantir projetos que só interessam a eles mesmos e prejudicam a população. Reuniões e mais reuniões, Pezão deixa o Rio abandonado, larga o Spa luxuoso e vai correndo até Brasília e depois volta para as imerecidas férias.
Na "Operação Calabar" da Policia Civil para desbaratar uma verdadeira quadrilha formada por PMs e narcotraficantes, foram presos mais de oitenta policiais militares e vinte e dois traficantes em um esquema de corrupção em São Gonçalo. Com um governador omisso e irresponsável a bandidagem faz o que quer e a população fica totalmente indefesa. No dia em que se fazia um Ato Pela Paz em Ipanema, tiroteio no Pavãozinho, ônibus incendiado em protesto na Mangueira, assaltos em todo canto e arrastão na Via Dutra.
Segundo índices oficiais nunca se matou tanto quanto no Brasil, aqui morre muito mais gente vitimados pela violência do que na Guerra da Síria, no Iraque ou no Afeganistão. Um dos problemas que tem agravado a Crise na Segurança do Estado é o enorme número de viaturas que estão paradas por falta de manutenção. Chega a quase mil os carros enguiçados, são 990 conforme reportagem de O Dia. Em toda a cidade as cabines da PM para proteger os cidadãos também estão abandonadas.
  A omissão do governador Pezão que alega falta de dinheiro para a segurança pública coloca em risco toda a população que enfrenta uma onda de violência. Os episódios  que aconteceram no Espírito Santo deixando rastro de destruição com muitas mortes e feridos em estado grave deveriam servir de alerta não só para os governantes e policiais do Rio de Janeiro, mas principalmente para o governo federal que poderá ter de intervir para proteger a população.
A crise que assola o Estado do Rio de Janeiro após doze anos de desgoverno sob o domínio do PMDB arruinou as finanças de um estado pujante e coloca em risco uma enorme população afetada por inúmeros problemas sem nenhuma solução à vista. Agentes do sistema prisional resolveram acatar decisão judicial e retornaram ao trabalho devido à crise no sistema prisional.
 José Mariano Beltrame quando se afastou da secretaria fez duras críticas aos governantes por não ter recebido apoio durante sua gestão à frente da segurança no Rio de Janeiro. A crise da segurança no Estado do Rio de Janeiro acelerada com os pedidos de demissão do Secretário José Mariano Beltrame e do Chefe de Policia Fernando Veloso, ambos em rota de colisão com o governador e agravada pelo estado de calamidade que assolou um dos estados mais prósperos do Brasil. Desde seu inicio a política de segurança baseada no Projeto de Pacificação das UPPS esteva ancorada em conceitos discutíveis e não adaptados à nossa realidade. De fato a política era baseada em um eixo principal, o ataque à violência que estaria somente enquistada nas favelas.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
As favelas  seriam a fonte de todos os males, bastaria isolar as favelas através de um "cinturão de segurança cirúrgico" para que a violência terminasse, conceito antigo mas persistente, amplamente contestado pela antropóloga Janice Perlman em sua obra  "O Mito da Marginalidade". Mas a realidade é bem outra, a violência é um fenômeno difuso espalhado por todas as grandes cidades e não é em nosso caso culpa exclusiva do narcotráfico, um fenômeno global perfeitamente inserido na economia de mercado, com altas taxas de lucro. As UPPS parecem ter vindo somente para acalmar a bandidagem e tentar convencer os milhões de turistas que viriam para os megaeventos a Visita do Papa, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos num "Cerco Cirúrgico às Zonas Vermelhas", conceito baseado na Guerra Fria e adotado pela Escola Superior de Guerra-ESG difundido no estado pelo ex-secretário de segurança Nilton Albuquerque Cerqueira nos anos oitenta.  O projeto mesmo nas favelas ocupadas não teve o êxito esperado. A desconfiança com os novos "donos do morro" ou seja os PMs, na maior parte despreparados para a convivência diuturna com a população, em sua maioria trabalhadores ou pessoas à procura de trabalho sobrevivendo cada um à sua maneira, às vezes em pequenos serviços e biscates. O estranhamento entre policiais que ocupavam território e moradores chegou ao ponto crítico com o "Caso Amarildo" na Rocinha, a localidade de maior visibilidade não só pela sua localização estratégica e também pelo seu tamanho e população. Fica situada entre dois bairros nobres e no meio da ligação entre Gávea e Barra da Tijuca, um dos acessos à Zona Oeste através do Túnel Zuzu Angel. O desaparecimento do pedreiro Amarildo após torturas e morte foi mais um caso entre inúmeros casos devido a uma técnica de tortura empregada em alguns casos com o nome sugestivo de "Técnica de Investigação Intensiva", talvez intensiva demais. A ocupação pela PM sempre treinada para o combate, uma máquina de guerra preparada para o confronto, principalmente depois da criação de unidades especiais como o BOPE da Policia Militar e posteriormente da CORE da Policia Civil. Mas o setor de investigação que facilitaria o trabalho da segurança não aconteceu, e as melhorias prometidas também não vieram. Os sucessivos programas de crescimento, de ordem federal, PAC-1, PAC-2 e sua continuação PAC-3 tiveram pouca implantação, somente algumas melhorias foram feitas no primeiro programa e muitas nem sequer foram iniciadas, ficaram no papel, embora em alguns casos verbas tenham sido destinadas, mas por um mistério não foram empregadas. A chamada UPP Social não saiu dos discursos em época de eleição, mesmo assim talvez por um ponto futuro, o prefeito da cidade Eduardo Paes recebeu prêmio em Medellin na Colômbia pelas qualidade de serviços em favelas e periferias urbanas, Muita propaganda e poucas realizações, as favelas continuam sem serviços básicos de saneamento, assistência médica, frentes de trabalho, aumento  de creches e escolas enfim continuam ao "Deus Dará".  O Chefe de Policia Fernando Veloso e o Secretário Beltrame ao pedirem demissão pouco tempo depois dos Jogos Para Olímpicos vieram trazer à tona a triste realidade, as UPPS vieram apenas para um controle visando os megaeventos, da mesma forma que a urbanização veio apenas no Centro da Cidade e em parte da Zona Oeste apenas para dar aos milhões de turistas que estão chegando à cidade maravilhosa uma impressão de paz e tranquilidade. Mas infelizmente (ou felizmente) algo sempre foge ao controle, a violência urbana, fenômeno de múltiplas causas explode em vários locais, de norte a sul, de leste a oeste e os recentes casos como o fechamento do comércio por ordens do narcotráfico e o assassinato de policiais pela bandidagem estão aí para comprovar a Crise da Segurança Pública não só na bela Cidade de São Sebastião, mas em todo O Estado do Rio de Janeiro.

2 de out de 2016

ROCINHA ESCOLHE SEUS REPRESENTANTES

NO PRIMEIRO TURNO ELEITORES DA ROCINHA ESTAVAM DIVIDIDOS
CAPITÃO AMÉRICA PEDIU VOTOS PARA MC DOCA QUE NÃO SE ELEGEU
Amanhã os  eleitores da Rocinha vão ajudar a decidir quem vai sentar na cadeira de prefeito da cidade. As ultimas pesquisas revelam um crescimento de Marcelo Freixo PSOL que diminuiu a diferença para Crivella que ainda está na frente após o debate na TV Globo.  O bispo Marcelo Crivella tem apoio da IURD na localidade. O templo da Igreja Universal está situado em uma das entradas da Rocinha, no Largo das Flores, mais conhecido como Largo da Macumba.
 A "Maior Favela da América do Sul" com uma população de mais de 120mil habitantes teve no primeiro turno um comparecimento expressivo, talvez por causa do tempo chuvoso que impediu a ida de seus moradores para o lazer favorito de domingo, a bela Praia de São Conrado. Com eleitores distribuídos principalmente entre o CIEP Airton Senna e a Quadra do GRES Acadêmicos da Rocinha a passarela ficou congestionada em certos horários, com cabos eleitorais tentando convencer eleitores indecisos em uma não muito discreta boca de urna. Centenas de distribuidores de santinhos em plena atividade ganhavam de R$50,00 a R$ 150,00 para conseguir votos para seus candidatos.  Santinhos espalhados pelo chão davam trabalho aos garis que tentavam limpar a propaganda eleitoral de ultima hora.
MC Preto photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Cinco candidatos moradores da localidade foram impedidos pelo Tribunal Eleitoral ou desistiram da disputa, e tiveram de apoiar candidatos tradicionais, Alguns como Antônio Xaolin do PCdoB que já teve expressiva votação em pleitos anteriores e Leonardo da UPMMR faziam intensa  panfletagem.  William de Oliveira tentava convencer eleitores para ser eleito para uma das 51 vagas na Câmara de Vereadores  a "Gaiola de Ouro" da Cinelândia.
William de Oliveira photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Adelson Gomes mais uma vez tentava conseguir votos dos conterrâneos. O candidato a prefeito com maior propaganda era o líder das pesquisas o senador Marcelo Crivella que tem como uma das bases na localidade o templo da Igreja Universal do Reino de Deus-IURD estrategicamente situado em uma das entradas da favela e ao lado da Estação São Conrado/Rocinha do Metro,  o Largo da Macumba, conhecido agora como Largo das Flores.
Os eleitores estão divididos, desta vez não teremos um candidato morador da Rocinha eleito pelos moradores como aconteceu há anos atrás com Claudinho da R1 que tinha sido presidente da associação de moradores UPMMR, que faleceu dois anos após sua posse como vereador e não conseguiu  completar seu mandato. Claudinho teve em torno de 9.800 só  na Rocinha e até os dias de hoje foi o único representante da localidade.
photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
No dia da eleição vale tudo para convencer eleitores e o toque mais ousado e curioso foi feito pelo MC Preto, que foi parceiro do MC Gorila e que fez panfletagem para o MC Doca vestido de Capitão América. Fez sucesso entre as crianças.  Os moradores da imensa favela, considerada bairro por decreto esperam que o prefeito do município e os vereadores eleitos cumpram suas promessas e procurem dar dignidade e respeitem não só os moradores da Rocinha, mas  toda população da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

30 de set de 2016

FAROESTE CABOCLO

PARA RELEMBRAR UMA ELEIÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS
NA VÉSPERA DA ELEIÇÃO JANAÍNA PASCOAL DIZ QUE RÚSSIA VAI ATACAR O BRASIL
EDUARDO PAES SOFREU ESTRONDOSA DERROTA
ELEITORES EM GRANDE NÚMERO NÃO COMPARECEM  OU ANULAM VOTOS TIROTEIO ÀS VÉSPERAS DA ELEIÇÃO, ENQUANTO ISSO A DESCRENÇA AUMENTA
Em uma ano para esquecer ou lembrar indefinidamente a eleição foi um marco de sandices, aliás como sempre tem acontecido na política tupiniquim. Advogada Janaina Pascoal afirmou em redes sociais, conforme publicado pelo Estado de São Paulo, que Vladimir Putin pretende invadir o Brasil. Nas redes sociais o comentário teve muita repercussão devido ao comportamento estranho da advogada no processo de impeachment de Dilma Roussef. Ela parecia uma atriz dramática ou que sabe de uma ópera bufa, tresloucada e descontrolada com esgares estranhos, assustando as crianças.
No primeiro turno, o prefeito do Rio Eduardo Paes sofreu estrondosa derrota nas urnas, ao tentar impor ao eleitorado seu protegido Pedro Paulo, um primor de arrogância que não conseguiu apagar a fama de espancador, embora tenha sido inocentado. Nem com todo apoio de Eduardo Paes, o candidato do PMDB não conseguiu chegar ao segundo  turno, o que poderá sepultar a candidatura de Paes à presidência da República.  Votos nulos e abstenções cresceram na eleição 2016, quase 25% foi o índice de abstenções no Rio de Janeiro. Na bela, desorganizada e muito suja (em muitos sentidos) cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro a eleição desperta sentimentos diversos. Para muitos impera a cultura do descrédito motivada pela decepção que "salvadores do povo" causaram aos que neles acreditavam. Para outros o desinteresse por acreditar que nada mudou, nem vai mudar e se mudar vai ser para pior, como no velho ditado "pior do que está é certo que vai ficar". Eleitores esperam, principalmente na nossa cidade que os eleitos deixem de frescura e passem a trabalhar em prol da sociedade, que obras sejam feitas não somente para agradar aos visitantes, mas principalmente para servir aos moradores da cidade, em especial os desfavorecidos que moram na periferia ou nas mais de 950 favelas do Rio de Janeiro.
Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Mesmo assim, apesar da "Ficha Limpa" que ainda não funcionou e da proibição de certos grupos em financiamento de campanha e da proibição da "Caixa Dois" em certas áreas, a disputa em alguns lugares se resolve na bala. Até agora 15 candidatos foram mortos envolvendo disputa eleitoral e consequente domínio de território, controlados por grupos criminais e/ou para militares. Milicianos impõem regras e cobram pedágio para candidatos panfletarem em liberdade. A prática do clientelismo ainda impera em muitas partes, onde o descrédito faz com que passem a votar em qualquer um em troca de dentaduras, cinquenta reais cura da impotência (sic) e promessas de todo o tipo que nunca serão cumpridas. Temos o exemplo dos sucessivos programas de crescimento o PAC que só cumpriu uma pequena parte das promessas feitas. Apesar de tudo o PAC-2 foi instituído sem que algumas obras do PAC-1 fossem sequer iniciadas. Candidatos exóticos, sem noção do que é uma democracia estão aí e podem ser eleitos, o que ainda é pior. O processo eleitoral veio com muitos esforços e muito sangue derramado depois de vários anos de exceção, onde o voto democrático não existia.

Os cargos eletivos eram escolhidos à revelia da população. O município do Rio de Janeiro tem quase 4.900.000 eleitores aptos a escolher seus representantes, embora alguns não mereçam voto algum, não representam ninguém a não ser seus bolsos onde esperam rapinar o que resta em dinheiro de uma cidade que ainda teima em ser maravilhosa. Felizmente restam uns poucos abnegados que ainda poderão colocar de novo as coisas em seu devido lugar, apesar daqueles que só pensam em se arrumar e trair a confiança de seus eleitores. Ainda temos um pouco de esperança. Ainda, mas até quando?

21 de set de 2016

DILMA ROUSSEF FAZ CAMPANHA EM TODO BRASIL

DILMA NA CINELÂNDIA PEDE VOTOS PARA JANDIRA FEGHALI E ACUSA TEMER DE QUERER ACABAR COM PROGRAMAS SOCIAIS
A ex-presidente Dilma Roussef passou o dia de quarta feira no Rio de Janeiro para pedir votos para a candidata à  prefeitura da cidade Jandira Feghali do PCdoB apoiada pelo Partido dos Trabalhadores. A estratégia do partido é conseguir o maior número de prefeituras em todo país. A presidente afastada por um processo de impeachment iniciou uma caminhada pelo país em apoio a candidatos do PT e de partidos aliados, em especial ao Partido Comunista do Brasil que sempre ficou a seu lado na luta contra o impedimento.  Mais cedo ela esteve em Senador Camará no Conjunto Minha Casa Minha Vida programa que segundo Dilma e seus correligionários vai ser extinto pelo Governo Temer. A presidente afastada vai para Salvador apoiar a candidata á prefeitura pelo PCdoB Alice Portugal.
Lindberg faz discurso para Dilma na Cinelândia photo  Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Por volta de 19 horas Dilma acompanhada por Jandira Feghali, pelo senador Lindberg Farias, de Benedita da Silva e Edson Santos vice de Jandira e também por um grupo de parlamentares chegou a um palanque montado em frente ao Teatro Municipal, na Cinelândia sendo recebida por milhares de pessoas que tomavam a Praça empunhando bandeiras aos gritos de "Fora Temer Golpista".
all rights reserved
 
Em seu discurso Dilma afirmou "Que pessoas como Jandira  vão lutar para que as ameaças de Temer para acabar com as conquistas sociais como Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família não se concretizem".
photo Alcyr Cavalcanti all rights rederved
 
Cartazes pediam ao Supremo Tribunal Federal anulação do Processo de Impeachment, que teria sido segundo o PT um "Golpe Branco" uma espécie de eleição indireta.

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna