29 de abr de 2016

RIO 2016: PROBLEMAS EM UM ESTADO FALIDO

 SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DISSE "O RIO É UMA ESCULHAMBAÇÃO"
EQUIPAMENTO DA TV ALEMÃ FOI ROUBADO NA AVENIDA BRASIL
PAIRAM DÚVIDAS SOBRE ÊXITO DA OLIMPÍADA NO RIO DE JANEIRO
NOVAS LINHAS DO METRO NÃO VÃO FICAR PRONTAS PARA OLIMPÍADA

OUma carreta que transportava material de duas TVs alemãs, a ARD e a GSF para a cobertura da Rio 2016 quando foi atacada e o material que estava em dois containers foi levado por bandidos na Avenida Brasil na altura do Mercado São Sebastião. Os containers foram recuperados em Magé no Estado do Rio, felizmente em bom estado, nada foi danificado.   O Velódromo foi inaugurado domingo dia 26/06 ainda inacabado mesmo com atraso de seis meses. Atletas demonstram preocupação com a poeira intensa resultado das obras que serão intensificadas para os testes começarem sem nenhum problema. O secretário de segurança José Mariano Beltrame disse que o Rio de Janeiro "É uma grande esculhambação urbanística" e a policia é obrigada a ter resultados mesmo assim. Ele falou isso a propósito do vazamento de documentos relacionados a terrorismo e também à possiblidade de bandidos poderem conseguir esconderijos em milhares de buracos em torno de viadutos e linhas férreas. O governador em exercício Francisco Dornelles face à grave crise em que se encontra o Estado do Rio de Janeiro decreta "Estado de Calamidade Pública". O decreto publicado no Diário Oficial causou muita surpresa e o motivo seria   não poder honrar compromissos assumidos para a realização dos Jogos Olímpicos. Em entrevista feita no inicio da noite Dornelles não esclareceu os motivos e por que os governos anteriores faliram o Estado. Estamos a menos de 50 dias da abertura da  Olímpiada, mas as dúvidas para o sucesso aumentam a cada dia que passa. Agora o que vem assombrar a todos é a interrupção da obra para a realização do Vôlei de Praia, por não ter ainda, pasmem, licença ambiental. O VLT muito bonito mas parou cheio de passageiros no segundo dia de funcionamento, obrigando passageiros a caminhar pelos trilhos, costume quase diário no Ramal de Trens de Japeri. O Elevado do Joá que teve obras de duplicação e foi inaugurado em campanha eleitoral do candidato Pedro Paulo apoiado pelo atual prefeito apresenta problemas diários com buracos em toda sua extensão. O Metro da Linha 4 que iria até a Barra da Tijuca não deve ficar pronto na data marcada, 05 de Agosto, por absoluta falta de dinheiro para a conclusão das obras. A pressão para adiamento ou transferência dos Jogos Olímpicos é muito grande devido à série de problemas que vive a cidade, além dos problemas causados pelo processo de impeachment da presidente Dilma. 150 cientistas encaminharam documento à OMS em que pedem mudança dos Jogos para outra cidade devido às dificuldades que o Rio de Janeiro tem apresentado, principalmente pelo surto de Zika que põe em risco a saúde dos atletas e de milhões de turistas que virão para a Rio 2016. O Veículo Leve sobre Trilhos-VLT que teve sua inauguração adiada mais de uma vez, afinal vai  ser posto em funcionamento em fase de testes, em um pequeno percurso. O Ministério Público fez uma série de exigências para total segurança de usuários e pedestres. Serão necessários placas e sinais de transito desde a Praça Mauá até o Aeroporto.  Avenida Rio Branco uma das principais da cidade foi reaberta a automóveis mas continua cheia de buracos. Acontece de tudo na bela cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Com a sujeira e a invasão das gigogas nas lagoas da Barra da Tijuca lixo e jacarés invadem as praias cariocas. Um jacaré foi resgatado por bombeiros quando provavelmente resolveu dar um mergulho e praticar "jacaré" na Praia de Ipanema. Até então a prática do "jacaré" uma técnica bem antiga, precursora do surfe era privilégio dos banhistas humanos. Há pouco mais de noventa dias para a abertura solene dos Jogos Olímpicos 2016 sérias dúvidas surgem a respeito do pleno sucesso de sua realização. O jornalista Ricardo Boechat com que tive a honra de trabalhar em O Globo e no finado Jornal do Brasil definiu bem :" O Rio é a cidade mais bela do mundo e também a mais maltratada pelos governantes". A ecobarreira colocada nas lagoas da Barra da Tijuca se rompeu e o lixo acumulado invadiu as lagoas e praias da Zona Sul. Em Ipanema, um dos cartões postais da cidade, o cheiro de esgoto é insuportável, e a praia está coberta de gigogas, plantas que se alimentam de esgotos.  O aumento dos níveis de poluição na Baia de Guanabara e nas Lagoas contradiz a promessa de um legado ambiental. A maioria da população torce para dar tudo certo e que fique para todos nós um verdadeiro legado olímpico. No começo quando foi anunciado que o Rio de Janeiro seria a sede do evento começaram as comemorações e também, ou principalmente a possibilidade do grande lucro e a visibilidade positiva que iriam surgir para a cidade. Mas uma série de problemas apareceram, com os verdadeiros culpados, seja por imprevidência, seja por ganancia não apareceram, nem  soluções eficientes foram apresentadas.
Obras atrasadas, algumas com suspeita de superfaturamento como aconteceram nas obras do Maracanã para a realização da Copa 2014, de triste memória para nós brasileiros. Uma urbanização em uma das principais vias de acesso a Rio Branco com a eliminação de várias linhas de ônibus para  a introdução do Veículo Leve Sobre Trilhos-VLT muito bonito, mas pouco eficiente.
avenida rio branco e vlt
 
A cidade precisa com urgência de transporte de massas, o que tem sido deixado de lado pelo grande custo das obras, o que amenizaria o sofrimento diário daqueles que perdem horas e horas em engarrafamentos sem fim em um transporte pouco ou nada eficiente. Quem é obrigado a transitar pelo centro da cidade, tem de superar inúmeros obstáculos, qual um atleta olímpico, entre mil barreiras e o pior sob a ameaça de assaltantes esfaimados, que agem em bando utilizando mão de obra barata de menores infratores que usam facas, paus e pedras, como nas primeiras eras da humanidade para arrancar celulares, cordões e pequenos adereços sem que o policiamento consiga sequer inibir suas atitudes desesperadas.
O número de problemas que estamos a enfrentar e que devem se multiplicar nos próximos meses devido à falência de um governo estadual que reinou durante mais de uma década levando um estado próspero o Estado do Rio de Janeiro a um estado de  mendicância generalizada preocupa a população que vive arrochada de impostos, que não são aplicados em seu bem estar.

Como se não bastasse a poluição extrema na Baia de Guanabara e nas Lagoas que coloca em risco a saúde dos atletas, com doenças graves de todos os tipos, a queda de uma "joia da engenharia" mas que desabou e não durou nem quatro meses, a Ciclovia Tim Maia que ligaria, conforme os versos do poeta, do Leme ao Pontal, mas que deixou um rastro de destruição em um dos mais belos cartões postais do mundo, a Avenida Niemayer.
A imprensa internacional através de seus correspondentes está vendo com preocupação a eficiência e principalmente a segurança de milhões de pessoas que estarão presentes para os Jogos. Um dos mais influentes jornais o "The Guardian" há um mês atrás publicou matéria em que o principal trecho dizia: "O acidente da Ciclovia foi um grande golpe para o prestígio do Rio e levanta questões sobre os padrões de segurança por parte do anfitrião" e questiona também os padrões de engenharia nas inúmeras obras que estão sendo finalizadas a menos de 60 dias dos Jogos Olímpicos 2016. Estamos a menos de dois meses para a abertura e problemas aparecem diariamente e as dúvidas sobre o êxito dos Jogos de 2016 crescem a cada dia.
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna