20 de ago de 2016

O FAVELA TOUR NÃO ACONTECEU

 FAVELAS COMO PONTOS TURÍSTICOS FICARAM FORA DO ROTEIRO
QUEREMOS UM LEGADO PARA TODOS QUE HABITAM NA MUI NOBRE CIDADE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO
As tradicionais visitas ás favelas cariocas ficaram fora do roteiro daqueles que vieram ao Rio de Janeiro e desejavam conhecer algo fora dos roteiros oficiais e poder verificar in loco uma parte real da Cidade Maravilhosa. O passeio era uma das fontes de renda dos moradores das inúmeras localidades que os estrangeiros sempre tiveram vontade de conhecer, seus costumes, sua cultura, suas soluções para o problema de moradia, sua comida e suas bebidas muito diferentes de outros países, além de uma troca de conhecimento entre culturas diferentes. A Rocinha, assim como o Vidigal na Zona Sul da cidade e o Morro da Providência, primeira delas bem no Centro da Cidade sempre fizeram parte dos roteiros off Cristo Redentor e Pão de Açúcar. Mesmo o Santa Marta que foi a primeira localidade com UPP não foi incluída na programação oficial. Somente turistas curiosos é que resolveram percorrer algumas localidades por conta própria.
Rocinha
A maioria delas tem uma vista privilegiada de vários pontos da cidade, e sempre exerceram um fascínio pela diversidade, A recomendação, quase uma ordem vem trazer á tona um preconceito solidamente arraigado que foi minuciosamente analisado na obra seminal da antropóloga norte americana Janice Perlman  "O Mito da Marginalidade" escrita nos anos setenta, mas que permanece bem atual. A incapacidade ou mesmo falta de interesse em promover melhorias efetivas nestes mais de 950 conglomerados chamados favelas tem levado a um distanciamento cada vez maior entre favela e asfalto, tornando a cidade totalmente fragmentada, com feudos e territórios ocupados onde o Estado não entra, ou só entra em época de eleições. A propaganda enganosa do  Programa de Aceleração do Crescimento-PAC que teve lançados o PAC-2 e o PAC-3 sem sequer terem sido concluídas as obras do programa inicial o PAC-1 vem mostrar a total falta de planejamento e irresponsabilidade de nossos governantes em todos os níveis, federal, estadual e municipal. A política de segurança de nosso estado, que veio unicamente para isolar as localidades dos bairros, considerando certas regiões como "Zonas Vermelhas" teve na prática um "cinturão cirúrgico de segurança" para transmitir aos milhões de turistas que tem nos visitado uma falsa impressão e também esconder os inúmeros problemas seculares que assolam quase um terço da população da cidade. O Projeto das  UPPS está chegando ao seu ponto final, mas não veio acompanhado de um projeto social, e de melhorias das condições de vida dos moradores, que se sentem intimidados pela ocupação militar, principalmente pelos inúmeros casos de violações de direitos fundamentais, mormente depois do "Caso Amarildo" e da  enxurrada de denúncias de práticas de tortura por parte de agentes que vieram para pacificar. O Rio é uma cidade plena de contrastes e confrontos, como diria o ´poeta "maravilha da beleza e do caos", e neste sentido é que os vários "Favela Tour" não foram feitos, e totalmente banidos da programação oficial, que preferiu mostrar as magníficas obras feitas a peso de ouro, como o Boulevard Olímpico, a Nova Cinelândia com o VLT ou o futurista Museu do Amanhã, um museu quase ao lado de um outro museu, o MAR.
Museu do Amanhã
A cidade do Rio de Janeiro parece em dias atuais ser feita para turistas, em detrimento de uma imensa população que vive atormentada pelos problemas do dia a dia e luta diuturnamente para um trabalho, cada vez mais difícil de conseguir. A proteção feita por agentes de todas as forças é necessário, afinal os convidados precisam ser protegidos, mas precisamos, nós os nativos de proteção no dia a dia, no direito inalienável de ir e vir, de poder sair livremente e sem sobressaltos a qualquer hora do dia ou da noite e chegar em nossos lares felizes pelo lazer proporcionado. Neste sentido é preciso uma profunda reformulação no chamado "Legado Olímpico" para que haja uma ampla modificação e profunda melhoria em todos os sentidos, em toda Cidade Maravilhosa e não somente nos pontos turísticos que forma criados para receber os milhões de estrangeiros que nos visitam.  
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna