19 de nov de 2016

PACOTE DE MALDADES:PRISÃO DE CABRAL MUDOU RELAÇÃO DE FORÇAS

DECISÃO DO PACOTE FICOU PARA 2017
 PRISÃO DE EX-GOVERNADOR DEIXA CÚPULA DO PMDB PERPLEXA
DEBATES ACALORADOS CONTRA E A FAVOR DO PACOTÃO
                   Quem foi que descobriu o Brasil ?
                    Foi seu Cabral, foi seu Cabral
                    Foi num dia 21 de abril,
                   Dois meses depois do Carnaval
                                 Marchinha de Carnaval

Com uma pausa para meditação (e muito acordo) no final de semana, o pacote de maldades ficou para ser resolvido para depois das festas de Natal e Ano Novo, com uma diferença, enquanto os nobres deputados vão encher a pança e bebericar champanhe, os servidores vão catar os centavos para comprar alguma coisa. A pressão de manifestantes que protestaram dia e noite contra o pacotão e a prisão do ex-governador mudaram o quadro que era amplamente favorável às mudanças e totalmente contra não só ao funcionalismo, mas a toda população do estado.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 Debates acalorados de grupos que estão sendo prejudicados pela proposta contra  parlamentares do Grupo Picciani que querem aprovar as medidas. A prisão do ex-governador Sergio Cabral e de membros de seu governo, todos ligados ao PMDB, partido que dava as cartas no estado mudou a correlação de forças na Assembleia Legislativa-ALERJ. O partido controlava tudo no estado, pois tem a maioria das prefeituras e governava o principal município, o Rio de Janeiro. Com as sucessivas colaborações, também conhecidas como delações premiadas a maior parte dos parlamentares não sabe o que fazer, principalmente em relação ao pacotão, que esperavam ser empurrado pela goela a dentro dos milhares de servidores, ativos e inativos.
ALERJ foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Os aposentados seriam os principais atingidos pelas medidas inconstitucionais. O procurador-geral da Justiça Marfan Vieira reuniu-se com deputados e avisou sobre as irregularidades das medidas que estão propondo. Com seu principal articulador preso no presídio de segurança máxima, Bangu8, o grupo está meio sem rumo, principalmente o atual governador Luiz Fernando Pezão que não sabe o que vai acontecer. O então vice-governador de Cabral era responsável pelas obras, principalmente as do Programa de Aceleração do Crescimento-PAC nas Favelas da Rocinha e Manguinhos que estão sob suspeita de superfaturamento.  O final de semana vai dar uma pequena trégua, nas manifestações que resultaram em grande pancadaria, mas segunda feira vem aí e novos protestos vão acontecer, apesar das grades e do enorme aparato bélico que cerca o Palácio Tiradentes.
 
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna