14 de fev de 2017

EXERCITO NÃO GARANTE MAIS A SEGURANÇA NO RIO DE JANEIRO

FORÇAS ARMADAS DEIXAM A CIDADE EM PLENO CARNAVAL E A CIDADE VAI FICAR COM POLICIAMENTO PRECÁRIO
OPERAÇÃO CARIOCA FOI SOMENTE PARA GARANTIR A TRANQUILIDADE DURANTE OS PROTESTOS NA ALERJ
Mais de dez mil homens do Exército e do Corpo de Fuzileiros que desembarcaram no Rio de Janeiro para garantir a segurança, prejudicada devido à greve dos policiais militares e da paralisação da Policia Civil estão deixando a cidade desde quinta feira em pleno Carnaval. A decisão causou muita surpresa devido aos festejos que acontecem em todo estado e principalmente no Rio de Janeiro.. Apesar dos pedidos do governo estadual o ministro da Defesa não atendeu os apelos e deu a ordem para a retirada das tropas, conforme estabelecido. As tropas  começaram atuar em vários bairros da cidade e também em Niterói e São Gonçalo para reprimir e controlar situações de conflito. O plano de segurança não vai atuar na Baixada Fluminense, que tem altos índices de criminalidade. As tropas federais devem ficar até o dia 22 de fevereiro, isto é na véspera do Carnaval. O problema é se a Policia Militar e a Policia Civil vão controlar a série de eventos que vão acontecer em fevereiro depois da partida das tropas militares.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
 O Ministro da Defesa Raul Jungmann atendeu aos pedidos do governador Luiz Fernando Pezão que não conseguiu controlar a greve de policiais militares nem os protestos de servidores estaduais contra o "Pacote de Maldades" e principalmente contra a privatização da CEDAE. Jungmann vai avaliar se haverá necessidade da permanência das tropas até depois do Carnaval.
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna