1 de fev de 2017

PROTESTOS CONTRA O PACOTÃO E CONTINUA A PANCADARIA

PROTESTOS NÃO CONSEGUEM BARRAR ENTREGA DE BANDEJA DA CEDAE MANIFESTANTES SÃO REPRIMIDOS COM BOMBAS E BALAS DE BORRACHA
PEDIDA CASSAÇÃO DO GOVERNADOR E DE SEU VICE
DISTRIBUIÇÃO DE CARGOS PARA APROVAR O "PACOTE DE MALDADES" E PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE
Protestos de servidores e empregados da CEDAE não conseguiram impedir a privatização de uma empresa lucrativa, uma das poucas coisas que o desgoverno Cabral/PMDB não conseguiu destruir. Rastro de destruição no  Centro da Cidade do Rio de Janeiro com VLT retirado de circulação, agencias bancárias foram destruídas com tapumes arrancados e incendiados, no meio da confusão vitrines de lojas foram quebradas e ocorreram saques.  O núcleo financeiro, parou novamente durante as manifestações contra o "Pacote de Maldades" que o governador tenta empurrar pela goela a dentro. O pedido de cassação da chapa Pezão/Dornelles não conseguiu enfraquecer aprovação da série de medidas contra a população. Depois das 15h aconteceu intenso  confronto entre manifestantes e o aparato repressivo que usou de violência extremada contra servidores que reclamavam contra o calote do governo estadual e principalmente contra o governador Luiz Fernando Pezão. No entanto uma farta distribuição de cargos para atrair deputados inconsequentes e gulosos por benefícios em proveito próprio podem levar à aprovação do pacote na terça feira. Os trabalhos na ALERJ semana passada tiveram inicio para a escolha da mesa diretora, que conforme esperado manteve na presidência o deputado Jorge Picciani, do mesmo grupo que domina o Estado e que levou um estado próspero até a completa falência motivada por desvios de verbas de toda a espécie.
Semana passada houve destruição photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O rombo nas finanças tenta agora ser compensado por uma série de medidas conhecido como "Pacote de Maldades, que vai sacrificar a população como um todo e atingir principalmente milhares de servidores estaduais.
photo Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
A privatização da Companhia de águas e Esgotos-CEDAE e o aumento do desconto mensal que pode chegar a 22% em muitos casos além do congelamento de salários está sendo tramada nos bastidores entre o governador Pezão, o preposto do FMI Henrique Meirelles e o "supremo mandatário" que de interino quer permanecer no cargo. A CEDAE tem dado lucro, ao contrário do que afirma o governo estadual. A votação do Pacotão continua a toque de caixa e hoje,  terça feira  novos confrontos devem ocorrer, apesar da intensa repressão.
 
Postar um comentário

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna