28 de abr de 2017

PROTESTOS EM TODO O BRASIL PEDEM A SAÍDA DE TEMER

MANIFESTANTES PEDEM SAÍDA DE TEMER E NOVAS ELEIÇÕES
TEMER COM MEDO DO IMPEACHMENT TEM FEITO REUNIÕES DIA E NOITE E  ENCONTROS COM ALIADOS E OPOSITORES A CATA DE VOTOS
PRESIDENTE TEMER O MAIS IMPOPULAR COM MAIS DE 94% DE REPROVAÇÃO
 O presidente Temer tem se reunido dia e noite com a base aliada e principalmente com ministro Gilmar Mendes para tentar permanecer no cargo. Almoços, café da manhã, lanches e jantares são feitos com deputados de todos os matizes e até com aqueles que não tem coloração partidária e só estão para se locupletar e conseguir benesses para continuarem na Câmara. Deputados socialistas se metamorfoseiam em neoliberais, ao sabor dos ventos palacianos.
 Milhares de pessoas vão às ruas para exigir a saída de Temer, muito desgastado depois da divulgação de conversas íntimas e comprometedoras entre o presidente e o dono da Friboi Wesley Batista. Há semanas atrás em uma vingança movido pela raiva e pelo medo de perder a votação das reformas, o presidente Temer demitiu 40 assessores de parlamentares que iriam votar contra aprovação do pacote de maldades e se não conseguir margem de segurança prometeu mais retaliação. Michel Temer tem se reunido dia e noite com a base aliada preocupado com recentes manifestações contra as reformas e pelas pesquisas que constataram uma rejeição a seu governo de mais de 95%.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved

A OAB deu entrada em pedido de impeachment de Temer após a divulgação das conversas comprometedoras que podem incluí-lo em três crimes.
 O presidente da OAB-RJ Felipe Santa Cruz tem criticado a conduta de policiais durante as manifestações pelo uso de força desproporcional mas também lamentou ação de vândalos que destruíram patrimônio público. O Ministro da Justiça Osmar Serraglio fez um pronunciamento profundamente infeliz ao declarar aos repórteres que "A manifestação foi pífia", mas logo depois em São Paulo confrontos desmentiam sua versão.
Há meses atrás no início da noite manifestantes em São Paulo próximo à praça Pan Americana tentaram invadir a residência do presidente Michel Temer completamente protegida por forte aparato bélico, inclusive com blindados e enorme efetivo policial. Houve intenso confronto com muitos feridos. No Rio de Janeiro manifestantes bloquearam ruas e tentaram invadir prédio da ALERJ em protesto contra as reformas. Índios de diversas etnias também protestam e acendem fogueiras. Sete ônibus totalmente destruídos por mascarados que tentam destruir estações de Metro, várias estações estão fechadas para evitar vandalismo. A repressão policial atingiu a todos a torto e a direito manifestantes, mascarados, pacifistas trabalhadores pessoas voltando para suas casas, foi um pandemônio.

Na Era Temer a população está dividida entre a descrença e a insatisfação. Após quase um ano de interinidade o presidente Michel Temer consegue uma proeza, mesmo dispondo da quase totalidade dos meios de comunicação em suas mãos o presidente consegue bater todos os recordes de impopularidade, sua reprovação chega a mais de 92%.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Michel Temer veio em substituição a Dilma Roussef que não andava muito bem das pernas, com um mau humor, uma grosseria, uma inabilidade jamais vista, avessa ao diálogo e despreparada para um país imerso em problemas. Dilma é de fato um poste, mas.....Temer consegue ser muito, mas muito pior com seus trejeitos de mão, seu discurso empolado, sua retórica vazia que nada diz e com uma diferença capital Temer tem grande desprezo pelos despossuídos, à maneira  de Justo Veríssimo quer "que o pobre se exploda".
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
A imagem usada foi feita nos anos 90, a luta era para manter 30 anos de trabalho e contribuição sem interrupção, agora querem que a pessoa trabalhe até morrer.
Dia 28 de abril de 2017, Greve Geral contra a série de medidas altamente impopulares decididas de cima para baixo, sem esclarecimento, sem debates, sem diálogo, sem representação popular. A greve geral é um dos últimos recursos contra governos assim, onde o parlamento pensa e decide uma coisa e a população pretende outra completamente diferente. Uma das cláusulas prevê trabalhar durante um mínimo de 49, sim quarenta e nove anos sem interrupção para uma aposentadoria integral proposta feita por quem nunca pegou no pesado. Enquanto isso parlamentares, membros do judiciário, do executivo tem benefícios de todo o tipo. O presidente Temer que deveria ter mais sensibilidade e fazer uma autocrítica, se aposentou aos 55 anos de idade e ganha muito acima do teto proposto.
O país está em uma grande encruzilhada, sem quadros políticos preparados, com uma esquerda fragmentada e enfraquecida, com a maioria dos políticos atuais que só pensam em sua própria sobrevivência para ter algum recurso para se defender quando vier algum processo de corrupção em um país onde o Caixa 1, Caixa 2, Caixa 3 eram ou são absolutamente normais.
Foto Claudia Olena allrights reserved

É a chamada "democracia de coalizão" "arco de alianças" ou qualquer nome que justifique a compra de votos para se perpetuar nos governos. É necessário uma reflexão profunda para sair de uma situação insustentável, pensar um pouco na população e menos em seu próprio benefício e nos mais de 200 milhões de brasileiros que de fato não aguentam mais e que apareçam alguns mais preparados e que de fato sejam autênticos representantes do povo e não um bando de mequetrefes cuja única lei é o velho ditado "Farinha pouca meu pirão primeiro". O povo está saturado e a farinha e o pirão estão no finalzinho.

22 de abr de 2017

FUTEBOL BRASILEIRO O MELHOR E TAMBÉM O PIOR DO MUNDO

GRÊMIO  CAMPEÃO DA LIBERTADORES VIAJA EM BUSCA DO TÍTULO DO MUNDIAL DE CLUBES
FLAMENGO PERDE PARA O INDEPENDIENTE E TEM SEU PRINCIPAL JOGADOR SUSPENSO POR UM ANO
EURICO VENCE ELEIÇÃO MAS JULIO BRANT VAI PARA A JUSTIÇA
JOGADOR MAIS CARO DO FUTEBOL BRASILEIRO FLAGRADO EM DOPING
 ARENAS FICAM VAZIAS E O FUTEBOL PENTACAMPEÃO VAI DESCENDO A LADEIRA
CLUBES BRASILEIROS NÃO AGUENTAM COMPETIÇÕES SIMULTÂNEAS
Flamengo o clube que mais investiu em 2017 perdeu mais uma final. Após ter sido eliminado em outras competições internacionais lotou o Maracanã mas não foi além de um empate com Independiente, um time muito bem treinado. Foi um ano para a maior torcida do Brasil esquecer, gastaram muitos milhões e nada, além de um melancólico sexto lugar. Cenas de selvageria no entorno do Maracanã para o jogo do Flamengo. Apesar do policiamento reforçado, milhares de torcedores invadiram o estádio quebrando as catracas e deixando um rastro de muitos feridos.
O Flamengo tentou com todos os meios conquistar a Copa Sul Americana depois de ter investido milhões e não ter conseguido vencer nenhuma competição. Perdeu o primeiro jogo das finais contra o Independiente e vai no desespero para a grande final de quarta feira dia 13 de dezembro no Maracanã lotado. Para piorar a situação Paolo Guerrero titular absoluto do Flamengo e da Seleção Peruana foi suspenso pela FIFA por um ano pelo uso de substância proibida.
O Grêmio de Porto Alegre treinado por Renato Gaúcho é o campeão da Libertadores da América ao vencer o Lanus da Argentina por 2x1. Os times brasileiros foram eliminados um a um e o que chegou mais perto foi o Botafogo, eliminado justamente pelo Grêmio por 1x0. O Flamengo jogou sua última chance ao enfrentar o Junior de Barranquila e conseguiu prosseguir na competição ao vencer o jogo por 2X0.
O CR Vasco da Gama em São Januário viveu intenso clima eleitoral. Eram três candidatos, Eurico Miranda para a reeleição de um período de três anos, Fernando Horta, vice de Eurico e Júlio Brant. Um forte policiamento e segurança particular para o bom andamento do processo eleitoral. Horta em meio a disputa desistiu para apoiar Júlio Brant e provocou a ira de Eurico Miranda que em pesquisas de boca de urna esteve perdendo para Brant por mais de 100 votos. Mas havia uma dúvida, mais de 600 pessoas não declararam votos e também muitos eleitores votaram em separado por ordem judicial. No final já durante a madrugada o resultado foi: Eurico 2111 votos e Júlio Brant 1975, mas uma urna separada sub judice tem mais de 600 votos. Júlio Brant vai pedir anulação da eleição com alegação de fraude.
O jogador mais caro do futebol brasileiro o peruano Paolo Guerrero foi flagrado em exame anti doping no jogo Argentina x Peru nas eliminatórias da Copa 2018. Flamengo jogou tudo contra o Fluminense no Maracanã em um jogo desesperado e vai ter de vencer para salvar um pouco da série de fracassos que perseguem o Mengão no ano de 2017. É mais um torneio caça niqueis para dar uma compensação em quem ficou fora da Libertadores.
Meses atrás em Chapecó com obrigação de vencer para compensar uma série de eliminações de um time bilionário mas que não tem conseguido se tornar uma equipe vencedora. O rubro-negro já seu adeus ao Brasileiro e foi eliminado em todas as competições não consegue justificar o alto investimento em uma penca de jogadores bem avaliados no mercado. A diretoria do rubro negro para tentar mais uma jogada de marketing e para se salvar do vexame contratou o treinador vitorioso Reinaldo Rueda para conseguir sair do buraco.
 A irresponsabilidade dos dirigentes brasileiros, com raras exceções, leva certos clubes à vexames históricos como os de ontem em "arenas" diversas. O Flamengo clube que mais investiu em jogadores foi eliminado pelo Paraná e o Tricolor carioca pelo Londrina. Foram jogos horrorosos da chamada "Primeira Liga" um torneio natimorto que não conseguiu colocar nos dois estádios nem doze mil pessoas. Pode ser uma lição para os dirigentes ávidos de dinheiro, ou não adiantar nada. Os empresários continuam em festa, até porque são os donos da festa.
A violência crescente que assola o futebol brasileiro graças principalmente aos dirigentes dos clubes que protegem as torcidas organizadas inventadas pelos próprios dirigentes tem afastado dos estádios, verdadeiras arenas, mas no pior sentido os que amam o verdadeiro jogo da bola.  A morte do torcedor do Botafogo, assassinado de maneira bárbara conforme descrição abaixo veio a acelerar ainda mais a rivalidade que se transformou em uma verdadeira luta pela posse de território, ao estilo das redes criminais que infestam a cidade. Para piorar os dirigentes máximos de nosso futebol, do quadro da CBF estão sob suspeição. O Ministério Público pediu o afastamento de Marco Polo Del Nero e diretores da CBF baseado no Estatuto do Torcedor por irregularidades em Assembleia que prejudica os clubes. O futebol cinco vezes campeão do mundo tem também o triste título de campeão da violência. Um dos membros de uma torcida organizada do Flamengo de codinome  Gringo, que se encontra preso pela morte do torcedor Diego do Botafogo, assassinado brutalmente com espeto de churrasco, continua desafiando as autoridades e mesmo de dentro da cadeia tem enviado mensagens incitando mais carnificina. é o triste retrato de nossos torcedores de futebol.
 Dirigentes do futebol campeão do mundo conseguiram se superar. Uma partida da importância de Palmeiras X Grêmio foi disputada com reservas, sim com o Time B, um deboche. Os dirigentes medíocres do futebol penta campeão do mundo conseguem a proeza de colocar um jogo da importância de um Flamengo X São Paulo em um estádio chamado "Ninho do Urubu" que embora bem planejado  comporta no máximo 15 mil torcedores. Não sei se é tragédia ou comédia, mas que é uma tremenda burrice é. Depois os "gênios do esporte" reclamam que os clubes estão á beira da falência e os "colunistas amestrados" batem palma.  Torcedores do rubro negro, clube de maior torcida, fizeram protesto por causa do aumento extorsivo que impossibilita assistir as partidas de futebol. O raciocínio perverso de uma diretoria que ignora os torcedores e só pensa em encher os cofres.
O futebol é um jogo, um esporte, uma paixão nacional, mas sobretudo para os dirigentes é um grande negócio perfeitamente inserido em um sistema, onde o lucro é a lei e que deve ser conseguido a qualquer custo. O torcedor que não é bobo abandona os estádios que agora se chamam arenas e vivem vazios, mesmo em grandes clássicos como as semifinais do carioca em que os dois jogos não conseguiram juntos chegar a 40 mil torcedores. Na inusitada "Primeira Liga" um torneio absurdo que chega ao cúmulo de ter jogos como do Fluminense disputado em  um campinho Los Larios, um autêntico deboche, onde somente alguns acham graça.
 O Brasil sempre foi um celeiro de craques que apareciam aos milhares. Com a "modernização" do futebol a ganância é a lei e os futuros craques que em verdade são poucos são vendidos quando começam a despontar. Em verdade a terra de jogadores que teve de um lado em São Paulo um ataque onde brilhavam Pelé, Coutinho e Pepe para enfrentar do outro lado no Rio de Janeiro um ataque onde brilhavam Garrincha, Pelé e Zagalo tem hoje nenhum craque a apenas alguns bons jogadores.  Em 1970 mais de quarenta jogadores de alto nível foram convocados apenas 22 foram campeões mundiais. Nos dias de hoje as ruas vivem cheias de camisas do Barcelona, da Juventus ou do Real Madrid, as camisas dos clubes locais ficam na gaveta.
Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Nosso futebol pentacampeão fica subordinado a uma entidade que está sob fortes indícios de corrupção na justiça, com o ex-presidente José Maria Marin preso, o atual presidente Marco Polo del Nero indiciado, impossibilitado de sair do país porque vai ser trancafiado sumariamente e com Ricardo Teixeira que dominou a entidade durante vários  anos  correndo sério risco de passar uma temporada na cadeia.  Em 2014 tivemos uma Copa do Mundo, foram construídos doze estádios, bastariam oito, visto que eram oito chaves. Obras foram superfaturadas, estádios foram transformados em Arenas com capacidade reduzida e com grande aumento de preços, a maior parte deles está abandonada com grande prejuízo para os estados.  Essa mesma entidade desorganizou de vez nosso esporte, que já foi das multidões e fez um calendário surreal com partidas superpostas em disputa de torneios e mais torneios que nada valem, a não ser encher os bolsos de dirigentes inescrupulosos e empresários que se assemelham a aves de rapina. São tantos jogos que ninguém mais se entende. É Campeonato Estadual, Copa Brasil, Torneio Rio-Sul-Minas, Copa Libertadores, Copa Sulamericana, Copa do Nordeste e alguns caça niqueis menos votados Nesta confusão, em um salve-se quem puder a grana está entrando nos bolsos dos dirigentes, as televisões enchem a burra de dinheiro, os jogadores passam a ser meras peças de reposição na "indústria do entretenimento", os estádios se transformam em arenas e o torcedor que se exploda. Tristes Trópicos.  

21 de abr de 2017

TODO DIA É DIA DE ÍNDIO

INDIOS PROTESTAM E TENTAM INVADIR CÂMARA DOS DEPUTADOS EM BRASILIA
NO DIA DO INDIO PROTESTOS  DA ALDEIA MARACANÃ NA CINELÂNDIA
 
O seu canto triste é o lamento de uma raça que já foi muito feliz
                                              Baby do Brasil
Mais de dois mil Índios de diversas etnias protestaram e foram rechaçados por força policial com bombas de gás lacrimogêneo em Brasília. Caixões foram colocados em forma de protesto contra a Demarcação de Terras Indígenas. No Rio de Janeiro para o governador Luiz Fernando Pezão nenhum dia é dia de índio. Um protesto marcou as solenidades em comemoração ao Dia do Índio em frente à Câmara de Vereadores no Centro do Rio. O prédio da "Aldeia Maraká'nà" (conforme os indígenas) tem mais de 140 anos de história, de inicio eram do genro de Dom Pedro II e depois com o advento da República as terras foram doadas para o Ministério da Agricultura para ser um centro de cultura indígena.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
Em 1953  o prédio passou a abrigar o Museu do Índio e durante  o governo militar o museu foi transferido para Botafogo. Em 2006 diversas etnias ocuparam o prédio que estava abandonado e o transformaram em uma aldeia, inclusive com plantio de ervas medicinais, e danças nativas.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
A partir dos megaeventos e principalmente da Copa do Mundo de 2014 foram feitas muitas obras e também muita repressão policial talvez para encobrir o enorme  desvio de verbas efetuado pelo governo Cabral. Para a construção da Arena Maracanã foi iniciado processo de remoção visando construção de um shopping e de um estacionamento que seriam parte das exigências contratuais. Os remanescentes protestam contra o descaso do governo estadual que não tem nenhuma política voltada para as diversas etnias indígenas que residem no estado e querem a reintegração do terreno que reivindicam como direito inalienável, como os verdadeiros donos da terra.

17 de abr de 2017

LIVRO SOBRE FLORIANO PEIXOTO ESCRITO POR SEU BISNETO

FLORIANO, A ENCARNAÇÃO DA REPÚBLICA
O historiador Lincoln de Abreu Penna, bisneto do Marechal Floriano Peixoto (1830-1899) lançou  livro pela Editora Autografia em homenagem ao seu bisavô. O lançamento foi dia 17 de abril às 17h na sala Belisário de Souza na Associação Brasileira de Imprensa no Centro. "Floriano, a Encarnação da República" teve o apoio do Movimento em Defesa da Economia Nacional-MODECON um dos núcleos de resistência em defesa da soberania nacional.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
 Lincoln Penna é filho do eminente professor Antônio Gomes Penna (já falecido)
Anita Prestes e Lincoln foto Alcyr Cavalcanti rights reservd

emérito professor da Universidade do Estado da Guanabara que depois se tornaria UERJ.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Para o historiador O Marechal era um republicano "Que zelou pelos princípios de austeridade nos gastos públicos, bem como no estímulo ao exercício da cidadania". Em uma época de sucessivos escândalos financeiros é uma leitura muito oportuna. Entre os vários presentes estava a historiadora Anita Leocádia Prestes, filha do líder comunista Luiz Carlos Prestes, professora do curso de  História da Universidade Federal Fluminense-UFF.

13 de abr de 2017

UMA SEMANA NADA SANTA

ATÉ O PAPA FRANCISCO ESTÁ PREOCUPADO COM SITUAÇÃO DO BRASIL
TEMER E ALIADOS ESTÃO REUNIDOS PARA TENTAR EMPURRAR REFORMAS ANTES QUE VENHA A GREVE GERAL
NUVENS DENSAS ENCOBREM BRASÍLIA  APÓS LISTÃO DA ODEBRECHT
TEMER ESTÁ PERDIDO E VÊ SUA BASE DE SUSTENTAÇÃO RUIR AOS POUCOS
A Semana Santa não tem sido  nada santa para os 'jaburus" de Brasília. Até o Papa Francisco está preocupado com a situação política no país e mandou uma carta agradecendo convite para vir às comemorações de Aparecida e mandou claro recado em diz entre outras coisas : "Não se deve confiar nas forças cegas nem na mão invisível do mercado".
Temer e seu amplo "arco de alianças" movido à grana e benesses está reunido para tentar medidas desesperadas contra uma população que não acredita mais na classe política. Políticos blasfemam, rogam pragas para o ministro Edson Fachin, o juiz Moro, o jovem Dallagnol e outros menos votados e apelam para entidades das mais diversas.  Nuvens densas encobrem Brasília depois da divulgação da "Lista do Fachin". Encontros de sol a sol, desde o café da manhã aos jantares opíparos ofertados pelo presidente Temer com nosso, vosso dinheiro não descem com facilidade e se tornam indigestos. O Domingo de Páscoa no Planalto vai ser de acordos e desacordos para conseguir o maior número de aliados antes que o barco afunde de vez. Todos sabem que o pior está por vir, poucos vão escapar da guilhotina e dos dedos duros.  Muitos envolvidos vão fazer a colaboração premiada, um eufemismo ( é deduragem mesmo)  e aí tudo pode piorar. Em vez de viajarem para a Côte d'Azur,  para a Costa Amalfitana ou para torrar o dinheiro resultado da rapinagem nos cassinos de Punta del Leste, os "donos do poder" estão correndo atrás dos melhores advogados e de seus contatos no judiciário para tentar salvar a pele.
A base de sustentação de um governo fragilizado e altamente comprometido com a elite financeira nacional e transnacional vai ruindo aos poucos. Cinco ex-presidentes, Lula, Dilma, Fernando Henrique, Collor, Sarney, vinte e quatro senadores, oito ministros, doze governadores, dezenas de deputados e outros menos votados estão no alvo dos homens da capa preta. A maioria já sabia que viria chumbo grosso, mas acreditavam que algum sortilégio, algum milagre pudesse salvar a todos da tempestade que estava se formando. Os que restaram estão sem dormir apavorados que possa surgir uma outra lista. Os estoques de Rivotril sumiram das prateleiras das farmácias. Afinal segundo as sábias palavras do multimilionário Marcelo Odebrecht  Caixa 2 é uma instituição nacional, e faz parte de nossa cultura, assim como o futebol e o samba. O que mais de duzentos milhões de brasileiros esperam é que tudo seja resolvido sem sentenças seletivas, dirigidas para alguns determinados alvos políticos, que os processos consigam comprovações sólidas e irrefutáveis, sem ilações nem subjetividades de um imaginário fantasioso, que toda essa pirotecnia, essa excessiva exposição, a pretexto de uma transparência de ações sirva para o benefício da imensa população que luta diuturnamente, a maioria com salários irrisórios, que seja tudo resolvido na forma da lei e não termine nem em pizza nem em samba.

5 de abr de 2017

O PROBLEMA DAS DROGAS:REPRESSÃO OU DESCRIMINALIZAÇÃO?

A "GUERRA CONTRA AS DROGAS" É UMA GUERRA SEM FIM, COM POUCOS  RESULTADOS, ONDE AS MAIORES VÍTIMAS SÃO PESSOAS INOCENTES
ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS INICIA CICLO DE DEBATES SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA
Uma "Guerra" sem fim onde bilhões de dólares são gastos, que não tem atingido seus objetivos e que atinge de preferência pessoas inocentes. A política de segurança adotada no Brasil, em especial no Rio de Janeiro é centrada no combate ao narcotráfico, onde os confrontos tem causado muitas vítimas de ambos os lados e muito poucos resultados. Muitas mortes, muitos feridos e o comércio de venda de drogas continua a prosperar. O Brasil além de ser um grande consumidor passou a ser uma importante rota para exportação de maconha e cocaína para outros países, em especial para Europa. A cocaína ou "diabo ralado" é um destilado a partir da folha de coca, planta nativa de três países vizinhos, Colômbia, Peru e Bolívia que produzem em larga escala em zonas de plantio no altiplano dos Andes. A "hoja de coca" é usada de maneira ritual, tem propriedades curativas e possui 14 componentes, somente um deles é usado para a produção de cocaína. Os agricultores que trabalham no cultivo são organizados em sindicatos e conhecidos como "cocaleros".
Invasão de morros foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
A "Guerra contra as Drogas" teve seu início no governo Reagan e continua como política adotada em vários países, principalmente na Colômbia onde os Estados Unidos colocaram tropas e muito dinheiro, mesmo assim tanto o plantio quanto o consumo aumentaram significativamente. Atualmente os conflitos tem se generalizado para se ter o controle de um importante acesso para o escoamento da cocaína, a Rota do Solimões, que tem causado uma série de conflitos de sangue no Norte e Nordeste, em especial nos presídios, de onde partem as ordens dos grupos organizados chamados Comandos.
No Rio de Janeiro a situação ficou insustentável depois da entrada maciça do Primeiro Comando da Capital-PCC que fez uma aliança cooperativa com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA depois do rompimento com o Comando Vermelho-CV em função do controle da Rota do Solimões e do controle da fronteira com o Paraguai em Foz do Iguaçu. Os confrontos armados para a tomada de território foram intensificados em vários bairros devido à crise atual em que se encontra o Estado em situação de falência e a consequente falta de verbas para a segurança pública deixando a população civil em completo abandono.
Fernando Henrique na ABL (esquerda) foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
O problema das drogas tratado somente como uma guerra para eliminar o inimigo tem tido poucos resultados. A sociedade tem  começado a debater sobre a melhor maneira de resolver o problema com a redução de danos e sem vítimas fatais. Vários países tem tratado o problema do consumo de drogas ilícitas como um problema de saúde pública e não de policia. Em alguns países os índices de criminalidade tem tido significativa redução, e usuários em alguns casos são vistos como enfermos que necessitam de tratamento. A Academia Brasileira de Letras deu inicio a um ciclo de palestras sobre  o problema com o título "Segurança Pública em Debate" e a abertura foi feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que falou sobre "As Politicas de Drogas e a Crise Carcerária no Brasil".  O ciclo de palestras será encerrado em 25/04/2017 por Ricardo Ballestreri com o tema "O Modelo Policial Brasileiro. O Que Precisa Mudar?".

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna