29 de jul de 2017

CERCO POLICIAL NA TIJUCA PARA SALVAR REFÉNS

CERCO POLICIAL NA RUA DO MATOSO PARA PRENDER ASSALTANTE NA PET SHOP QUE SE ENTREGA APÓS MUITA NEGOCIAÇÃO
PLANO DE SEGURANÇA COM REFORÇO DE 10 MIL HOMENS NÃO INIBE A CRIMINALIDADE.
A população da cidade do Rio de Janeiro continua entregue à bandidagem. A chegada de um grande aparato de segurança com mais de dez mil homens das Forças Armadas não afugentou criminosos. Os assaltos continuam. Um grande cerco policial na Rua do Matoso na Tijuca próximo à Rua Haddock Lobo para prender um assaltante a uma Pet Shop loja de artigos veterinários com o sugestivo nome de "É o Bicho".
 
FOTO ALCYR CAVALCANTI all rights reserved
 A tentativa de assalto foi no início da manhã às 8,50h e  Raydan de Oliveira, 20 anos entrou na loja com um gato e aí anunciou o assalto. Com a chegada da policia o Raydan desesperado  usou duas moças que trabalham na Pet Shop como reféns sob a mira de um revólver  e não queria se entregar. Após alguma negociação o  assaltante passou a  exigir a chegada de sua mãe para  liberar as duas jovens e se entregar. Foi feito um grande cerco policial pela policia militar com auxílio do BOPE. A rua do Matoso, uma das principais vias de acesso esteve interditada e o cerco policial inclusive com atiradores de elite continuou durante mais de duas horas, até que Raydan após muita negociação resolveu se entregar, felizmente sem derramamento de sangue.

26 de jul de 2017

COPA DO BRASIL: BOTAFOGO ENFRENTA O FLAMENGO

BOTAFOGO X FLAMENGO NÃO SAEM DO 0X0 EM JOGO DE MUITA CAUTELA E MUITA CONFUSÃO APÓS A PARTIDA
GRÊMIO APARECE COMO FAVORITO AO VENCER O CRUZEIRO POR 1X0
EM RODADA ANTERIOR UMA PARTIDA TUMULTUADA EM QUE O FLAMENGO PERDEU DO SANTOS POR 4X2
 O Flamengo quer ganhar no tapetão  e aproveitar as confusões extra campo e as injúrias raciais contra a família de um dos jogadores do Flamengo e eliminar o Glorioso da competição, pois estaria classificado para as finais sem nenhum esforço, a não ser o dinheiro para pagar advogado.  Mais um casuísmo que envolve o melhor e o pior futebol do mundo.  Botafogo e Flamengo  fizeram um jogo de muita cautela, onde  os dois times mostraram claramente que não queriam levar nenhum gol.  O jogo foi muito tenso e corria normalmente até que nos minutos finais em um ataque do Botafogo um entrechoque entre o goleiro Muralha e Joel Carli resultou na expulsão dos dois jogadores. A decisão fica para quarta que vem no Maracanã. No outro jogo o Grêmio que aparece como favorito venceu o Cruzeiro por 1X0.
  O Flamengo depois de uma série de jogos sem vencer estreou Reinaldo Rueda técnico que veio para tirar o time milionário da maior crise dos últimos anos. A rodada anterior  foi uma noite de imensa alegria para os torcedores do Glorioso e de incertezas e sofrimento para os torcedores rubro negros. Foi uma noite inesquecível no Estádio Nilton Santos que já foi João Havelange mas é mais conhecido como Engenhão. O Botafogo precisava vencer e não levar nenhum gol, no jogo em Minas Gerais o placar foi de 1X0 a favor do Atlético.  Na outra partida o resultado pode ser anulado, vai ficar sub judice por causa de penalidade máxima marcada e o juiz depois ter voltado atrás.
No primeiro tempo o Botafogo fez 2X0 e garantiu o placar com sua defesa muito bem armada pelo treinador Jair Ventura, mas com contra ataques fulminantes.
foto Vitor Silva divulgação
Jefferson voltou com ótima atuação e salvou sua meta em um contra ataque adversário quando o jogo era 2X0.  Com gols de Joel Carli, Roger e Gilson o Glorioso goleou o Atlético e segue na Copa do Brasil derrubando mais um campeão. A torcida que ocupou o  Engenhão fez uma festa alvinegra. Em agosto vai enfrentar o Flamengo que só se classificou contra o Santos por ter vencido o primeiro jogo por 2X0. O rubro-negro foi goleado por 4X2 e num lance duvidoso o Santos teve pênalti marcado a seu favor e depois desmarcado. Se a decisão inicial fosse mantida o Santos estaria classificado. A diretoria do Santos encaminhou documento à CBF pedindo anulação da partida, sob o argumento de interferência externa o que não é permitido. Diretores do clube santista afirmam que o repórter Eric Faria da TV Globo avisou ao Juiz Pedro Vuaden que não teria havido a penalidade máxima, pela repetição em vídeo. O documento  coloca três resultados que teriam favorecido o Flamengo por erros de arbitragem, o jogo contra o Fluminense, a partida contra o Avaí e o agora contra o Santos. O clube de Vila Belmiro  além da anulação da partida pede a punição do árbitro e auxiliares além do descredenciamento do repórter da TV Globo.

21 de jul de 2017

FORÇAS ARMADAS OCUPAM A CIDADE PARA COMBATER A VIOLÊNCIA

FORÇAS DE SEGURANÇA ATACAM REDUTO DO TRÁFICO EM NITERÓI 
ARRASTÃO NAS PRINCIPAIS VIAS DE ACESSO VIROU UMA TRISTE ROTINA
CINCO MIL HOMENS DAS FORÇAS DE SEGURANÇA COM OITO HELICÓPTEROS CONSEGUIRAM IMPEDIR ROUBO DE CARGAS MAS SÓ POR UNS DIAS
RIO DE JANEIRO ENTREGUE A DOIS TIPOS DE CRIMINALIDADE: O CRIME ORGANIZADO E O CRIME DESORGANIZADO
A bandidagem continua a desafiar o Plano de Segurança e arrastões continuam atormentando o cidadão carioca. Nas Linha Amarela, Avenida Brasil e Linha Vermelha tem acontecido quase diariamente deixando a população cada vez mais insegura. As Forças de Segurança com auxílio de blindados e helicópteros invadiram várias favelas em Niterói desde a madrugada de quarta feira dia 16 de agosto para desbaratar quadrilhas que atormentam a população fluminense;
Desde a madrugada de sábado 5 de agosto cinco mil homens das Forças de Segurança com apoio de oito helicópteros  e dez blindados voltaram às ruas e ocuparam o Complexo do Lins, o Morro de São João no Engenho Novo e bloquearam a estrada Grajaú Jacarepaguá, tendo prendido até agora quinze pessoas e dois mortos no confronto. As tropas que ocuparam a cidade voltaram para os quartéis e o roubo de cargas tem voltado com força total, e pode provocar problemas no abastecimento. Foi a segunda fase da Operação para combater a criminalidade. O Batalhão de Operações da PM o BOPE invadiu a Vila Cruzeiro na Penha, um dos redutos do Comando Vermelho e teve de se proteger atrás de barricadas de concreto devido à forte resistência.
Na última semana Michel Temer veio até ao Rio de Janeiro acompanhar a Operação Militar na cidade. Esteve reunido no Comando Militar do Leste com o governador Pezão , o prefeito Crivella, secretário de segurança e depois vai fazer um sobrevoo para inspecionar a atividade militar.O Estado do Rio de Janeiro chegou ao fundo do poço, está totalmente sem governo e sem controle social. Reuniões, mais reuniões muito falatório e na prática pouco ou nada tem sido feito. O ministro Raul Jungmann da Defesa está na cidade e admitiu o fracasso de uma política da segurança e deu início à operação "O Rio Quer Segurança e Paz" Em um pronunciamento no Comando Militar do Leste Jungmann, ao lado do ministro Torquato Jardim afirmou que virão mais de dez mil homens para o combate à criminalidade e que os criminosos vão reagir e aí haverá um "guerra". As Forças Armadas escaladas para a missão vão ter poder de policia e poderão prender ou reagir com armamento letal quando houver necessidade.

Photo by Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O crime desorganizado imita um  estado sem lei e sem ordem, elementos armados com fuzis de assalto atacam pessoas para roubar celulares, relógios Made in China, mochilas de crianças, pacientes na porta de hospital às quatro da madrugada. São o que a antropóloga Alba Zaluar chama de "Bandido Porco", ou seja aquele que não respeita nada e age totalmente desorientado.  Com o aumento dos índices de violência em proporções jamais vistas, o Ministro Raul Jungman, da Defesa, resolve atender aos apelos da população do Estado do Rio de Janeiro que não suporta mais sofrer assaltos, estupros, sequestros e ter de conviver com a criminalidade sem nada poder fazer. Uma comitiva saiu do Rio composta pelos governador, vice-governador, presidente da Câmara e outros menos votados para pedir pela centésima vez uma ajuda do governo federal para mais um combate ao crime. Na prática foi um atestado da falência total da segurança pública, que já não funcionava plenamente em toda a cidade, mas que conseguiu manter uma aparência fugaz durante algum tempo, com a única finalidade de atrair turistas em função dos megaeventos.
Com a prova da ineficácia das Unidades Pacificadoras-UPP que só vieram trazer um cinturão cirúrgico de segurança ao tentar isolar do resto da população determinadas favelas denominadas "Zonas Vermelhas" que deram uma efêmera sensação de segurança, mas durante muito pouco tempo. Aos poucos a pacificação prometida, foi ficando cada vez mais distante, com a não realização da segunda fase das unidades, a implantação da chamada UPP Social, que nunca saiu do papel, embora o prefeito Eduardo Paes e secretários tenham recebido em Medellin um prêmio pelo êxito do programa. Na prática um grande engodo. Cansado de na prática enxugar gelo, pois a política de segurança tem sido voltada somente pelo combate ao narcotráfico, conceito que vem desde a "Guerra Contra as Drogas" implantado pelo presidente Reagan, há algumas décadas, mas que tem sido um retumbante fracasso, onde o número de mortes na "guerra" e o aumento do consumo de drogas não conseguiram em nenhum lugar reduzir os índices de violência.

Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
No Estado do Rio de Janeiro, em especial na bela cidade de São Sebastião, a bandidagem anda à solta e faz o que bem entende. Se o crime altamente desorganizado de nossa cidade era quase incontrolável, agora com a entrada em massa do Primeiro Comando da Capital-PCC em aliança com a rede criminal Amigos dos Amigos-ADA veio trazer uma escalada de situações de conflito de sangue entre as redes criminais que combatem entre si dia e noite pela posse de território. Essa situação de intensos combates diários tem como resultado mortes em série de moradores, de crianças dentro e próximo à escolas, de narcotraficantes e de um número jamais visto de policias assassinados, estando ou não a serviço. Até o momento em que escrevo essas linhas já são noventa. O tráfico imita o Estado, até porque faz em nosso sistema parte do Estado, infelizmente. Da mesma foram que cartazes exibem recompensa pela captura de delinquentes, o crime também distribui prêmios pela morte de policiais. O lema "Traga-me a cabeça de um PM" está a ser usado pelo crime desorganizado, situação inimaginável, mas estamos como naquela selva urbana do magistral filme de Sam Peckinpah "Traga-me a Cabeça de Alfredo Garcia" .   
Para tentar resolver o caos urbano desembarcam na cidade milhares de homens das Forças Armadas e da Força Nacional para tentar retirar da antiga "Cidade Maravilhosa" o título de "Rio de Janeiro Terra sem Lei". Infelizmente, como em outras ocasiões a paz e harmonia vão ser momentâneas. Nós já vimos este filme. A "Guerra Contra as Drogas" vai continuar, assim como a violência urbana.

19 de jul de 2017

A COMILANÇA AO ESTILO REFINADO DE TEMER

BANQUETES MAIS BANQUETES, UMA COMILANÇA EM UMA ERA DE RECESSÃO E PARA COBRIR ROMBO DE BILHÕES MAIS AUMENTO DE IMPOSTOS E CONGELAMENTO DE SALÁRIOS DO FUNCIONALISMO
A "ERA TEMER" UMA DEMOCRACIA À MODA TUPINIQUIM E A 'INFIDELIDADE PARTIDÁRIA'
Almoços, lanches e jantares para conseguir aliados e se manter no cargo, em contrapartida vem aí mais aumento de impostos e congelamento de salários para todo o funcionalismo. A "Era Temer", que parece não ter mais fim, onde cada dia parece um século tem se caracterizado por uma sucessão de conversas à mesa, uma comilança interminável, desde o início da manhã até o meio da madrugada, tudo em nome da "Democracia de Coalizão", um sortilégio para encobrir a verdadeira finalidade, compra de votos. "La Grande Bouffe" (A Comilança) foi um filme do diretor italiano Marco Ferreri de 1973, que causou muita polemica no Festival de Cannes, onde competia pela Palma de Ouro. Ferreri quis fazer uma crítica ao capitalismo e seus estranhos hábitos, onde a maior parte da população come às pressas, ou passa fome e os detentores das riquezas fazem jantares opíparos, em um desperdício irresponsável. Para alguns analistas é o desespero de quem sabe que sua cabeça está a prêmio e vai rolar a qualquer momento, como dizem nos bares da vida "O Vampiro já era, vai voltar pra tumba". Mas a prática política do Brasil tem desmentido a máxima popular, embora quase 200 milhões de pessoas sonhem com o afastamento do Michel, os "representantes do povo" estão fechados com o "chefe" e as benesses que tem recebido em um processo de barganha.
Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved

No Brasil é assim, todo o mundo da política é infiel, não existe a "Fidelidade Partidária".  Compra de votos, distribuição de cargos, emendas (que deveriam se chamar remendas) são feitas em troca de grana, do que no submundo se chama PP pagamento de propina e assim todos os presidentes sem exceção tem se mantido no cargo, independente do partido, que no fundo são quase a mesma coisa. Antônio Gramsci reverenciado pelos utópicos de todo o planeta deve estar se revirando na tumba ao ver como o "arco de alianças" é colocado em prática em nossa terra. De fato é surreal ver declarações de deputados de um partido que se diz socialista, o PSB, migrarem para o DEM, o partido que tem na sua cartilha o velho liberalismo, na pele do neoliberalismo. Cadê a 'Fidelidade Partidária' ???
Michel Temer gosta mesmo é de uma boa mesa, onde a máxima popular "Não existe almoço de graça" é a medida certa. Ele toma café da manhã com um deputado de "esquerda" mas ávido por um dinheirinho e logo depois toma um cafezinho demorado com um da "direita homo fóbica" e vai somando votos. Almoça com deputados da direita, direitíssima e depois come a sobremesa com esquerdistas radicais. E toma voto para engordar sua bolsa. Na pausa um lanchinho com os do chamado centro e logo depois os do "centrão" e toma voto. No meio de tudo isso sua bela esposa dá uma ligadinha pelo what zap e diz, "Querido, amore, te amo", ele sorri envaidecido. Vai caindo a noite no belo por do sol de Brasília, é hora de um drinque, não de carga rápida de um peão com cachaça tipo "Amansa Corno" mas com um whisky doze anos, de preferencia da marca President  , seu preferido e consegue com um deputado mui amigo mais um votinho e uma promessa (se entrar um favorzinho) mais uns três votos. Chega a hora do jantar, opíparo, solene é a "Hora do Lobo" das cartas na mesa, daquilo que os colunistas amestrados e muito bem pagos chamam em outro eufemismo de "jogo de xadrez" , no fundo a simples e direta compra de votos. A maioria absoluta vai sendo conseguida, não podemos negar, com muito, mas muito esforço pois os jantares são demorados, bem servidos e tem de ser bem degustados, mormente para o restrito círculo palaciano que pode desfrutar de tantas iguarias, desde o caviar iraniano até champanhe da melhor safra, e vinhos de Bordeaux ou de safras italianas. Para alguns sonhadores seria o "Ultimo baile da Ilha Fiscal", mas pelo jeito da carruagem, muita comilança está por vir.
Assim é feita a política tupiniquim, assim caminha trôpega e cambaleante a democracia no Brasil, que vai caminhando a passos largos para a falência, lenta, gradual e irrestrita em um Sistema perverso, desigual, cruel e muito distante do espírito de fraternidade, que está a levar a um conflito final á maneira de Hobbes, de todos contra todos, onde não existem nem vencedores nem vencidos, todos saem derrotados.
 

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna