30 de mar de 2017

FIM DE LINHA PARA EDUARDO CUNHA

O "DEFENSOR DO RIO DE JANEIRO" FOI CONDENADO A 15 ANOS DE CADEIA
CUNHA VAI TER DE DEVOLVER MILHÕES DE REAIS
"Cunha agiu com culpabilidade extremada"
                           Juiz Sergio Moro
"Quem com Golpe Fere, com Golpe Será Ferido"
                           Eduardo Cunha
Caiu mais uma peça importante do tabuleiro político do Estado do Rio de Janeiro. O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha PMDB-RJ foi condenado pelo juiz Sergio Moro a 15 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. O livro Impeachment em que conta os bastidores do poder, os acordos e desacordos feitos ora nos restaurantes de Brasília, ora na calada da noite está sendo escrito pelo deputado sobre a queda dos presidentes Fernando Collor e Dilma Roussef. Preso em Brasília em 19 de outubro de 2016, após um longo debate e vários adiamentos, Cunha amarga uma prisão no Complexo Médico-Penal em Curitiba. Eduardo Cunha que se apresentava como o "Defensor do Estado do Rio" foi acusado de inúmeras irregularidades e contas secretas  no exterior que resultaram em sua condenação. Acusado de ter mentido na Câmara o deputado foi submetido ao Conselho de Ética em uma votação tumultuada. O deputado foi abandonado pelos seus "fiéis" teve 450 pela condenação e somente 10 votos pela absolvição. Por não ter obtido os votos do PT que lhe dariam sustentação e a consequente absolvição Cunha retaliou e tornou-se o maior desafeto de Dilma Roussef  dando início ao processo que resultou no impeachment da presidente.
 
Cunha teve uma longa e constante ascensão desde seu inicio na Telerj indicado por Paulo Cesar Farias, braço direito de Fernando Collor até conseguir se tornar uma figura da maior importância no quadro político nacional.  Para o ex-deputado Roberto Jefferson "Eduardo Cunha é um pistoleiro, à altura de Lula, rápido no gatilho. atira pelas costas, de emboscada e também é capaz de roubar no pôquer"
O Juiz Sergio Moro em mais uma fase da Operação Lava-Jato sentenciou: " De conformidade com o artigo 33 do Código Penal fixo o regime fechado para o cumprimento da pena. A progressão do regime para a pena de corrupção fica, em princípio, condicionada à devolução do produto do crime, no caso a vantagem indevida  recebida, nos termos do artigo 33 do Código Penal".
O deputado causou, segundo o juiz, um prejuízo enorme na compra pela Petrobrás do Campo de Benim, na África. Segundo a estatal o prejuízo foi de U$ 77 milhões de dólares americanos. Para Sergio Moro "A responsabilidade do parlamentar é enorme, e por conseguinte a sua responsabilidade quando pratica crimes" . O Campo Petrolífero de Benim foi um tremendo fracasso, as perfurações foram iniciadas em setembro de 2013. Em abril de 2014 após muitas sondagens verificaram que o Campo de Benim era totalmente seco.

29 de mar de 2017

PICCIANI E PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS SÃO PRESOS PELA FEDERAL

PARA A POLICIA FEDERAL  GRUPO DO PMDB ERA "UMA CONFRARIA DO CRIME" OPERAÇÃO "CADEIA VELHA" CONDUZIU SOB COERÇÃO PRESIDENTE DA ALERJ QUE É SOLTO HORAS DEPOIS, MAS POR ORDEM JUDICIALVAI PARA A PRISÃO 
PRESIDENTE DO TCE E CONSELHEIROS PRESOS ESTÃO EM LIBERDADE VIGIADA
"Enquanto o Rio de Janeiro definha, eles se empapuçam com dinheiro da corrupção"
                                                         Procurador Carlos Alberto Aguiar
 Os deputados Tutuca e André Lazaroni, ambos do PMDB e amigos fiéis de Picciani e Pezão foram indicados para as Comissões de Finanças e Ética e vão aprovar tudo que Picciani, mesmo na cadeia mandar. Lazaroni estava na Secretaria de Cultura mas ficou ridicularizado depois de ter confundido o dramaturgo Bertolt Brecht com personagem de comédia Bertonto Brecha, que provocou muitos deboches e memes durante a semana.
 O Tribunal Regional Federal-TRF deu nova ordem para que Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Mello fossem enviados novamente para a cadeia em Benfica. Eles estão licenciados da ALERJ depois de terem conseguido o apoio de 39 deputados que votaram contra a condenação, embora a grande maioria da população pedisse um encarceramento. A sessão da ALERJ foi interrompida com a notícia da nova prisão dos três deputados, principalmente de Picciani, que comanda um grande arco de alianças. Deputados aliados perplexos se trancaram em seus gabinetes e fazem sucessivas reuniões para algum acordo que possa livrá-los de alguma surpresa indesejável,. O "Esquemão" do PMDB que há mais de uma década domina a política e as finanças do Rio de Janeiro e que levou um estado rico e pujante até à beira da falência começa a ser desmontado. A Justiça Federal por unanimidade votou pela prisão imediata de Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi, todos da cúpula do PMDB. A Procuradora da República Silvana Pantini declarou que mesmo que o grupo de aliados de Picciani vote pela sua soltura a Procuradoria vai recorrer. Os deputados citados se apresentaram à sede da Policia Federal e estão na carceragem.
 A Policia Federal no dia anterior  conduziu por coerção pela segunda vez o presidente da ALERJ Jorge Picciani e prendeu seu filho Felipe Picciani na Operação Cadeia Velha, que verificou uma série de irregularidades e pagamentos de propinas em empresas de ônibus. O empresário Jacob Barata Filho foi conduzido à prisão pela segunda vez, ele estava em liberdade por ordem do juiz Gilmar Mendes. O deputado Paulo Mello uma das lideranças do PMDB e o deputado Edson Albertassi  também estão citados na delação. Edson Albertassi líder do PMDB foi indicado para o Tribunal de Contas do Estado pelo governador Luiz Fernando Pezão e agora sua nomeação foi afastada.
   O juiz Marcelo Bretas responsável pela Operação que levou à prisão de conselheiros do TCE pediu mais segurança, por se sentir ameaçado. O juiz diz que o processo vai continuar segundo os trâmites legais e vai até o final, custe o que custar. A Operação Quinto do Ouro da Policia Federal atingiu pessoas que podem ter total responsabilidade  na falência do Estado do Rio de Janeiro que pertenciam ao Tribunal de Contas para julgar irregularidades nas finanças estaduais. Causou surpresa a decisão judicial de soltar os conselheiros dias depois da operação. Há uma semana 150 agentes federais cumpriram mais de 40 mandados de prisão para apurar irregularidades nas contas estaduais que levaram um estado muito rico à mais completa falência. O Tribunal de Contas Estadual-TCE foi duramente atingido com a prisão de seu presidente Aloysio Neves, de cinco conselheiros e de alguns funcionários. As sessões do TCE ficaram interrompidas por falta de quórum.
 
 O presidente da ALERJ, Jorge Picciani-PMDB foi conduzido debaixo de vara, ou seja condução sob coerção de sua casa na Barra da Tijuca para a sede da Policia Federal na Zona Portuária, mas foi liberado horas depois para tristeza de muitos.  Funcionários estaduais prepararam uma grande manifestação com direito a fogos e bolo comemorativo da prisão de Picciani, que até hoje detinha ampla maioria nas votações do "Pacote de Maldades" um duro golpe não só no funcionalismo estadual, mas em toda população.  O presidente do TCE-RJ Aloysio Neves é jornalista, já atuou como colunista social da Revista l'Officiel e foi assessor direto do governador Sergio Cabral, quando Cabral era presidente da ALERJ. Aloysio cumpre prisão domiciliar por problemas de saúde, a pedido dos médicos.

CICLOVIA FOI INTERDITADA E PODE DESABAR

FORTES RESSACAS AMEAÇAM CALÇADÃO DA PRAIA DA MACUMBA  
FAZ UM ANO QUE A CICLOVIA DESABOU E LAUDO DO CREA AFIRMA QUE OBRA FOI MAL FEITA
JUNTAS DE DILATAÇÃO CORROÍDAS, FALHAS DE CONCRETAGEM SÃO UM PERIGO PARA USUÁRIOS E OBRIGAM À INTERDIÇÃO DA CICLOVIA
O calçadão da Praia da Macumba, paraíso dos surfistas no Recreio dos Bandeirantes está sendo destruído pela força do mar. Quiosques desabaram e edifícios estão ameaçados devido às fortes ondas que tem deixado um rastro de destruição. Moradores que investiram todas suas economias estão sem lugar para morar à espera de um solução das autoridades.
 Fortes ressacas que ameaçaram a Ciclovia Tim Maia inaugurada em janeiro de 2016 como uma das obras do "legado olímpico" que continua com sério risco de desabar e repetir a tragédia de 21 de abril do ano passado que fez duas vítimas fatais. No feriado nacional morreram duas pessoas, um engenheiro e um morador da Rocinha e deixou a população perplexa com o risco de uma nova tragédia. Até agora os responsáveis pelas mortes não foram condenados. Os moradores de São Conrado, Rocinha e Vidigal, principais usuários da Ciclovia estão revoltados e pedem providências imediatas. Praia de São Conrado muito poluída e agora com a ciclovia novamente interditada os cariocas tem menos uma área de lazer em uma cidade que diz ter o turismo como sua indústria primordial.
Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
O presidente do Conselho Regional de Arquitetura CREA-RJ Reynaldo de Barros afirmou que a obra "foi mal feita" e apontou vários erros que põem em risco a Ciclovia  pediu sua interdição imediata do trecho entre Leblon e São Conrado e uma verificação em toda a sua extensão para seu pleno funcionamento. A Ciclovia uma das obras do chamado Legado Olímpico custou aos cofres públicos mais de R$44 milhões e foi inaugurada no início de 2016 em uma grande festa em função da Olimpíada 2016. Conforme o laudo do CREA as juntas de dilatação em vários trechos estão corroídas, existem falhas de concretagem, rachaduras nos tabuleiros na parte que desabou e parte da obra apresenta acabamento irregular. As irregularidades podem causar novos desabamentos devido ás fortes ressacas que estão se iniciando e devem perdurar até meados de agosto com ondas de até quatro metros.
A Ciclovia que tem o nome do poeta Tim Maia que em sua música fala do "Leme ao Pontal", que seria o trajeto da obra. O que Tim Maia e os cariocas não contavam é que a imprevidência e a irresponsabilidade dos executores  fariam uma obra tão mal feita que desabou ao sabor das ondas e da força do mar e ao invés de muitas alegrias deixariam um legado olímpico fúnebre e de triste memória.

23 de mar de 2017

LÁ VEM O BRASIL DESCENDO A LADEIRA

ACUSAÇÕES CONTRA TEMER REPERCUTEM MAL NO EXTERIOR E NINGUÉM MAIS ACREDITA NO PAÍS
 RESERVA AMBIENTAL CRIADA PELO GOVERNO MILITAR VAI SER LEILOADA GOVERNO PARA COBRIR ROMBO VENDE TUDO E AGORA É A VEZ DA ELETROBRAS E DA CASA DA MOEDA
TEMER AO DISCURSAR NO RIO PEDE APLAUSOS MAS É VAIADO E OUVE GRITOS DE "FORA TEMER"
DESEMPREGO CRESCE E TEMOS QUASE 20 MILHÕES DE DESEMPREGADOS   
CRESCIMENTO DO BRASIL É IGUAL RABO DE CAVALO, CRESCE PRA BAIXO
Michel Temer e jornalistas "especializados" repetem como um mantra que a "Economia do Brasil está em fase de crescimento", mas a vida desmente. As gravíssimas e seguidas acusações contra Temer e seu grupo palaciano desacreditam o país no exterior e os negócios que estão sendo feitos são efetuados a preços muito baixo e tem como única finalidade tampar o rombo cada vez maior. Sua "base aliada" é mantida a custa de favores, benesses e dinheiro vivo. A gasolina teve aumento de preços pela terceira vez em uma semana, o que vai influir em todos os setores estourando a inflação.
A próxima venda, a qualquer preço, para cobrir um enorme rombo é uma das "joias da coroa" a Eletrobrás. Mas não só a Eletro, mas aeroportos, estradas, dinheiro, reservas florestais enfim vende-se de tudo por qualquer preço. Ministro e técnicos do Meio Ambiente se manifestaram contra a extinção da Renca. A liberação para a venda de uma enorme reserva florestal, maior que alguns países da Europa, a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) vai provocar um desastre ambiental sem precedentes. A Reserva foi criada durante o governo militar do presidente João Figueiredo para impedir a exploração mineral.
  Em um evento no Rio sobre comércio exterior o presidente pediu para ser aplaudido ao afirmar que não vai haver aumento nas alíquotas de Imposto de Renda e que a economia está nos trilhos e volta a uma fase de grande crescimento. A plateia ficou estarrecida e respondeu com sonoras vaias e gritos de "Fora Temer". Em verdade  o número de desempregados aumenta, as frentes de trabalho são inexistentes e o rombo aumenta e muito depois das benesses concedidas aos deputados que votaram a seu favor ao barrar o processo de cassação
Rodrigo Maia sonha com uma posse apoteótica sendo aclamado pelo povo, isto é "o povo" fica restrito a uns 500 deputados e uns senadores tipo Renan, Eunício, Jucá e alguns outros. 205 milhões de brasileiros vão ficar de fora espiando pela telinha. Em manobras quixotescas Temer jura de pés juntos que não vai renunciar e fica até 2019, sim 01/01/2019. Mas tudo indica que não.
Com a divulgação das conversas indecorosas do Michel com Joesley o "Homem do Boi" tendo como tema compra de votos e meios para fugir da justiça o presidente interino que nem sua "base aliada" apoia mais vai conseguir piorar o que já não era nada bom. Agora não só a casa dele caiu, mas as nossas casas também. Vamos ter muitos meses de filigranas jurídicas para tirar aquele que nunca deveria ter entrado e o Brasil mais do nunca vai para o atoleiro e tão cedo não vai sair dele. Um ano de Michel Temer, um ano de frustrações, arrocho salarial, repressão, pacotes contra a população sendo votados de qualquer jeito, com reuniões de negócios na calada da noite para acertar o "rolo compressor" movido a benesses e muita grana. Este é o saldo de um governo que tem afundado cada vez mais o Brasil e tem 04% de aprovação e uma reprovação de quase totalidade da população. Ninguém aguenta mais a retórica vazia, empolada cheia de mesóclises que não diz nada, absolutamente nada e só agrada aos aliados de ocasião.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
O dia primeiro de maio um feriado universal deveria ser um dia de muita festa, mas aqui em nosso país não temos nada a festejar. Nada é tão ruim que não possa piorar, diz um velho ditado nos tempos envelhecidos do século XXI. Em tempos obscuros até o Papa Francisco se recusa a vir ao Brasil para as comemorações de Nossa Senhora Aparecida envia uma carta em que se diz preocupado e entristecido com os rumos do país.   Em recente pesquisa de opinião o presidente vai descendo ladeira abaixo da mesma forma que o Brasil, menos de 05% aceitam seu governo ( ou desgoverno). O país está paralisado e o presidente tem sua base de sustentação denunciada por corrupção e lavagem de dinheiro. A "Era Temer" ou para muitos a "Idade das Trevas" conseguiu uma façanha piorar o que já não era nada bom, o que nos faz sentir saudades da incompetência, do mau humor e da má administração da "Era Dilma". Mais uma vez prevalece a envelhecida máxima "O Melhor é o Viável" que os teóricos tem repetido feito um mantra desde o século passado em um país sem perspectiva de ter algo melhor. As propaladas reformas impostas a toque de caixa para milhões de brasileiros são manobras espúrias para tentar encobrir uma enorme roubalheira que afundou nosso país sob o olhar complacente de uma falsa oposição e colocou o Brasil inteiramente no descrédito internacional. Tudo leva a crer que as propaladas reformas vão ser aprovadas a toque de caixa para afundar de vez o Brasil e beneficiar meia dúzia.
Desemprego em massa aumenta população de rua Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved

É a "Globalização do Mico", um país com uma das maiores reservas naturais do planeta jogado às moscas e baratas e alvo de um deboche monumental. Mais um golpe contra a população a malfadada Operação Carne Fraca que rapidamente serviu para encobrir a Terceirização, parte da Reforma Trabalhista. A Operação caiu como uma luva  para seguir os ditames de um presidente da Câmara que veio por acaso, ou melhor seria por castigo. O rapaz em questão teve o desplante de afirmar que não deveria haver Justiça do Trabalho. Assim é o Brazil (sim com Z) que tem pessoas como um tal de Pezão para mandar em um estado que já foi quase maravilhoso e agora vive entregue às moscas, às baratas e principalmente aos ratos de duas patas que pululam o Palácio Tiradentes. Nosso país está em uma triste situação onde não existem quadros políticos capacitados para nos tirar deste atoleiro, à exceção de dois ou três perdidos no meio não de trezentos picaretas, mas de milhares de pilantras de paletó e gravata que resolvem os destinos do país em meio a jantares opíparos enquanto o desemprego, a fome, a miséria rondam o nosso país.

20 de mar de 2017

PAULO JOSÉ FAZ OITENTA ANOS

UM ATOR DE MÚLTIPLAS FACES LUTA CONTRA O MAL DE PARKINSON
Paulo José Gomes de Souza, gaúcho de Lavras no Rio Grande do Sul completa oitenta anos hoje 20 de março de uma carreira plena de sucessos. Paulo José é um ator completo, como poucos nas novelas que povoam as telinhas brasileiras. Com trinta e nove  filmes, vinte e uma novelas e algumas peças de teatro continua trabalhando na luta contra uma doença inflexível, o Mal de Parkinson. Foi casado com as atrizes Dina Sfat, Beth Caruso e Zezé Polessa.
Aldo Sá, Paulo José, Veríssimo e Salvá (câmera) fotoAlcyr Cavalcanti rights reserved
 
Tive a honra de ter conhecido Paulo durante as filmagens da comédia "Como Vai, Vai Bem?" obra coletiva do Grupo Câmera de 1968. Eu era cinéfilo, tinha feito um curso de cinema no Museu de Arte Moderna e embarquei no projeto de uma cooperativa de cinema.  e fiz parte da `aventura do cinema.  Participei dos oito episódios, como fotógrafo still e às vezes como assistente de câmera. Paulo fez vários papéis, desde padre, torcedor do Flamengo a um travesti que trabalhava para sustentar mulher e filhos, a maioria deles ao lado de seu parceiro e amigo Flavio Migliaccio. Irma Alvarez, Maria Gladys, Dina Sfat, Isabel Ribeiro foram as principais atrizes do filme. Alberto Salvá dirigiu três episódios além de Paulo Veríssimo, Carlos Camuyrano, Carlos Alberto Abreu, Valquiria Salvá e Daniel Shutoriansky.  
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Paulo José sempre colaborou, tanto na produção quanto dando dicas para os diretores. Depois de alguns anos nos reencontramos  durante gravações de novelas da TV Globo quando eu trabalhava para as revistas da Editora Vecchi, Romântica e Grande Hotel nos anos 70.  Depois foram encontros fortuitos na noite carioca.

19 de mar de 2017

MASSACRE AOS APOSENTADOS NA ERA TEMER

O ROMBO DA PREVIDÊNCIA É DEVIDO A FRAUDES E MÁ ADMINISTRAÇÃO GOVERNO GASTA QUASE R$60 MILHÕES EM PROPAGANDA E INDICA CARLOS MARÚN PARA CONSEGUIR VOTOS PARA APROVAR A REFORMA
 APOSENTADOS GANHAM SALÁRIOS DE FOME E MESMO ASSIM QUER AUMENTAR O DESCONTO PARA TAMPAR O ROMBO
DOS 513 DEPUTADOS QUANTOS MERECEM CONTINUAR A EXERCER O MANDATO?
Para garantir uma aprovação da Reforma da Previdência após uma série interminável de almoços e jantares Temer indicou o deputado Carlos Marun para convencer deputados indecisos com promessas e principalmente ameaças de severas retaliações. Marun foi um dos mais fiéis amigos do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, atualmente atrás das grades, mas ainda com grande influência nas articulações políticas.
O tão propalado "Rombo da Previdência" é devido em especial a fraudes, má administração e erros gritantes de governos incompetentes que se sucedem um após outro. Em matéria de O Globo o que muita gente desconfiava veio a público. Foi constatado que fraudes bilionárias afetam quase 40% do propalado Rombo. São mais de R$56 bilhões, que vem demonstrar a grande farsa que o governo Temer quer empurrar de qualquer maneira. O Governo Temer já gastou R$ 59 milhões para tentar convencer dos benefícios de uma reforma que interessa somente ao grupo palaciano e vai prejudicar milhões de trabalhadores que vão trabalhar até morrer de cansaço e mesmo assim quer sobretaxar aposentados.
A Reforma Trabalhista, compromisso de honra do presidente Temer com seus aliados foi aprovada no Senado depois de muita confusão. A cooptação através de favores, verbas e benesses está mais forte do que nunca, e veio mostrar a verdadeira face da "democracia de coalisão" movida a dinheiro, sem nenhuma fundamentação sólida.   Ao que tudo indica a malfadada Reforma da Previdência não vai ter fácil aprovação, principalmente pelo descrédito da população em relação ao presidente Temer e ao Congresso Nacional, que para a maioria não tem nenhuma credibilidade. Manifestantes que protestavam contra as reformas em Brasília foram atacados pela policia com bombas de gás.
As manifestações populares em todo país e principalmente desde a tentativa de invasão à residência de Temer em São Paulo deixaram preocupados os seus ministros, que junto com o chefe estão reunidos no final de semana. Para o grupo de Brasília nunca um Primeiro de Maio foi tão indesejado.As declarações do ministro da Justiça não conseguiram esconder a intensa rejeição popular às manobras para as propaladas reformas que iriam ser aprovadas a toque de caixa, sem uma ampla discussão com os principais interessados, a população brasileira. Em uma tirada "genial" para um grupelho mas que vai massacrar os velhinhos o interino declarou em alto e bom som que vai fazer algumas concessões. No fundo é mais uma manobra safada ao deixar para os governadores a decisão final e tirar a responsabilidade dos marajás de Brasília, Deputados que formam o "arco de alianças" movidos a muita grana vão apressar as reformas, antes que a Federal conduza a todos "debaixo de vara".  A grande maioria do Congresso com 513 deputados é amplamente favorável a tungar de vez nossos direitos e beneficiar meia dúzias de larápios que afundaram nosso país. Com um Congresso quase todo sob suspeição de envolvimento em atividades ilícitas é inadmissível que o futuro de uma nação esteja de mão de pessoas suspeitas de corrupção, sendo que a maioria é de fato composta por formadores, não de opinião, mas de quadrilha. É muito difícil encontrar um "representante do povo" que não esteja numa das listas de corruptos e de fato seja um legítimo representante do povo.  Em Brasília ninguém se entende, mas os detentores do mandato seguem à risca o compromisso assumido pelo Ministro Henrique Meirelles de mudar as regras da Previdência Social a qualquer custo. Michel Temer tem resolvido seus problemas com opíparos jantares para saciar a fome, não de justiça, mas de ganancia de seus "fiéis" movidos à muita grana e uma serie de benesses, às nossas custas.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved

A elevação compulsória para 65 anos é a meta a ser defendida pela "base aliada", só que em muitos casos o trabalhador vai de ter de continuar  trabalhar até mais de 90 anos para conseguir uma aposentadoria. Além disso vai penalizar a todos principalmente a mulher que tem dupla jornada de trabalho. Após a tarefa cansativa e muitas vezes mal remunerada ela completa seu turno com afazeres múltiplos de sua casa, visto que o número de creches é ínfimo, embora seja de total atribuição dos governos.
O ministro Meirelles segue à risca a cartilha do FMI para encobrir a verdadeira situação em que se encontra a Previdência Social. O famigerado rombo é uma grande falácia, um artifício contábil para encobrir os bilhões de reais que mês após mês desaparecem qual um passe de mágica dos cofres públicos. A economista Denise Gentil, em sua tese de doutorado desmonta a manobra, para ela uma grande falácia. Ao invés de um déficit existe de fato um excedente de recursos desviados para outras finalidades. Milhões de trabalhadores descontam religiosamente mês após mês durante anos seguidos e não utilizam nenhum benefício a que tem direito. Fica uma pergunta: Para onde foi o dinheiro?
A grande maioria dos brasileiros não tem a mínima informação sobre a real situação atual da Previdência Social e das consequências que hão de vir com as mudanças a toque de caixa das regras atuais, que já não são nada boas. Uma simples penada após muitos goles de whisky e champanhe vai trazer com consequência um castigo desmesurado para milhões de trabalhadores que militam de sol a sol, muitas vezes em condições desfavoráveis para satisfação de meia dúzia de falsos representantes do povo, mas que só pensam em seus próprios interesses, a maior parte das vezes escusos. Tristes Trópicos.  

10 de mar de 2017

FAÇAM O QUE EU DIGO MAS NÃO FAÇAM O QUE EU FAÇO

DEPUTADOS PREGAM AUSTERIDADE MAS VIAJAM PARA ISRAEL E ITÁLIA
TEMER DISSE QUE IRIA DEMITIR MINISTROS SOB SUSPEIÇÃO MAS NADA FEZ DOLEIRO ACUSA TEMER DE RECEBER R$ 20 MILHÕES DE DONO DA GOL
COM O ROMBO DAS CONTAS PÚBLICAS AUMENTANDO TEMER FAZ UM PACOTÃO DE MALDADES E CHEGA AO CÚMULO DE DIMINUIR SALÁRIO MÍNIMO
TEMER QUER REFORMAS E APOSENTADORIA AOS 75 ANOS MAS SE APOSENTOU AOS 55 ANOS E GANHA MUITO ACIMA DO TETO
Uma comitiva de deputados chefiada por Rodrigo Maia está em um périplo  milionário em época de crise.  O presidente diz uma coisa e conforme o sabor dos ventos e a enxurrada de denúncias desmente tudo que disse. Vários ministros estão sob suspeita, principalmente Moreira Franco e Eliseu Padilha além de mais seis do "núcleo duro" e somente Cunha e Henrique Alves estão presos, os outros continuam palacianos com acesso a qualquer hora no Palácio do Jaburu.
O presidente tem afirmado que a economia vai muito bem e que o país retomou o crescimento. Mas o que acontece em realidade é outra, bem diferente. Ele também tenta se apresentar como um homem íntegro e acima de qualquer suspeita, e se apega ao cargo, segundo ele "para o bem da nação". A acusações de ter recebido suborno pelos mais variados motivos desmentem sua versão. O doleiro Lucio Funaro afirmou que Temer recebeu como suborno R$ 20 milhões de Henrique Constantino dono da Gol Linhas Aéreas. Mesmo assim  mais arrocho contra a população e uma penca de maldades dirigidas contra os desfavorecidos e ainda tem o desplante de diminuir  o minguado salário mínimo e conseguiu a proeza de anunciar uma quantia que já era mínima para uma ainda menor,  verdadeiro deboche.
   Mas, como em Brasília existe o hábito de falar uma coisa e fazer outra aconteceu encontro com Meirelles e impostos vão ser aumentados para cobrir o rombo. Temer há meses atrás quando uma série de ministros e deputados da base aliada estariam envolvidos em corrupção declarou "O ministro que for denunciado será afastado provisoriamente", mas quando as denuncias são contra ele , a sua atitude é o contrário do que afirmou e sempre defendeu e usa de todos os artifícios para se manter no cargo.
O presidente interino Michel Temer quer acelerar a Reforma da Previdência e ameaça quem votar contra. Ele e milhares de políticos que agem como autênticos parasitas sociais, nada produzem e ganham salários astronômicos para a triste realidade brasileira.  Em recente entrevista ao  Economist  declarou o que muita gente sabia, que ganha quase o dobro do teto previdenciário, além de ter se aposentado com apenas 55 anos, para o ministro Henrique Meirelles "uma tenra idade". As declarações de Temer provocaram surpresa por serem extremamente inoportunas devido à coleção de maldades que estão sendo preparadas por Meirelles e seu grupo, que seguem fielmente a cartilha do Fundo Monetário Internacional, em que prevalece o arrocho salarial, punição para aposentados que, se for aprovada em sua atual formulação vai obrigar aos que trabalham de sol a sol trabalhar até morrer, ou pelo menos até 99 anos.

 Um dos salários de Temer é de R$ 9500,00, quando o teto atual é de pouco mais de R$ 5 mil. No Brasil uma falsa elite, que age como parasitas sociais que nada fazem para o bem de todos e só pensam em se arrumar tem salários acima de R$45mil. Esse bando quer arrochar ainda mais os desprotegidos, que por falta de opção reelege esse nefasto grupelho a cada eleição.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
A malfadada Reforma da Previdência deve ser aprovada porque a base aliada é muito ampla, composta de um grande arco de alianças movido à benesses, cargos e na prática muita grana, nosso suado dinheiro que continua sendo tungado para aprovação de projetos que só interessam á própria base e vão prejudicar á população como um todo. Brasília vive um clima de desconfiança e apreensão, com jantares e mais jantares promovidos pela cúpula imperial e encontros furtivos na calada da noite para acertar o golpe final.  Deputados são ameaçados de punição se votarem contra a Reforma e os despossuídos são ameaçados de corte em programas sociais como o Bolsa Família. Vai haver uma migração em massa de milhões da linha da pobreza para a mais completa miséria.  
A Reforma da Previdência é uma grande farsa, baseada em um suposto déficit com números manipulados. Poderia existir sim, um saldo de caixa considerável se o dinheiro arrecadado não fosse desviado para outras funções e uma fiscalização rigorosa nos sonegadores. A retomada do crescimento é necessária e urgente para que os mais de 15 milhões de desempregados voltem a contribuir para a seguridade. O propalado Rombo da Previdência foi de fato um grande desvio de verbas e a propalada mudança das regras vai ser aprovada para cobrir irregularidades e fraudes contra o Sistema Previdenciário.

5 de mar de 2017

ACABOU O SAMBA AGORA É FOME E VONTADE DE COMER

ACABOU O "MAIOR CARNAVAL DE TODOS OS TEMPOS" A LIESA DIZ QUE NÃO VAI TER MAIS DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA
Foi o golpe final na alegria dos cariocas. O prefeito Marcelo Crivella disse que vai cortar metade da verba milionária para as Escolas de Samba. Em nota assinada pelo presidente da Liga Independente das Escolas de Samba-LIESA Jorge Castanheira com apoio de seus conselheiros disse que se a verba for cortada em 50% não terá condições de realizar o Desfile das Escolas do Grupo Especial e milhares de pessoas vão ficar sem trabalho.
Acabou a folia, depois de mais de quinze dias de Reinado de Momo a Segunda Feira de Cinzas volta com os velhos fantasmas de recessão, desemprego, desgoverno, ameaça aos aposentados, submissão total ao FMI e aos agiotas internacionais para tirar o sono de mais de 210 milhões de brasileiros.  Foi um carnaval para todo mundo botar defeito, pelo menos na mui bela e leal cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. O nosso santo padroeiro, também reverenciado como Oxóssi na Umbanda deve ter ficado triste e decepcionado pelas aberrações impostas aos foliões locais e alienígenas que brincaram o Carnaval 2017, um dos piores de todos os tempos, pelo menos no que demonstraram as escolas de samba do chamado Grupo Especial.
Foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
Carnaval é brincadeira, reino da fantasia, do chiste e do politicamente incorreto dos foliões  nas ruas da cidade. Tentar proibir marchinhas tradicionais, sucessos populares como "Cabeleira do Zezé", "Nega Maluca", "Pega Ela Piru", "Maria Sapatão" é de uma burrice digna do "Samba do Crioulo Doido" do inesquecível Stanislaw Ponte Preta. Tentar proibir blocos não cadastrados formados ao acaso dentro do espirito carnavalesco cheira a repressão e censura. Mas pior que tudo isso foi a corrida "em busca do ouro" que tem sido a marca das escolas da "Elite do Samba". Carros desgovernados massacrando quem estava pela frente, carros enormes mal construídos com material insuficiente e sem o famoso teste de carga como aconteceu com o bólido do GRES Unidos da Tijuca que desabou causando uma situação jamais vista em desfiles com transmissão para todo planeta.  Como esquecer a arremetida do carro alegórico da Paraíso de Tuiti ferindo quem estava pela frente ao transformar a festa em um festival de horrores?   Há muito tempo que as escolas de samba deixaram de lado a espontaneidade, a verdadeira alegria para se transformarem em um mero produto sujeito às regras do mercado e à fria lógica do capital. É a Indústria do Samba em nome de uma suposta modernidade em detrimento do autêntico samba de raiz, agora restrito a pequenos grupos. A estranha teoria, que só beneficia a uns poucos em detrimento de todos vai levar, a longo prazo, ao enterro do Carnaval e transformar o Rio de Janeiro no "Túmulo do Samba".  

2 de mar de 2017

O DIA EM QUE O SAMBA DESAFINOU EO SAMBÓDROMO FICOU TRISTE

UM CARNAVAL PARA TODO MUNDO BOTAR DEFEITO. EM VEZ DA ALEGRIA TRISTEZA E LAMENTAÇÕES
                   Super Escolas de Samba S/A
                   Super alegorias           
                   Escondendo gente bamba
                   Que covardia
                   Samba de Beto Sem Braço e Aloisio Machado do Império Serrano
DESFILE DAS CAMPEÃS MANCHADO PELA DESORDEM DOS DESFILES DE DOMINGO E SEGUNDA
O tradicional Desfile das Campeãs que sempre foi uma grande festa no encerramento da Folia, este ano vai estar manchado pela desorganização dos desfiles no Sambódromo que deixaram um rastro de tristeza desagradando a todos.  Este ano não foi igual aquele que passou, foi muito pior, foi ao ano em que o Samba desafinou. O Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial, a chamada Elite do Samba foi um festival de horrores digno de um filme da "Hammer Films", produtora britânica especializada no gênero que imortalizou o ator Cristopher Lee no papel do Conde Drácula. Nós brasileiros temos nosso Vampiro Mor, em Brasília também celebrado pelo The Guardian como um dirigente político "gótico". No Carnaval carioca a inhaca a zika o azareba tomaram conta da folia, em vez da alegria espontânea dos verdadeiros sambistas. Há mais de uma década que o Carnaval deixou de ser o Reinado da Folia para se transformar no Reinado do Capital onde a grana prevalece e os autênticos sambistas e foliões ficam de fora "batendo palma pra maluco dançar" e as Super Alegorias desfilam para as luzes da TV.
foto Alcyr Cavalcanti all rights reserved
 
 Foi o que aconteceu no ano da graça de 2017, para coroar a série de desditas que assolam o Brasil, em especial a bela cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Carros alegóricos desgovernados que funcionam como carros de combate atacando a tudo e a todos, correria desenfreada em vez da lenta e bela evolução dos passistas e do casal mestre sala e porta bandeira se assemelhando a um ballet clássico ao som de sambas de enredo que mais pareciam o "Samba do Crioulo Doido" do genial Stanislaw Ponte Preta. As cenas que milhares de pessoas presenciaram ao vivo e que a emissora detentora dos direitos exclusivos de transmissão mostrou ao vivo e a cores e também com repórteres afoitos que na maior parte das vezes atrapalhavam mais do que esclareciam deixou os telespectadores assustados com o primor de desorganização.
No meio dessa confusão, de um caos desorganizado, ao contrario do que milhões de pessoas esperavam felizmente aconteceu um raio de esperança, no fim de um túnel muito escuro. Umas poucas agremiações como a Portela, Mocidade, Império Serrano, Viradouro e mais uma duas ou três conseguiram salvar o Carnaval e também apresentar suas escolas com dignidade para milhares de pessoas que pagaram milhares de reais para encher os cofres dos organizadores.
Todos esperam que as cenas lamentáveis que deixaram um rastro não de alegria mas de muita tristeza com mais de trinta feridos, alguns em estado grave sejam totalmente apuradas e os culpados não fiquem impunes.  Exigimos providências imediatas e punição rigorosa para os culpados  pela tragédia, para que essas cenas de horror nunca mais tornem a se repetir. Afinal no Carnaval somente devem acontecer dias de intensa alegria, para fazer o povão esquecer a imensa tristeza a que tem sido submetidos milhões de fluminenses com seguidos anos de sofrimento causado por governantes inescrupulosos que afundaram nosso estado e rapinaram nossas riquezas.     
 

obras do pac

obras do pac
inicio de obras ao lado do ciep ayrton senna